Máscara

Camara

oi

oi

28 de fevereiro de 2018

O DIREITO INDIVIDUAL TEM LIMITES

Tem muita gente impondo suas opiniões como inquestionáveis!
Desde a criação das redes sociais, são inúmeros os casos de inimizades que se constroem a partir de opiniões escancaradas nas mesmas. Pregam-se tanto a liberdade de expressão, mas parece que o mundo não está preparado para tal. Grupos que se intitulam intelectuais e politizados não perdoam quem cita algum comentário, ou reportagem veiculada em algum programa da Rádio Difusora, ou Rádio Jornal (claro, se esse dito comentário, ou reportagem for contra seus políticos queridinhos. Se for a favor, pode). Assim como também há os que não perdoam os que acompanham programas em rádio "chapa branca". Não faltam também os que condenam veementemente os adeptos da candidatura de Jair Bolsonaro. Para esse grupo, não se pode se posicionar a favor de um político linha dura da direita. E o que dizer daqueles que são contra a intervenção militar. Sem querer defender ou apontar, mas o que falta é aprender a respeitar o direito do outro de expressar sua opinião. Respeitar o direito do outro de fazer suas escolhas. Seria muito simples e não teríamos tantos desentendimentos em redes sociais. Se você é contra o aborto, não aborte! Se é contra a Rádio Difusora, não ouça aos programas. Se tem rejeição a Bolsonaro, respeite o direito do outro de fazer suas escolhas. Acha que o povo tem que ser governado por um regime comunista e não aceita que as outras pessoas se recusem a abandonar a cruz e recuse o símbolo da foice e do martelo, então vá morar na Coreia do Norte e seja feliz. Se acha que as pessoas não têm o direito de usar arma para se defender de bandidos, ou que o Flamengo está longe de ser o melhor time do Brasil, não perca tempo discutindo em rede social. Dobre os joelhos e vá orar, tanto por quem está morrendo quanto por quem está desejando a morte do próximo. Impor a vontade não é nada democrático. Liberdade de expressão é isso. Podemos não concordar, mas não precisamos nos transformar nos vigias das opiniões alheias.

MAIA REBATE FHC SOBRE INTERVENÇÃO: 'INVEJA DA DECISÃO CORRETA'

Seria melhor Maia e FHC brigarem para ajudar dar paz ao Rio!
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rebateu nesta tarde a declaração do presidente Fernando Henrique Cardoso de que governos que não são fortes apelam para militares. "Lamento que o presidente Fernando Henrique não tenha assumido para ele o tema da segurança pública. Talvez se em 95 o Brasil tivesse cuidado da segurança pública, a gente não estaria passando os problemas que a gente passa hoje e talvez a gente não tivesse 60 mil mortes por homicídio, por mortes violentas", declarou Maia. Ao defender o governo Michel Temer, o presidente da Câmara disse que talvez FHC esteja com "um pouquinho de inveja da decisão correta" de Temer.

NÃO HÁ NA BAHIA ALGUÉM MAIS SANTO QUE WAGNER

Santo Wagner o carioca mais Santo em toda a estória da Bahia
Imaginávamos que Lula fosse o brasileiro mais honesto de todos os tempos e do mundo todo. O dito cujo perdeu esta colocação para o ex-governador da Bahia e atual secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner (PT). Não foi apenas Lula quem perdeu ranking para Wagner, pois a Irmã Dulce também não é a única pessoa Santa do Brasil. Ela divide o alto do exclusivo pódio com o carioca antecessor de Rui Costa. E diferentemente da íntegra Freira, Wagner nem precisou morrer, ou preencher as complexas e rígidas exigências do vaticano, para obter o título católico de beatificado e santificado. Talvez estes fatos expliquem pessoas duvidarem que ele tenha recebido R$ 82 milhões de propina e dinheiro para campanha de Rui Costa (PT) em 2014, conforme disse a delegada da Polícia Federal Luciana Matutino, na segunda-feira (26). Ainda segundo a delegada Luciana, Wagner pediu os recursos em espécie, que foram entregues na casa da mãe dele e que não foram doações espontâneas. O dinheiro foi pago de 2006 a 2014. O chefe do Executivo estadual, Rui Costa (PT), “ainda não é alvo da operação”. Talvez o leitor esteja querendo saber quem os são responsáveis por Wagner está sendo defendido como santo e honesto. É óbvio que não resta dúvida, que se trata de jumentos, jericos e burros!

CONSELHO ABRE PROCESSO QUE PODE CASSAR LÚCIO VIEIRA LIMA

Será que a preguiça do Lúcio permanecerá dormindo nesse caso?
O Conselho de Ética da Câmara instaurou nesta terça-feira (27), o processo disciplinar que pode levar à cassação do mandato do deputado baiano Lúcio Vieira Lima (PMDB). Caberá a outro baiano, o presidente do conselho, Elmar Nascimento (DEM), definir por sorteio os relatores do processo. Não poderão participar do sorteio deputados do mesmo estado, partido ou bloco parlamentar do representado, além dos parlamentares do mesmo partido autor da representação. Caberá a cada relator formular um parecer preliminar no qual avaliará se a representação têm fundamento para seguir adiante ou se devem ser arquivadas. Se for aprovada a continuidade do processo, será aberto prazo de 40 dias úteis para a coleta de provas e depoimentos de testemunhas. Encerrada essa etapa, o relator entregará o parecer acatando ou rejeitando os argumentos da representação. Se o conselho aprovar um relatório que recomende punição ao parlamentar, o processo seguirá para votação no plenário da Câmara.

SEGURE O BOLSO, A EBISA ESTÁ DE VOLTA

Marretadas de Cuma não acaba com suas contumazes mazelas!
A comédia trágica de Fernando Gomes (Cuma), é tão debochada e achincalhadora do bom senso, que até a empresa Ebisa, que foi processada por dano aos cofres da prefeitura de Itabuna, se habilitou para realizar a conclusão das obras do Teatro Municipal da cidade. E o processo de corrupção envolvendo as Ebisa, pasmem, ocorreu na gestão de Fernando Gomes, que também foi acionado pelo Ministério Público ao lado da Ebisa por dano ao erário. A ligação entre os dois é antiga. Em 2006, o prefeito alegou que existia uma dívida com a empresa por coleta de lixo. Na véspera de sair do cargo, em dezembro de 2008, Cuma mandou pagar uma Nota Fiscal de R$ 4.400.000 à Ebisa, mas o Tribunal de Justiça da Bahia tinha proibido o pagamento por considerar o débito inexistente. Um processo de julho de 2016, na 1ª Vara da Fazenda Pública, pede que Cuma e Ebisa sejam condenados por danos ao erário de R$ 4,4 milhões. Mas Cuma voltou à prefeitura em 2004 e em 2006, o juiz Antônio Laranjeiras, contrariando o TJB, mandou a prefeitura pagar à Ebisa R$ 4,8 milhões por uma dívida que somaria apenas R$ 2,6 milhões originalmente. Logo após o Ministério Público promoveu ação por danos ao erário, pedindo a condenação do prefeito Fernando Gomes e da Ebisa.

27 de fevereiro de 2018

CPI DA FONTE NOVA COMEÇA E TER CORPO NA ALBA

Augusto Castro é um dos signatários da CPI que investigará corrupção na Bahia
Os deputados de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), começaram na manhã de ontem, terça-feira (27), a recolher assinaturas para instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que averiguará irregularidade nas obras da Arena Fonte Nova, apontadas pela Polícia Federal (PF), que tem entre os alvos principais o ex-governador Jaques Wagner (PT). De acordo com a PF, o petista recebeu R$ 82 milhões em propina durante o negócio. Ele negou as acusações. Novo líder da minoria, o deputado Luciano Ribeiro (DEM) declarou que é papel da ALBA propor o esclarecimento dos fatos. Além disso, o democrata defendeu a amplitude da CPI, que deve abranger ainda a questão da Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), citada na operação. Eles precisam de 21 assinaturas – número equivalente ao total de deputados que compõem a bancada da minoria – para garantir que a CPI seja instalada.

