Máscara

Camara

oi

oi

31 de agosto de 2019

POLÍTICO BRASILEIRO É O MAIS BEM PAGO DO MUNDO

Muitos eleitores fazem de pinico a urna eleitoral e a consequência
deste despautério, é ser governando por políticos fétidos e repugnantes!

O aumento de 61,8% dos salários dos congressistas brasileiros, do presidente e ministros de Estado, que gerou em efeito cascata de crescimento com similar magnitude em todos os estados do país, tornou os vencimentos dos políticos brasileiros os maiores do mundo. Cada congressista brasileiro receberá, ao ano, US$ 204 mil. Segundo levantamento realizado pelo jornal Folha de S. Paulo, esse valor é mais alto que o recebido pelos parlamentares da União Europeia e de mais 16 países pesquisados pela Folha, incluindo os do G8 (EUA, Japão, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Canadá e Rússia). O estudo revela ainda que a desigualdade entre a renda de deputados e senadores e a da média da população brasileira é de quase vinte vezes, uma das maiores do muno. Os salários anuais dos parlamentares na Itália e Japão são de cerca de US$ 185 mil. Mas na Itália os congressistas ganham 5,5 vezes mais que a renda per capita. No Japão a diferença é de 4,4.

30 de agosto de 2019

A POLÍCIA NÃO PODE PERDER O JOGO CONTRA OS BANDIDOS

O Estado não pode permitir que criminosos mandem e desmandem na cidade

Numa realidade desfavorável é importante que todo acontecimento favorável, mesmo que não tenha o poder de reverter a situação, seja saudado como um grande feito. Quem sabe, sob a impulsão do aplauso, nosso time venha a virar o jogo. Nosso time é o time da cidadania, da Lei, da ordem e da Paz. Nosso time é o que joga contra os bandidos. Infelizmente nosso time não está bem no campeonato, tem sofrido revezes recorrentes, daí cada gol marcado mereça um destaque especial, assim como especial destaque deva continuar a merecer toda falha cometida. Aplaudimos, portanto, a ação policial que resultou na prisão de suspeitos por tráfico e desbaratou de uma só cajadada, duas quadrilhas de forte atuação na região do bairro Novo Horizonte. Tão forte era a presença desses bandos de criminosos que os próprios policiais e delegados foram alvos de ameaças diretas. Certamente o crime organizado não desapareceu da área varrida pela polícia, mas as estruturas criminosas na região do Novo Horizonte, com certeza, foram desorganizadas profundamente. Aplausos para a polícia. Essa ação merece ter sua continuidade reivindicada para todos os bairros de Itabuna, mirando especialmente nas áreas onde o tráfico faz-se mais pesado. E não são poucos os bairros onde essas quadrilhas fincaram suas bases, multiplicando as tragédias de todos os tipos e fomentando, através das drogas e seu tráfico, todos os outros tipos de crimes. Ainda não viramos o jogo. Os bandidos seguem com pontos à frente dos times de defesa da Lei e da ordem, mas têm sofrido enfrentamentos à altura em determinados momentos. Precisamos fazer desses momentos, hoje ainda espaçados no tempo, um lugar-comum, uma prática cotidiana intercalada com grandes operações em períodos cada vez mais próximos entre si. Podemos vencer esse campeonato. O espírito cidadão é muito mais forte, é muito maior a capacidade de reação da sociedade sã. Temos apenas que, ao aplaudir, cobrar das autoridades responsáveis pela segurança pública na cidade de Itabuna, que esse ânimo guerreiro não seja uma excepcionalidade, mas uma linha de ação permanente.

29 de agosto de 2019

CARLISMO DEVE ELEGER PREFEITO EM ITABUNA

Prefeituráveis "carlistas" estão entre os mais bem avaliados!

Nem são necessárias pesquisas de opinião pública, para acreditar que as oposições deverão vencer as próximas eleições municipais em Itabuna. E para reforçar esta certeza, o renomado instituto Paraná Pesquisas realizou uma avaliação na cidade sobre o desempenho dos seus prefeituráveis. E apenas três candidatos permanecem com índices promissores na corrida eleitoral. São eles, Antonio Mangabeira (PDT), Augusto Castro (PSD) e o ex-prefeito Capitão Azevedo (PTB). As piores performances são pontuadas por candidatos do círculo político do governador petista, Rui Costa. Erick Ettinger, Dinalson Gomes (Som), Geraldo Simões (Cabeça de Pitu) e Jairo Araújo (PCdoB), não estão conseguindo acompanhar o ritmo acelerado dos “carlista” na disputa. Geraldo Simões (PT), Fernando Gomes (Sem partido) e Davidson Magalhães (PCdoB), estão liderando o quesito rejeição e em condições difíceis de vitória eleitoral. 54% não sabe em quem votar, o que mostra que o número é muito expressivo de indecisos.