PROFESSORES DÃO PRAZO PARA CUMA PAGAR TERÇO DE FÉRIAS

Cuma marajá quer o professor, cada mais vez à míngua
Os professores da rede municipal de ensino de Itabuna estão irredutíveis quanto a falta de pagamento do terço de férias e de acordo com a presidente do Sindicato da categoria, professora Carminha Oliveira, “a permanência da irregularidade poderá impedir o retorno das atividades no dia 05 de março”. Segundo informações de Carminha, a classe decidiu que só participará da Jornada Pedagógica e retornará às salas de aula se o pagamento for efetivado até amanhã, quarta-feira (28). O sindicato tem cobrado o referido pagamento constantemente, mas o prefeito Fernando Gomes (Cuma) tem alegado falta de recursos financeiros. A diretoria do SIMPI lançou a Campanha Salarial 2018, cujo tema é “#VouÀLuta para cada corte de direitos”. 

NÃO SE PODE TRATAR O TOXICÔMANO COMO LIXO

Deve-se haver um equilíbrio, se a vida já é uma droga não use drogas
É devastadora a ação do crack sobre o indivíduo. Muito pouco resta de uma pessoa que trilha o tenebroso caminho do consumo de crack. Em realidade, conseguir reabilitar e reinserir os dependentes químicos à sociedade talvez seja a tarefa mais difícil na guerra contra as drogas, pois a solução de vícios está longe de ser simples. Demanda tratamentos longos e elaborados, e exige a participação de equipes especializadas de profissionais, portanto são terapias também muito onerosas tanto para o Estado como para as famílias dos viciados. Portanto, vencer as drogas é muito mais uma questão de políticas públicas efetivas de continuidade no longo prazo do que um caso de polícia. A imagem de um usuário de crack é verdadeiramente deprimente. No bojo da discussão sobre as drogas tornou-se, inclusive, comum associá-los a zumbis, uma representação extremamente inapropriada. É preciso rejeitar alegorias cruéis como essa para evitar uma desumanização ainda maior do usuário. Essas pessoas ainda estão vivas e não se pode ignorar que sob as camadas de trapos imundos e com o rosto encoberto pelo capuz, há um ser humano com uma história de vida. Possivelmente, há familiares que estão em busca daquele drogado que perambula anônimo pelas aglomerações de consumidores de drogas. Por mais deplorável que seja a condição do dependente químico, equipará-lo aos monturos que se acumulam nas cracolândias é ultrajante. Não se pode admitir que o ser humano seja tratado como lixo e enquanto há vida, haverá esperança.

HÁ NECESSIDADE DE SE ADEQUAR GLOBALIZAÇÃO E CONSUMO

Os esforços por um mundo mais sustentável deve ser de todos
Com as consequências do aquecimento global cada vez mais presentes em nosso dia a dia, as questões climáticas deixaram de estar relacionadas apenas ao meio ambiente e passaram a ser um grande desafio no âmbito da política e da economia mundial - além, é claro, de envolver toda a sociedade. Por isto é importante que governo e iniciativa privada estabeleçam parcerias com ONGs e institutos, que possam agregar diferentes conhecimentos. Também deve ser interessante buscar certificações de entidades competentes, capazes de atestar de forma confiável os impactos das políticas e ações ligadas à sustentabilidade e muito úteis como ferramentas de gestão, já que podem sistematizar os processos organizacionais. Todos esses aspectos podem ser aplicados em empresas de qualquer área de atuação. Agora, vou entrar no mérito da indústria alimentícia, uma vez que o atual modelo de produção de alimentos usualmente praticado no Brasil também traz consequências negativas à biodiversidade e ao clima. Além do desmatamento, dito como necessário para o crescimento do setor, os insumos agrícolas aplicados de maneira inadequada prejudicam os ecossistemas, a saúde humana e comprometem o recurso hídrico muitas vezes já escasso. Para combater essa realidade, as companhias da indústria de alimentos precisam incentivar os sistemas produtivos mais eficientes e orgânicos, utilizar integralmente determinados frutos, desde a polpa até as sementes, incentivar o empreendedorismo de comunidades que produzem no campo e fomentar os sistemas que utilizem os produtos da floresta em pé ou até promovam o reflorestamento. Dessa maneira, é possível gerar riqueza em vários sentidos e conectar as necessidades globais à demanda dos consumidores.

É PRECISO QUE SE DURMA COM UM OLHA FECHADO E OUTRO ABERTO

Fake e as próximas eleições deverão ser como irmãs siamesas!
Em um oceano de informação que se transformou a internet, há aquele "esgoto" chamado fake news. Notícias falsas e inverdades que circulam na rede e que podem causar danos enormes com consequências inimagináveis. E elas não demoram muito a aparecer. Propagaram exaustivamente a nomeação para o primeiro escalão do governo Rui Costa, do corrupto ex-prefeito de Itabuna, Geraldo Simões e o próprio governador teve que revelar os nomes que serão nomeados, sem citar o petista nascate de emendas parlamentares. Textos semelhantes, com conteúdos diversos e falsos, viralizam na internet e prestam um desserviço à iniciativa e à população. Quando se olha por outro ângulo, no entanto, é possível enxergar algum mérito na disseminação de notícias falsas. Avanços e soluções que beneficiam uma grande parcela da população geralmente surgem de problemas que desencadeiam essa busca. É assim com a cura para doenças, desastres de avião e por aí vai. No caso das notícias falsas há uma motivação das empresas, principalmente as de comunicação e aquelas que disponibilizam notícias virtualmente, na busca pela credibilidade, seja na criação de um filtro que detecte ou elimine as suspeitas de inverdade ou em um selo que alerte para informações que não tenham sido verificadas. Sites como Bing e Google já tomaram essa providência, sendo que o último expandiu essa novidade para o Brasil recentemente. Este fato revela que a disseminação de notícias falsas é uma preocupação global já que corrói a credibilidade da imprensa e interfere no direito das pessoas à informação. Ao mesmo tempo, é preciso estar alerta a uma possível promoção da censura, que também deve ser combatida. O que se previu no início da internet como o acesso direto e descomplicado à informação, que levaria a uma época de conhecimento equalizado e democrático, está tomando um rumo diferente com a desinformação generalizada, seja por conta da velocidade com que essa informação (verdadeira ou falsa) é transmitida, ou a ausência de uma curadoria que leve um pouco de senso crítico ao que é veiculado na internet. As exigências de checagem vêm no sentido de cobrir essa lacuna. Ou pelo menos, tentar. Mas cabe também à população a sua parcela de responsabilidade nessa seara, estando sempre alerta para não formar opinião sobre notícias falsas e, principalmente, para não passar adiante essa opinião equivocada. Daí para os preconceitos e agressões variadas é um pulo. Manter uma postura de desconfiança em relação ao que se acessa, verificar a data de publicação do conteúdo, questionar o interesse do autor e verificar o endereço virtual são algumas dicas das autoridades para confirmar e confiar nas informações que circulam nas redes.

UMA QUESTÃO HUMANITÁRIA

Maduro é tão nocivo quanto Lula, para os povos sulamericanos
A crise na Venezuela provocada pela catástrofe econômica e humanitária da ditadura do socialista presidente Nicolás Maduro está assumindo aspectos cada vez mais sombrios. Estima-se que mais de 1 milhão de pessoas tenham fugido nos últimos anos da Venezuela para outros países sul-americanos. Milhares de desterrados estão cruzando as fronteiras e adentrando território brasileiro em busca de refúgio. Roraima, a principal porta de entrada dos imigrantes que fogem da fome e do colapso dos serviços públicos no país vizinho, enfrenta há anos o enorme desafio de prestar ações emergenciais aos imigrantes venezuelanos, como proteção social, saúde, educação, alimentação e segurança pública. Hoje, a estrutura assistencial do estado de Roraima também está entrando em colapso. Apoiar os venezuelanos que chegam a Roraima e querem procurar oportunidades em outros locais é de fato necessário, pois o mercado de trabalho naquele estado é limitado. Como grande parte dos refugiados tem qualificação profissional e deseja trabalhar, ao articular essa ponte para outras regiões do Brasil, abre-se uma oportunidade interessante para abrandar os efeitos dessa séria crise humanitária. A interiorização deve ser, no entanto, bem planejada e acordada com as cidades que forem receber os venezuelanos, para evitar situações como aquelas verificadas na imigração de haitianos ao Brasil, há alguns anos. Em seu auge, os migrantes haitianos eram despachados em ônibus para outros estados sem qualquer coordenação com as autoridades dos estados de destino e novamente eram colocados em situação de constrangimento e vulnerabilidade. O Brasil terá que lidar com a crise humanitária que se expande da Venezuela e decidir proteger verdadeiramente essas pessoas vulneráveis como se fossem brasileiros. Essa é uma postura condizente com a sua estatura geopolítica e suas aspirações de liderança no continente sul-americano, ademais, promover o bem de todos, sem preconceitos de origem ou raça representa um objetivo fundamental da República Federativa do Brasil.

26 de fevereiro de 2018

O PERFIL DE QUEM NEM SEMPRE É BENEVOLENTE CONSIGO MESMO

Quem se diz biógrafo de quem diz ser louco,
tem que primeiro deixar de ser muito louco!
Tem gente que gosta de problemas e não consegue viver sem eles. É claro que os problemas existem e fazem parte de nossas vivências, mas não estou me referindo aos verdadeiros, sobre os quais nada podemos fazer além de lidar com eles. Refiro-me a inventar os desnecessários que tornam um inferno a própria vida e também a dos que estão ao redor. Para os criadores de problemas, viver sem eles é muito difícil, humanamente impossível. E sabe por quê? Porque não concebem nada melhor para colocar no lugar desses percalços inventados. Funcionam como uma distração, uma forma, mesmo infeliz, de passar o tempo. É um tipo de ocupação com alguma adrenalina, sem a qual a vida lhes parece insossa. Mas basta que um seja resolvido para que surja outro. E assim sucessivamente. Uma tristeza sem fim. Sem essa vida periférica movida a problemas, o indivíduo vai ter de se deparar consigo mesmo, ou seja, com o próprio vazio. Em seu centro, não há nada. Por isso, considera melhor gastar energia com superficialidades e dificuldades criadas em interminável sequência. Deparar-se com o centro vazio é angustiante, no primeiro momento. Sempre que isso acontece, a tendência é buscar alívio para a dor. E esse alívio está na periferia da vida, onde os problemas se multiplicam à semelhança de ervas daninhas. Ou seja: as pessoas preferem ser infelizes a enfrentar a realidade de seu próprio vazio. Todas as vezes em que tentam fazer contato com o seu centro, elas sentem medo. O vazio amedronta, de fato. É como um mergulho ao fundo do mar. Lá, a calma e o silêncio parecem ser insuportáveis, e o ímpeto é retornar logo à superfície, mesmo com todas tormentas que nela existem. O problema dos problemas é que essa vida infértil afeta outras, também vazias, gerando um cortejo humano trágico, capaz de gerar a impressão de que a vida é assim mesmo: uma sequência interminável de problemas. Ocupadas com esse martírio, as pessoas não conseguem preencher o seu centro com algo que possa tornar a vida mais fecunda: um propósito. Somente um propósito pode transformar o "ter algo para fazer" em "fazer algo que valha a pena". Como você tem vivido? Valorizando adversidades e transformando-as em grandes problemas ou caminhando rumo à realização de propósitos interessantes? Fazer algo que valha verdadeiramente a pena é que torna a vida uma aventura fértil, que instiga, revigora, ensina, fortalece e isenta de sofrimentos desnecessários.

SÓ UM DEPUTADO ESTADUAL ESTÁ CORRESPONDENDO À EXPECTATIVA DO POVO DE ITABUNA

Itabuna precisa de mais deputados que a façam brilhar e
sair do atraso, ostracismo e abandono em que se encontra!
Seria muito proveitoso se Itabuna tivesse verbas e obras, advindas das emendas parlamentares impositivas, que nossos deputados estaduais possuem. O pagamento destes recursos aos parlamentares é obrigatório, por determinação da Constituição da Bahia. Cada um dos 63 deputados tem direito a receber R$ 1,4 milhão, valor calculado com base no orçamento de 2017. Quase todos deputados que obtiveram expressivas votações em Itabuna, se abstiveram da gratidão com que deveriam ter correspondido a expectativa, confiança e votos dos itabunenses. Ângela Souza (PSD), Rosemberg Pinto (PT), José de Arimatéia (PRB) e Pedro Tavares, são alguns dos muitos péssimos exemplos de utilidade zero no quesito verbas e obras para maior cidade do sul da Bahia. E todos eles retornarão a pretender merecer o voto de quem menosprezaram. E nem vão necessitar de cara de pau para tanto. Basta uns cargozinhos na Prefeitura de Ilhéus através de Ângela Souza; uns outros cargos comissionados no governo estadual por intermédio de Rosemberg Pinto; mais algumas cédulas de cem reais de Pedro Tavares e umas ameaças de fogueira profana dos quintos dos infernos para quem se recusar a votar em José de Arimatéia... e todos voltarão a contar com cabos eleitorais e muitos votos em Itabuna. Para não dizer que estão todos inseridos numa mesma vala comum, há um só exemplo de deputado estadual, que tem se esforçado para corresponder à expectativa de um bom mandato. E este é Augusto Castro. Só Itabuna tem conseguido através das suas intervenções de influências entre congressistas e emendas parlamentares, ônibus para a educação; equipamentos médicos para o Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães, Ambulâncias para o Hblem e Maternidade Ester Gomes e recursos para o CEMEPI e Hospital Manoel Novais. Na última quinta-feira (22), o deputado Augusto Castro saiu empolgado de uma reunião com o Secretário Nacional de Atenção à Saúde, Francisco de Assis Figueiredo e Sérgio Costa, assessor Técnico do Gabinete, de quem recebeu a sinalização de liberação de recursos para reforma e compra de novos equipamentos para a UTI pediátrica do Hospital Manoel Novaes em Itabuna. Segundo o diretor Administrativo da Santa Casa, André Wermann, poderão ser liberados cerca de 1 milhão de reais para a unidade de terapia intensiva, além de outros recursos para a substituição do aparelho de cobalto, por um acelerador linear, dentro do Projeto Expande, beneficiando de forma direta, a população no tratamento contra o câncer. Peter Lemos, que também representava a Provedoria da Santa Casa na audiência, disse que a influência política e o empenho do deputado Augusto Castro em Brasília tem sido fundamental na obtenção de recursos para a Santa Casa de Itabuna junto ao Ministério da Saúde e outros parceiros, o que favorece muito a Região. Portanto, exijamos dos demais deputados, que obtiveram muitos votos em Itabuna, que sigam o bom exemplo de Augusto Castro e se esforcem, para que a cidade possa contar com suas ações de captação de verbas e obras, que possam estimular nossa gente os apoiar e reeleger! 

AZEVEDO DE MALAS PRONTAS PARA EMBARCAR NO TITANIC DE CUMA?

O troféu de Mala Sem Alça de Cuma, o ex-prefeito
Azevedo, deve deixar que permaneça só com Cuma!
Interlocutores de ambas as partes, estão articulando a reaproximação entre o prefeito Fernando Gomes (Cuma) e o ex-prefeito, Capitão Azevedo (PTB). No acordo de cooptação, Cuma já teria se comprometido a exonerar Cláudio Dourado da Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito – Sesttran, para fazer Azevedo voltar a capitaneá-la. Também integra as negociações, a aprovação das contas do ex-prefeito. O Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, que aprecia previamente as contas prestadas pelos chefes do Executivo, opinou pela rejeição das Contas de Azevedo. Somente 2/3 da Câmara Municipal invalida a decisão do TCM. Cuma diz que conta com submissão de 19 vereadores e garante que tem poder de descomplicar a situação do ex-prefeito. Para o acordo ser fechado, Cuma daria para Azevedo, o cargo de secretário e garantiria os votos de aprovação das suas contas. Já Azevedo deixaria de fazer oposição e desistiria de se candidatar a deputado, para apoiar o filho do prefeito, Sérgio Gomes. Os próximos capítulos dessa ópera-bufa, poderão determinar se Azevedo voltará de malas prontas para os abraços de tamanduá de Cuma, ou permanecerá sem se submeter à condição deprimente de mala sem alça! 

ELEITORES DEVEM MAIS DE R$98 MILHÕES À JUSTIÇA ELEITORAL

No Brasil não falta quem prefira pagar para não votar
Eleitores que não votaram nem justificaram a ausência no último pleito devem mais de R$98 milhões à Justiça Eleitoral. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que apenas 3,6% dos 29 milhões de pessoas multadas na última eleição pagaram a taxa de R$3,51. No 1º turno de 2016, 22.811.470 eleitores foram multados por não votarem nem justificarem a ausência. Percentual mais alto dos últimos 10 anos, 15,57% dos eleitores aptos deixaram de votar ou justificar. No 2º turno de 2016, 6.270.655 eleitores estavam nessa situação. Para o advogado Francisco Emerenciano, o número de eleitores multados deve ser ainda maior nas eleições de 2018. “Se o interesse é na manutenção do sufrágio universal, da legalidade, em prol da democracia, o ideal é que se ampliem as penalidades [para quem não vota]. O eleitor sabe que não vai gerar nenhum problema, que se resolve com o pagamento de uma multa irrisória”, disse.

DEPUTADO PEDE QUE GOVERNADOR PARE DE FAZER ‘FUMAÇA’ COM OBRAS QUE NÃO SAEM DO PAPEL

As promessas do "rei" Rui, são características de um bobo do corte,
cujos súditos estão sempre tendo que apagar fogueiras das vaidades!
O deputado estadual, Hildécio Meireles (MDB), reforçou em plenário da Assembleia Legislativa da Bahia, que o governador Rui Costa (PT) tire as diversas obras prometidas do papel e pare de ‘’fumaça”. Conforme destacou o deputado, muitas são as intervenções anunciadas que podem ser citadas e que a população não teve e nem terá o direito de desfrutar. “Cadê a duplicação da BR-415 que liga Ilhéus a Itabuna que iria começar no mês de novembro do ano passado; cadê a ponte Salvador -Itaparica, o Anel Rodoviário de Valença; os oito Hospitais Regionais que seriam construídos ao longo dos quatro anos de governo; as 27 policlínicas, onde apenas cinco ou seis foram entregues e mais nove contratadas para serem construídas esse ano, leia-se, no final da gestão. O que não deixa dúvida de que esse é o governo que vive de fazer fumaça, lamentavelmente enganando os baianos”, pontuou. Mais além, o deputado desafiou os pares que integram a base do executivo estadual que apresentem apenas cinco grandes obras entregue nesses últimos três anos com verba estadual. “Vamos ter dificuldade de contar e se conseguir contar sou capaz de apostar que obtiveram repasse de recursos federais, recursos esses que são omitidos, a exemplo do que ocorreu na construção da Avenida Mário Sérgio, onde não houve a humildade de se falar que todo recurso foi do Governo Federal e do BNDES, assim como ocorre com o sistema metroviário, que já obteve 75% de verbas federais”, frisou, conclamando por menos propaganda e que mais seja feito para os baianos.

25 de fevereiro de 2018

RUI COMEÇA A AVALIAR NOMES E O CORRUPTO GERALDO SIMÕES NÃO CONSTA DA LISTA

Nem o PT quer saber de ladrão como Geraldo
O governador Rui Costa deve reunir seu Conselho Político esta semana para tratar da reforma do secretariado, segundo informa o jornal A Tarde. Cinco secretários estão certos de deixar o governo até 6 de abril. São eles: Jaques Wagner, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Josias Gomes, da Secretaria de Relações Institucionais, Carlos Martins, da Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, todos os PT; Olivia Santana, do PC do B, que ocupa a Secretaria do Trabalho, Vitor Bonfim do PDT, que ocupa a Secretaria de Agricultura. Outros três ainda não garantiram a saída, mas podem se candidatar e deixar o cargo. São eles: Walter Pinheiro, Secretario de Educação, sem partido; Jusmari Oliveira , Secretaria de Desenvolvimento Urbano, filiada ao PSD e Vivaldo Mendonça, Secretário de Ciência e Tecnologia, filiado ao PSB. Já surgem os primeiros nomes para substituir os que saem: Vivaldo Mendonça seria substituído por Rodrigo Hita, braço direito de Lídice da Matta. Vicente Lima, chefe de gabinete da Secretaria do Trabalho, substituiria Olivia Mendonça. E Andréa Mendonça substituiria, Vitor Bonfim. Os blogs patrocinados pelo petismo de Itabuna, propagam que o corrupto ex-prefeito da cidade, Geraldo Simões (Cabeça de Pitu), já estaria confirmado como substituto de Jaques Wagner, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, ou Josias Gomes, da Secretaria de Relações Institucionais. A ausência de Geraldo na relação de Rui Costa, significa que o governador pretende permanecer com seu primeiro escalão integrado por pessoas, que não sejam corruptas. 

DENUNCIA: SERIAL KILLER PODE ESTAR MATANDO EM ITABUNA

Seril Killer pode está matando pessoas em Itabuna
Um assassino em série (também conhecido pelo nome em inglês, serial killer), pode está agindo em Itabuna, nas imediações dos bairros Nova Itabuna a Nova Ferradas. Já foram três homicídios vitimando trabalhadores, sem histórico de envolvimento com crimes e abatidos com o mesmo modus operandi, que significa a maneira que um criminoso (ou vários) tem de agir. A terceira vítima da suspeita da ação de um assassino em série, foi um homem identificado como Paulinho, cujo corpo foi encontrado em um matagal nas proximidades da Butano, em Itabuna, na madrugada de hoje, domingo, dia 25 de fevereiro. Paulinho morava no condomínio Gabriela, no bairro Nova Ferradas e trabalhava como garçom em um bar no bairro São Caetano. De acordo com as primeiras informações, a vítima foi morta com golpes de faca. Paulinho não tinha envolvimento com o mundo do crime e era considerado uma pessoa de bem. Antes de Paulinho, a vítima fatal, foi o jovem Felipe Santos de Jesus, de 25 anos, que foi morto na noite do dia 16 de fevereiro, próximo a Volta da Cobra, na estrada rural que dá acesso ao lixão, em Itabuna. Felipe foi assassinado com quinze golpes de faca e tiro de chumbeira. Segundo informações, a vítima era trabalhador rural, exercia a função de vaqueiro em uma fazenda próximo ao bairro Santa Clara e não tinha envolvimento com o mundo do crime. Já no mês de janeiro, mais precisamente, no dia 12, o trabalhador rural Genivaldo Pereira da Anunciação, conhecido como Macalé, de 41 anos, também foi morto na mesma estrada que dá acesso ao lixão, na Volta da Cobra. Na ocasião, a vítima foi morta com golpes de faca. De acordo com informações, Macalé também não tinha envolvimento com o mundo do crime. Portanto, são três homicídios com o emprego de armas parecidas, numa mesma região e cujas vítimas, não eram bandidas. Cabe agora, a Polícia Civil investigar essa linha de raciocínio e desvendar a autoria desses crimes. 

CUMA TENTA APUNHALAR RONALDÃO PELAS COSTAS

Cuma conseguirá comprar Otto e trair Ronaldão e Alcântara?
Será que ele usará as moedas do erário, para crucificar amigos?
 
Postei ontem um artigo, sobre "judas iscariortes" e "amigo da onça", referindo-me a quem engana, trai e dissimula. E descrevi o ilegitimo prefeito, Fernando Gomes (Cuma), como a pessoa em Itabuna, que melhor poderia ser classificada como maior protagonista de imperdoável conduta ruim. As justificativas para tanto, estão nas decepções de todos os seguimentos sociais e maioria dos seus dirigentes, que o apoiaram em sua campanha de busca do quinto mandato. E se seu comportamento de ingratidão vitimou pessoas que ele tinha obrigação moral de agradar e não decepcionar, o que esperar dos demais cidadãos e cidadães itabunenses, que não ajudaram e nem votaram para ele? Estes fatos, por si só, já demonstram o caráter abusivo, reprovável e repugnante de Cuma. Ocorre que nada é suficiente no sadismo de quem trai, engana e decepciona. Isto explica o que tem acontecido com o vereador Ronaldão, como sendo vítima de mais uma traição de Cuma. O vereador é tutor de Alcântara Pelegrino como presidente local do PSD, cujo comando estadual, está com o senador Otto Alencar. Ronaldão e Alcântara são como irmãos siameses, embora o segundo seja liderado do primeiro. Ronaldão é o maior aliado de Cuma na Câmara. E mesmo assim, o prefeito trata o vereador como inimigo e uma barata que deve ser pisada e esmagada. Cuma está tentando tirar Alcântara da direção do PSD e para tanto, já enviou diversos interlocutores, incluindo o filho Sérgio Gomes, para persuadir o senador Otto e nomear a secretária Maria Alice, como presidente do partido em Itabuna. Todos receberam respostas negativas, com o atenuante de conseguirem o intento, se houver a anuência de Ronaldão e  Alcântara. A posição do senador desagradou o prefeito, que já está de viagem marcada para Brasília, com o exclusivo propósito de depor Alcântara e mostrar para Ronaldão, que o "rei" é ele e em seu reinado, os feudos devem se submeter aos seus caprichos e injunções. A esta situação se dá o nome de deslealdade, que somente um "judas iscariortes", ou "amigo da onça", infligiria a um parceiro. Cuma é escroto, traidor, ingrato e não creio que Ronaldão e Alcântara se submetam à condição passiva, diante de tamanho despautério. Com a palavra, Otto Alencar!

ÁLBUM: O PASSADO 02 - O QUE SE LEVA

Urânia e Wilde marcaram época e fizeram boas histórias
O jornalista grapiúna Luís Wilde foi um amigão. Um moço inteligente, bom caráter, humorado e simpático. Através dele conheci a literatura beat, Décio Pignatari e Haroldo de Campos, Satie e Maria Callas, o jazz de Miles Davis e Chet Baker, o cinema de Jim Jarmusch e Wim Wenders, Hélio Oiticica, a “Ilustrada” da “Folha de S. Paulo” etc. Éramos amigos do peito. Minha foto vivia na coluna dele. Garotinho de província, cheio de sonhos, ao descobri o apartamento do décimo quinto andar do prédio Gemini, encontrei diversão, arte e sensibilidade. Certa vez perguntei o que se leva do mundo. "Do mundo nada se leva", ele respondeu-me, concluindo: “Aproveite a vida enquanto pode”. Luís era homossexual assumido e namorador, apreciava amores passageiros. Houve uma época em que dividimos apartamento por poucos meses. Em 1989 mudei-me para São Paulo. Nunca mais voltamos a nos encontrar. Jovem, ele foi uma das vítimas da AIDS. Sinto orgulho das nossas incríveis, hilárias e noturnas tertúlias... (Foto: A poeta, também falecida, URÂNIA BITTENCOURT, e LUIS WILDE). Por Antonio Nahud.

O ELEITOR ESTÁ MAIS EXIGENTE E DECENTE

Hoje o eleitor tem mais consciência sobre o dever do político
Que conceito o eleitor faz hoje do político? Pesquisas mostram que, de cada 100 brasileiros, apenas 3 confiam nos políticos. Escândalos em série registrados nos últimos tempos contribuem para a má avaliação. E que perfis conseguem atrair a atenção? Vejamos. A autoridade é seguramente um deles. O brasileiro sente-se atraído pela figura do pai, que expressa autoridade, respeito, o homem providencial capaz de suprir as necessidades da família. Mas não se deve confundir autoridade com autoritarismo, aqui estendido à arbitrariedade. O equilíbrio atrai a atenção, pois está ligado à harmonia, à serenida­de e valor que carrega sentimento de justiça. Estes valores somam-se, conferindo ao político confiabilidade e respeita­bilidade, base para a consolidação de uma boa imagem. Os desafios da administração e as demandas sociais exigem conhecimento e experiência, fer­ramentas para o encontro de soluções rápidas. O eleitor desconfia de aventureiros e ignorantes por consi­derá-los “aposta cega, um tiro no escuro”. O preparo e o ideário bem organizado podem melhorar a ima­gem. O bom candidato é também aquele que sabe articular, fazer intermediação e interação com os grupos organizados. Urge respirar o “cheiro das ruas”. A proximidade com o povo se faz necessária. E os valores negati­vos? Indecisão é um deles. Associa-se à idéia de pessoa sem personalidade, fraca, insossa. Encrenqueiro e corrupto, então, nem se fala: são traços negativos. O eleitor desconfia de estilos rompantes, im­petuosos e viradores de mesa. Mudanças são desejáveis, contanto que não causem grandes sustos. Quem está ligado às teias de corrupção será visto com desconfiança. É difícil se purificar. Perfis sem programas, conhecimento de temas, terão voo curto. Morrerão antes de chegar à praia, às urnas. Há um conceito que forma o esqueleto vertebral do político: a identidade, que abriga a história, o pensamento, a coerência, os sentimentos e a maneira de ser. Se a identi­dade é forte e positiva, o político será associado às boas lembranças de seus eleitores. Uma boa imagem, porém, não nasce e cresce no espaço de uma campanha. Conselho ao eleitor: comece, desde já, a focar sua lupa sobre os perfis dos eventuais protagonistas.

O SANTO E O PROFANO NA BUSCA DA SABEDORIA E DA FELICIDADE

Há tantos filhos, que bem mais do que um palácio,
gostariam de um abraço e do carinho entre seus pais!
Hoje, para muitas pessoas, a sabedoria está versada nas ciências já desenvolvidas e sistematizadas. Então, os projetos de mestrado, doutoramento e áreas afins tornaram-se o alvo para se destacar no mercado de trabalho e na sociedade. E um fenômeno surgiu com esse fato. Neste anseio, alguns têm deixados sonhos pessoais em segundo plano, e a busca pela esposa ou a beleza de ser mãe são como possibilidades não prioritárias. Recordo-me de amigos que são realizados profissionalmente e academicamente, mas estão em depressão pela solidão, porque quando resolveram atentar para sua vida como um todo, as realidades haviam mudado e já não era tão mais fácil seguir um outro caminho. O interessante é que em um mundo competitivo como o nosso, isto já não é raro. Na busca pela ciência humana possamos nós também entendermos que a sabedoria divina é para além de tudo. Aproximemo-nos de Deus, e seremos conscientes dos segredos que somente a amigos Ele se propõe a revelar. Conheço muitas pessoas que se mostram buscadoras da sabedoria, chegando a se autodefinirem assim. Em um mundo tão plural como o nosso, conhecimento pode ser determinante para o futuro de qualquer um. Porém, até que ponto pode chegar alguém na busca pelo saber? Será que vale a pena sacrificar a felicidade e os prazeres de momentos de entretenimento, pela busca desenfreada e desesperada pelo acúmulo do saber? Ou será que há como conciliar condutas nessas buscas humanas e necessárias? Com resposta, a sua própria consciência!

AINDA ESTAMOS ASFIXIADOS E DESESPERANÇADOS

Indicadores econômicos positivos não estão nos contemplando
O otimismo é o primeiro passo para superar um momento difícil. No entanto, ligar o botão do “tá tudo legal” não implica em cega ignorância quanto aos desafios que impõe o processo de recuperação. Toda realidade tem dois lados, dois polos. Um positivo e outro negativo. Desde o final do ano passado, falamos em superação da crise política e econômica que o Brasil ficou imerso nos últimos anos, de usurpação dos petistas e seus comparsas ao erário. Indicadores demonstram um cenário muito melhor do que o de anos anteriores. São ótimas notícias. As melhores possíveis, e que dão ânimo para termos um 2018 pautado em retomar um Brasil melhor, maior, gigante pela própria natureza. Só que, antes de cogitarmos um ‘fim épico’ para a crise, antes de acreditarmos estar colocando o último prego no caixão dela, ainda precisamos lidar com alguma de suas consequências mais cruéis. A falta de oportunidades e renda condenou milhões de brasileiros à miséria, inúmeras famílias foram despedaçadas por filhos(as) que ingressaram no mundo do trágico, o crime se fortaleceu até atingir o patamar de organizado, e as instituições perderam força diante dele. Nossa crise não foi superada. Pelo menos não enquanto facções se proclamarem donas de periferias, e taxas de homicídios não pararem de crescer. Os números e cifras podem ter melhorado, mas do que adianta um comércio, um varejo, uma indústria ascendente em meio a um país atolado na insegurança? Do que adianta ‘não estarmos em crise’ se nossos jovens preferem ser traficantes do que ser trabalhadores assalariados? Falar de Segurança Pública é sinônimo de problema em qualquer lugar do Brasil. Não adianta dizer que é coisa de Raios A, B e DMP ou de PCC e Comando Vermelho. É só ligar o noticiário ou abrir a homepage de sites de notícias nacionais. Por exemplo, as seguintes manchetes: “Morre terceiro policial militar na Bahia em 2018”; “Presos promovem rebeliões em presídios baianos”; “Polícia do sul da Bahia prende suspeito de raptar e estuprar um bebê de 4 meses na cidade de Belmonte”, etc, etc, etc. Portanto, falar em ‘fim da crise’ é bom. É uma esperança de dias melhores no futuro. Mas isso não pode tirar o foco de que ainda temos muito a superar. Não somos mais uma Bahia da paz. Não somos mais a terra da paixão pelo Carnaval ou pelos festejos juninos e belas praias. Hoje somos um Estado cruel, de corruptos, crimes pesados, leis frouxas, e consumidor de drogas, muitas drogas. Isso é que precisa mudar. Se não formos fortes o suficiente para essa mudança, então, a crise será nossa eterna sina.

NÓS MESMOS INFLIGIMOS RESSENTIMENTOS QUE SÓ NOS DEPRECIAM

O cúmulo do orgulho é desprezar-se a si próprio!
No dicionário é possível encontrar dois tipos de conceito para a palavra orgulho. A primeira diz o seguinte: sentimento de prazer, de grande satisfação com o próprio valor, com a própria honra. Já a segunda afirma que o orgulho é: sentimento egoísta, admiração pelo próprio mérito, excesso de amor-próprio; arrogância, soberba. Do primeiro, posso dizer que é essencial para o nosso dia a dia e serve como um gás para buscar novas conquistas. Contudo, é sobre a segunda definição que irei falar. Nos últimos dias observei situações ao meu redor e percebi o quanto, apesar de tão evoluídos, ainda deixamos o orgulho destruir laços importantes em nossas vidas. Afinal, quem nunca ficou sem dar o primeiro passo só porque queria que o outro se desculpasse antes? Eu cresci rodeado de pessoas com um orgulho forte e, talvez por isso, acabei alimentando esse sentimento por muito tempo em mim. Mas, hoje posso dizer que mudei o cardápio. O orgulho é um prato frio, insosso, mal temperado e de péssima aparência. Você definitivamente não deveria se alimentar dele. Só nas últimas duas semanas, quase vi um casamento se desfazer por causa desse sentimento. Nem ela e nem ele queriam abrir mão da voz da razão. E, nessa de fazer questão em ser o certo na história, quase destroem uma família. Amizades também acabam assim. As brigas existem, mas o mais importante é como lidamos com o pós-briga. É aquela: ou escolho ter a razão ou ser feliz. Quantas boas oportunidades na vida nós já perdemos por conta do orgulho? Quantas vezes já deixamos isso transparecer no nosso ambiente familiar, na escola, faculdade e até mesmo no trabalho? É preciso ter cuidado para que esse alimento não contamine a nossa alma. Pessoas são os seres mais complexos que existem no mundo, em minha opinião, e conviver com eles, às vezes, é tenso. É preciso equilíbrio mental para executar tal tarefa. Mas, deixar que esse sentimento egoísta destrua nossas vidas não parece o certo. Eu troquei o cardápio faz um bom tempo e sempre que me pego traindo a dieta e me alimentando do orgulho outra vez, tento me corrigir. É o melhor a se fazer.

24 de fevereiro de 2018

PRESÍDIO DE ITABUNA TEM 300% DE SUPERLOTAÇÃO

Não há como ressocializar pessoas presas como animais!
O Presídio de Itabuna está com quase 300% acima da capacidade. São 1.350 presos para uma capacidade total de 480 pessoas. Esse cenário está diretamente ligado a episódios de violência e à formação e ao fortalecimento das facções, que se tornaram relevantes nos últimos anos por falta de investimentos em educação, saúde, geração de empregos e segurança. Além disso, como não é feita a ressocialização dos detentos, o índice de retorno às prisões é alto. O presídio de Itabuna se consolidou na maior cidade sulbaiana, como o principal remédio para tentar controlar o crime na cidade, que é uma das mais violentas do país. Nosso município é um dos que mais prendem pessoas na Bahia. Entretanto, as constantes prisões parecem ter revelado que as doses excessivas dessa solução podiam produzir efeitos colaterais indesejados e de grande dimensão. Para especialistas, a solução desse problema estaria na combinação de penas alternativas e mais curtas, dependendo do crime cometido e julgamentos mais rápidos. Ou seja, a prisão seria destinada àquelas pessoas que representam de fato uma ameaça à sociedade. Do jeito que está, o sistema penitenciário funciona como um depósito de gente e uma escola de crimes, e não promove a reinserção social, que é seu objetivo. Em outubro do ano passado, o Senado Federal aprovou a reforma da Lei de Execução Penal (LEP), responsável por disciplinar o funcionamento do sistema prisional. A reforma busca retomar a função de reinserção social da prisão, em oposição ao caráter punitivo da execução penal. Na prática, isso significa reduzir as hipóteses de encarceramento e o tempo que as pessoas passam nos regimes mais rigorosos. Itabuna inteira sabe, que sistema carcerário na cidade há muito se transformou num barril de pólvora. A cada rebelião, tomam-se algumas medidas de emergência, mas depois tudo continua como antes até novo conflito. Enquanto o governo do Estado não enfrentar a questão de modo mais efetivo, a barbárie prosseguirá, com os Raios A, B e DMP obtendo comando de dentro do presídio, para promoção da matança contínua e desenfreada em Itabuna.

‘TÍTULO DE CAPITAL DO DESEMPREGO FICOU NO PASSADO’, DIZ ACM NETO


ACM Neto tem conseguido vencer os "golias" do atraso na Bahia!
Durante a entrega dos títulos de posse de terra a moradores da Baixa do Soronha, neste sábado (24), em Itapuã, o prefeito ACM Neto comentou o resultado da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (Pnad-C), divulgado na noite de ontem (23) pelo IBGE. A pesquisa revela que Salvador agora ocupa a terceira posição entre as capitais do país com o maior número de pessoas ocupadas no mercado de trabalho (1,5 milhão), perdendo apenas para São Paulo e Rio de Janeiro. "Criamos o programa Salvador 360, para ativar a economia e garantir a geração de empregos. Somos agora os primeiros em geração de emprego no Norte e Nordeste e terceiros no Brasil", afirmou Neto. Ele lembrou que Salvador já ocupou, durante anos, o título de capital do desemprego no país. "O título de capital do desemprego ficou no passado. Hoje, ostentamos uma posição muito melhor graças ao programa Salvador 360, que promove uma série de benefícios fiscais para quem quer investir na cidade. Estamos abrindo mão de R$65 milhões em arrecadação com esses incentivos. Além de garantir cerca de R$3 bilhões em recursos para obras públicas de infraestrutura", lembrou.

MPT MANDA CUMA PAGAR SALÁRIOS DE BARNABÉS

Cuma se julga "pai dos barnabés", mas o tratam com judiação!
O Ministério Público do Trabalho (MPT) está exigindo que o prefeito, Fernando Gomes (Cuma), determine o imediato pagamento dos salários atrasados dos servidores da Prefeitura de Itabuna, liberar as verbas alimentares dentro do prazo, bem como o parcelamento do FGTS e alertou que o não cumprimento desses procedimento, resultará em pena de cometimento de infrações legais e constitucionais, com consequência de adoção de medidas judiciais, como o sequestro das contas municipais. O MPT exige ainda que os vales transportes sejam fornecidos antecipadamente, como determina a lei. A presidenta do Sindserv, Wilmaci Oliveira, detalhou os atrasos nos benefícios, tais como vale transporte, vale alimentação, férias, FGTS, etc., que têm trazido grande transtorno aos servidores de Itabuna. As advogadas da Prefeitura alegaram que atrasos decorrem da inscrição do município em restrição junto ao SIAFI (Sistema Integrado de Administração Financeira), impedindo o recebimento de verbas voluntárias. Mas a justificativa foi rebatida com o fato de o atual gestor já ter ocupado o mesmo cargo em quatro ocasiões anteriores. O MPT orientou o sindicato a noticiar o órgão caso ocorram atrasos de salário ou de vales transporte.

'MAIS FÁCIL UM BOI VOAR DO QUE O PT APOIAR ALGUÉM', DIZ CIRO GOMES

Ciro se expõe com o seriedade de Brizola e a sagacidade de Lula
O pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou nesta sexta-feira, 23, à Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, que "é mais fácil um boi voar do que o PT apoiar alguém". Ciro comentava o encontro que teve com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), no início da semana. O pré-candidato pedetista disse que "Lula e o PT" precisam entender o momento nacional em relação à condenação em segunda instância do ex-presidente no caso do triplex no Guarujá (SP). "Todo mundo sabe que os tribunais não vão deixar o Lula registrar a candidatura por causa da Ficha Limpa", disse Ciro. Na entrevista, Ciro falou ainda sobre a possibilidade de prisão do ex-presidente, condenado pelo juiz federal Sérgio Moro, de Curitiba, com sentença confirmada e ampliada pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). "Sofro com a ideia de um presidente, a quem tanta gente quer bem, merecidamente, mesmo repudiado e odiado, ser preso porque teria feito besteira ao redor de um triplex cafona numa praia de São Paulo", disse Ciro. 

NÃO HAVERÁ CORRUPÇÃO COM ELEITORES ÉTICOS E SEM CORRUPTORES

É impossível existir corrupção sem corruptores
O Brasil tem uma triste tradição de escândalos envolvendo políticos que realizam operações fraudulentas com o dinheiro público, buscando se beneficiar pessoalmente com isso. Segundo especialistas, a corrupção está ligada a vários fatores, entre eles a fragilidade das instituições democráticas, como a Justiça, e a ausência de mecanismos de fiscalização populares desses órgãos. A falta de transparência no trato do bem público, especialmente durante a realização de grandes negócios, como privatizações e contratações de empresas para realização de grandes obras públicas, também estimula as autoridades a aceitarem propinas. Mas é importante não esquecer que, se há um corrupto, há também um corruptor - e muitas vezes as empresas colaboram para perpetuar a corrupção num país, apelando para pagamentos "por fora" para burlar a burocracia do Estado. Como o próximo presidente deve agir para diminuir a corrupção no Brasil? O país está no caminho certo no combate ao problema? A Justiça tem sido suficientemente dura com os corruptos e corruptores? E como garantir que as empresas também não contaminem o governo com práticas ilegais? Essas indagações poderão ter respostas oportunas nas próximas eleições, quando os brasileiros decidirão nas urnas, se querem eleger e reeleger políticos fichas sujas, ou mandá-los para o ostracismo da exclusão política e governamental. Caso o eleitor queira permanecer sendo governado por parasitas e corruptos, os corruptores agradecem desde já!

ASILO CONTRATA PRATICANTES DE POLE DANCE PARA ENTRETER IDOSOS

Os idosos ingleses terão diversão incomum aos idosos brasileiros
Um asilo britânico decidiu inovar no tipo de entretenimento oferecido para seus internos. Localizado em Christchurch, na Inglaterra, o asilo Fairmile Grange contratou praticantes de pole dance para entreter os idosos. "Na Fairmile Grange, parentes e moradores pediram mais atividades de estilo moderno. Os residentes receberam várias opções de atividade e escolheram apresentações de uma empresa local de pole dance", defendeu Izzy Nicholls, diretora de operações e qualidade da Encore Care Homes, empresa que gerencia o asilo. No entanto, segundo o Metro, moradores da região consideraram a escolha "inapropriada". "Não é o tipo de diversão que pensamos que os moradores desejem. Estou meio reticente quanto a isso", rebateu o vereador Petes Hall. Nenhum idoso apresentou reclamações sobre a atividade.

PORTO SEGURO: SUÍÇO É MORTO DENTRO DE CASA EM TRANCOSO

A imagem do Brasil é péssimo no exterior por causa da violência
Um suíço, de 54 anos, foi morto a tiros em casa no distrito de Trancoso, Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, na noite de sexta-feira (23). Até a manhã deste sábado ninguém foi preso. Ao G1, o delegado Moisés Damasceno, coordenador da Polícia Civil na região, disse que a vítima, Luca Bruno Di Giorgi, foi achada sem vida no imóvel, na Rua São Bernardo, que fica perto da vila do distrito, uma das principais atrações turísticas da região. O suíço morava sozinho há muitos anos e tinha uma espécie de boate no imóvel, com o nome de "Caverna Mágica". Policiais chegaram ao imóvel após denúncias de disparo de arma de fogo no local. Os policiais militares fizeram o isolamento da área e acionaram a Polícia Civil, que vai investigar o caso. O corpo do suíço foi removido para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Porto Seguro Não há informações se o suíço tinha familiares na região.

RODELAS: ESTUDANTES CRITICAM FECHAMENTO DE 1ª ESCOLA DA CIDADE: ‘SE FECHA PRISÃO, NÃO COLÉGIO’

Rodelas tem povo que se rebela contra fechamento de escola!
Estudantes de uma escola estadual de Rodelas – norte baiano na divisa com Pernambuco – se queixam do fechamento da primeira unidade escolar construída na cidade, há 54 anos. No último dia 15 de fevereiro, foram encerradas as atividades no Colégio Nossa Senhora do Rosário, mais conhecido como Ireg. Por conta do fechamento, manifestações já foram realizadas na Câmara de Vereadores e uma passeata foi organizada na última segunda-feira (19). Em contato com o Bahia Notícias, um estudante do Ireg disse que a comunidade escolar foi obrigada a se matricular na outra unidade pública disponível para o ensino médio, o Colégio Dufina Cruz Lima. Conforme o aluno, a justificativa dada aos estudantes é que o Ireg não teria número suficiente de matriculados para ocupar as sete salas da escola. "Como não tinha? Só não teve número porque não fizeram matrícula. Mas se fizessem, o colégio teria entre 150 a 250 estudantes. Se fecha prisão, não colégio", brada em entrevista ao BN um estudante que está no segundo ano do ensino médio. Em nota, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (Seec) declarou que a decisão de fechar a escola foi tomada em razão do Colégio Nossa Senhora do Rosário funcionar em prédio cedido e possuir apenas 98 alunos matriculados. O órgão disse ainda que os estudantes da unidade serão transferidos para o Dulcina Cruz Lima, que funciona em imóvel próprio e dispõe de 300 vagas para absorver os discentes. Por Francis Juliano/Lucas Arraz.

GERALDO ALCKMIN DEVE SER O CANDIDATO DO PSDB À PRESIDÊNCIA

Geraldo Alckmin voltará a tentar ser presidente do Brasil
O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), desistiu de participar das prévias do seu partido para tentar disputar a eleição presidencial deste ano. Conforme informações da Folha de S. Paulo, com a decisão, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin deve ser o candidato da legenda à presidência da República. Virgílio classificou as prévias do PSDB como uma "fraude" e ainda fez duras críticas a Alckmin e ao partido. "Participar de uma fraude, eu não vou, não. Vou dar uma explicação bem clara ao país dos porquês. Por mais que eu soubesse que eu poderia [disputar], seria uma coisa menor. Não estou aqui para criar constrangimento para o Geraldo", declarou Virgílio em entrevista à Folha de S. Paulo. O prefeito de Manaus aparecia até o momento como o único concorrente de peso para Alckmin nas prévias do PSDB, previstas para acontecer no dia 18 de março. Sobre o governador de São Paulo, Virgílio declarou que ele é "um dos homens públicos menos sinceros e mais capazes para a desfaçatez e fingi". Ele reclamou ainda do PSDB por tomar decisões sem ouvir a militância da legenda. "Eles [cúpula tucana] pensam ainda que são melhores, como se fossem de certa elite política brasileira, algo que colocaram na cabeça e não querer tirar", acusou em entrevista à Folha de S. Paulo.

CUMA NÃO PASSA DE UM "AMIGO DA ONÇA"!

Cuma é quem mais simboliza o Amigo da Onça em Itabuna
Amigo da onça é uma expressão popular brasileira, usada para se referir ao indivíduo que não é de confiança e tenta enganar seus "amigos" para levar a melhor sobre os outros. Um amigo da onça é alguém que finge ser amigo apenas para satisfazer os seus interesses pessoais. Neste sentido, a expressão costuma ser vista como pejorativa e insultuosa. Porém, em determinados casos, pode também ser usada como expressão, para identificar, ou desmascarar o "judas iscariortes" oculto em alguém que engana, trai e dissimula. Não conte pra ele o seu segredo, ele é um amigo da onça. Quando os problemas surgiram, o amigo da onça desapareceu. E quem em Itabuna, atualmente, mais mente, ludibria e apunhala pelas costas, pessoas que o ajudaram a conquistar o sucesso? Quem entre os itabunenses, mais se enquadra no perfil de "Amigo da Onça"? É óbvio que as respostas seriam variantes e inúmeras. Mas um nome, com absoluta certeza, sobressairia como o concorrente excepcional, que seria escolhido sem que os demais lhe fossem competitivos e apesar da subjetividade, considerado de qualidade superior. Esse teria nome, sobrenome e alcunha: Fernando Gomes Cuma!. O ilegitimo atual prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (Cuma), é o amigo da onça, que numa campanha eleitoral abraça, beija, gargalha, brinca, bajula, ajuda e tolera. Mas depois de eleito, diplomado e empossado, se revela a própria reencarnação fidedigna de "judas iscariortes" oculto, que engana e trai. Este fato está escancarado nas milhares de pessoas, que o ajudaram a ser eleito e hoje, querem ver o cão e não ele pela frente. E em suas promessas não cumpridas. Tal qual um falso profeta, Cuma é quem mais simboliza em Itabuna, o estereótipo do autêntico AMIGO DA ONÇA.

23 de fevereiro de 2018

SÓ VALE A PENA QUANDO A DIGNIDADE ENTRA EM CENA


As notícias falsa deverão ser a tônica das próximas eleições!
Não tenho dúvidas: tudo por nós falado ou escrito tem uma interpretação individual, independente do pretendido. Torna-se, por isto, cada vez mais verdadeiro o pensamento de o homem ser o senhor de seus pensamentos, contudo eternamente responsável por eles, quando ditos ou escritos. Hoje, a força das redes sociais é não somente poderosamente versátil, como tem o arbítrio de construir castelos e demolir ídolos, em fração de segundos, principalmente em um país como o Brasil, onde seus filhos, por culpa, quase sempre, de uma escolaridade medíocre, contentam-se com a leitura das manchetes ou se debruçam sobre o teor da matéria, sem pesquisarem se a origem do escrito merece respeito e, mais que depressa, saem por aí fazendo juízo de valor, denegrindo imagens, transformando situações de fácil solução em incontornáveis. Vivemos mais um ano de eleições, quase gerais... Justo por isto, os que distinguirem entre ler e entender, ouvir e escutar (termos que, ao contrário do imaginado são bem diversos entre si) se depararão com enorme volume de lixo, escrito e falado, nos jornais e revistas, mas, principalmente, através da internet. O foco, infelizmente, é a imagem do ser humano que se deseja macular. Colher informação independentemente de onde ela venha, é sinal de humildade, mas, saber utilizá-la, quando necessário, é uma dádiva. Apesar de possuir boas intenções, a maneira como estes gestos são vistos depende dos olhos de quem os vê.

VAGA DE SUPLENTE VIRA CORINGA EM NEGOCIAÇÃO PARA CHAPA MAJORITÁRIA DE RUI

Antes de se candidatar, Wagner terá que se livrar dos processos
que estão sob a investigação e julgamento do Juiz Sérgio Moro!

A chapa da candidatura à reeleição do governador Rui Costa (PT) possui ao menos uma vaga além das quatro já discutidas publicamente pela imprensa. A razão é que o grupo político em torno do governador considera que, diante do cenário atual, o ex-governador Jaques Wagner seria eleito senador e pediria licença do cargo para ocupar uma secretaria, deixando o primeiro suplente na cadeira no Senado. Atualmente, Wagner é o único candidato já confirmado à Câmara Alta e, por mais que avente a possibilidade de abrir mão da vaga para evitar uma rusga interna na base do governador, é considerado o nome mais competitivo do grupo para o Senado. No contexto hodierno, Rui é candidatíssimo à reeleição e deve manter João Leão (PP) como vice. Nas duas vagas para senador sobram interessados, além do próprio Wagner. Estão na disputa o PSD, com Angelo Coronel à frente, o PR, que teria a filiação de Ronaldo Carletto com foco em participar do embate, e o PSB, com Lídice da Mata, candidata à reeleição – o PCdoB até insiste na tese de Alice Portugal, porém é um projeto natimorto. Com a hipótese de Wagner acabar convocado para uma secretaria no virtual segundo governo de Rui, a vaga de suplente seria um coringa na negociação para manter a base coesa, opção já considerada por alguns dos envolvidos no processo. Segundo informações de bastidores, o ex-governador teria feito a proposta e recebido um aval positivo para acalmar os ânimos daquele que ameaçava mais fortemente provocar um racha entre os aliados, o deputado federal Ronaldo Carletto. Assim, o grupo político liderado pelo empresário se manteria fiel ao governo e, de quebra, Rui teria o PP com Leão e um PR fortalecido com a adesão de Carletto e um séquito de políticos. Caso se confirme a articulação, Rui agora precisaria apenas encontrar um denominador comum para agradar o PSD e o PSB, as outras duas legendas que estão realmente na disputa pela vaga de senador. Na ponta do lápis, as contas começam a ficar redondas do lado de Rui. A oposição, por sua vez, ainda tem muitos cálculos a fazer. Por Fernando Duarte.

TORÇAMOS PARA QUE O CASO NÃO SEJA UM CAOS

Torçamos que o Exército não esteja sendo usado apenas para
atuarem no projeto político e eleitoral do presidente Temer!

O Congresso Nacional autorizou a União a intervir no Rio de Janeiro na área da segurança pública até o dia 31 de dezembro deste ano. Assim, o governo federal tem o sinal verde dos parlamentares para nomear o general Walter Braga Netto como interventor do estado, e prosseguir com as operações de combate à violência. A medida, defendida como excessiva mas necessária, em vista da situação calamitosa da segurança do Rio, é vista com desconfiança por analistas. É possível que a intervenção dê resultados positivos em curto prazo, mas também é razoável supor que se tratará de uma melhora momentânea. É bom lembrar que o Rio de Janeiro vive atualmente um estado de falência, resultado dos gastos excessivos com a Copa do Mundo e as Olimpíadas, corrupção, má gestão de recursos públicos e queda na arrecadação de royalties de petróleo, principal fonte de receita do Estado. Essa situação de calamidade financeira afetou profundamente a prestação de serviços à população, e a segurança pública foi uma das áreas mais afetadas. A solução do problema vai muito além da intervenção federal na área de segurança. É necessária a elaboração e execução de planos de médio e longo prazos que levem em contra investimentos em infraestrutura policial, incluindo a valorização dos policiais, inteligência e combate ao tráfico internacional de drogas. Também é imprescindível implementar políticas sociais efetivas nas áreas mais vulneráveis, levando às comunidades ações de educação, saúde, cultura, esporte e lazer, além de cursos profissionalizantes, para que o tráfico não assuma as funções que seriam do poder público. Sem essas mudanças estruturais e a recuperação financeira do Estado, tudo não passará de uma ação midiática que dará a falsa impressão de segurança, ou menos insegurança, até que outra crise estoure.

BRASIL PIORA EM ÍNDICE DE CORRUPÇÃO

Lula fez no setor público, o mesmo que faz numa privada!

O Brasil obteve o pior resultado histórico no Índice de Percepção da Corrupção (IPC), calculado anualmente pela ONG Transparência Internacional. Em termos absolutos, a nota do Brasil desceu 3 pontos, para 37. Pela análise da Transparência, a nota 100 significa “elevada percepção de integridade” e a 0, “alta percepção de corrupção”. Relativamente, o Brasil caiu para a posição 96, entre 180 países analisados. São 17 posições abaixo do patamar que o país se encontrava no ano passado. Segundo o relatório, divulgado ontem, é tanto a pior pontuação absoluta quanto a pior posição relativa desde 2012, ano em que a metodologia atual começou a ser aplicada no cálculo do IPC. Em comparação com a avaliação divulgada ano passado, 81 países aumentaram sua pontuação absoluta, 33 ficaram estáveis e 62 países sofreram piora em suas notas, inclusive o Brasil. Com esse último resultado, o Brasil fica atrás de países como Timor Leste, Sri Lanka, Burkina Faso, Ruanda e Arábia Saudita. No IPC do ano passado, o Brasil havia obtido melhora absoluta na nota e segundo a ONG parecia apontar para “a entrada numa fase virtuosa”. O resultado negativo deste ano acende o alerta de que a luta da sociedade brasileira contra a corrupção pode, de fato, estar em risco – diz a nota de divulgação do relatório.

QUASE 50% DOS MAGISTRADOS DO TJ-BA RECEBERAM MAIS QUE O DOBRO DO TETO

É indecente e ilegal juízes ganharem mais que o constitucional

Quase metade dos desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) recebeu em janeiro mais que o dobro do teto constitucional estabelecido para o funcionalismo público, fixado em R$ 33.763. Segundo a coluna Satélite, do Correio, dos 119 integrantes da cúpula do Judiciário no estado, 53 ganharam muito acima do limite, graças a penduricalhos previstos em lei que se somam aos vencimentos básicos - tais como gratificações por representação especial, acúmulo de funções, indenização por férias não usufruídas e adiantamentos. Lideram a lista as desembargadoras Maria da Purificação da Silva, Lícia de Castro Laranjeira e Maria do Socorro Barreto Santiago. De acordo com dados obtidos junto ao site de transparência do TJ, a primeira recebeu R$ 127.199. As outras duas, R$ 126.141. O que corresponde a mais que o triplo do teto. A remuneração de mais 50 magistrados do TJ referente a janeiro varia de R$ 67.950 a R$ 87.727. A maioria - 45 desembargadores - recebeu em média R$ 75 mil.