28 de agosto de 2019

DO QUARTETO QUE SÓ EU VIVO

Marino e Marcão (infelizmente não encontrei foto de Uaimari),
foram grandes e bons amigos, que hoje estão no plano celestial
A vida já não é a mesma após a morte de um amigo. O luto que devemos enfrentar requer um minucioso processo de reconstrução, esmagador e doloroso. Isso se deve ao fato de que muitas vezes esse amigo de alma é a única pessoa com quem nos abríamos emocionalmente e com quem a realidade era muito mais intensa, enriquecedora e completa. Cada perda que somos obrigados a enfrentar ao longo da vida é única e excepcional. Sabemos, por exemplo, que nossos pais nos deixarão algum dia e que esse vazio será desolador, mas quase ninguém está preparado para isso e ainda menos para assumir que a fatalidade, o lado obscuro do destino, pode levar um amigo ou uma amiga com quem podemos traduzir em palavras as ideias mais tolas de nossas mentes. Sabemos que não somos mais do que breves passageiros nesse mundo caprichoso, maravilhoso e, por vezes, terrivelmente cruel. Tudo o que tínhamos como certeza pode vir abaixo como um castelo de cartas de um dia para o outro. Às vezes é um acidente, e em outras ocasiões uma doença terminal que nos obriga a ver como a nossa pessoa querida se apaga aos poucos numa dura batalha. Ter que dar  adeus a um amigo ou a uma amiga é algo que não se ensina. É como perder a metade de si e ficar órfão. Vamos tateando no escuro sabendo que não haverá mais ligações, jantares, escapadas, cafés depois do trabalho, livros para compartilhar, filmes para comentar e problemas para desabafar entre risos e lágrimas. Eu e mais três amigos éramos habituados a nos encontrarmos e conversarmos quase diariamente. E os assuntos eram inúmeros. Falávamos muito sobre política, governo, vida e morte. Entre os mais ideólogos estava o odontólogo Uaimari Bastos e ninguém era mais petista sisudo que ele em Itabuna. Todavia, infelizmente a morte veio e levou Uaimari. Mas o grupo ainda assim não perdeu sua parte sarcástica e brincalhona, pois o empresário Marino Alves de Moura estava sempre promovendo suas pilhérias e sem entender o quanto eu e Marcão do PT convivíamos harmoniosamente com nossas adversidades ideológicas, políticas e partidária. Mas novamente a morte veio e dessa vez, levou consigo Marino Moura e nosso quarteto se reduziu a uma dupla. Mas Marcão não estava mais residindo em Itabuna e este fato nos separou. Mas veio a notícia do seu falecimento em Salvador e assim estou vivendo como o único sobrevivente do quarteto que estava sempre debatendo sobre as particularidades de Itabuna. Com este relato, quero expressar meus mais profundos e tristes pêsames aos familiares e amigos de Uaimari, Marino e Marcão e ressaltar que eles voltaram aos céus, mas deixaram suas boas lembranças de personalidades humanistas, solícitas, divertidas e inesquecíveis. 

27 de agosto de 2019

O CRACK ESTÁ POR TODAS AS PARTES

O crack tem se tornado uma das mais poderosas armas
do satanás, para acabar com a juventude e adoecer famílias

Resultados de pesquisas, há tempos, foram convertidos em focos de polêmicas apaixonadas que, mais das vezes, findam por prejudicar a adoção de respostas eficientes aos problemas pesquisados. Parecer ser este o caso de recente estudo apresentado pela Confederação Nacional de Municípios, de cujos dados emerge o assustador índice de 98% cidades brasileiras onde o crack marca sua presença como droga de amplo consumo. Há quem conteste, mas a provável variação de percentuais e de critérios sobre o volume consumido não podem empanar uma realidade tão dramática quanto evidente: essa droga está se enraizando em todo Brasil. Por seu baixo preço, o uso desse refugo da cocaína parece se disseminar, cada dia, com mais rapidez e letalidade. Acompanham esse crescimento do vício o aumento dos grupos criminosos envolvidos nesse tráfico e crescem assustadoramente os crimes violentos associados a esse universo viciado. O percentual pode ser menor do que os 98% encontrados pela pesquisa da CNM, mas é inegável que até nas pequenas cidades de todos os Estados brasileiros têm sido registradas ocorrências diretamente vinculadas ao tráfico e consumo do que na Bahia é conhecido como “nóia”. Diferentemente das demais drogas mais conhecidas, como maconha, cocaína, ópio, heroína, o crack – por seu baixo custo e pela aparente facilidade de produção e transporte – tem ampliado como nenhum outro entorpecente sua malha de usuários. E, mais perniciosa que o mais pernicioso dos alucinógenos, por sua alta capacidade viciante e por sua letalidade, essa droga precisa de um combate mais duro, mais amplo e mais articulado nacional e internacionalmente. Precisamos, o mais rápido possível, de uma política específica, de espectro nacional, voltada para reprimir o tráfico de crack e para recuperar suas vítimas.

26 de agosto de 2019

JÚLIO BRITO: CÂNCER JÁ CAUSOU MAIS DE 200 AMPUTAÇÕES DE PÊNIS EM ITABUNA

Segundo dados do médico Júlio Brito, Itabuna, possui mais
de 200 homens que tiveram seus pênis amputados na cidade!
Todos os anos, cerca de mil brasileiros são submetidos a amputação do pênis. De acordo com dados do Sistema Único de Saúde, a mutilação é causada pela falta de cuidados que faz com o que o Brasil ocupe um dos primeiros lugares em câncer de pênis no mundo, perdendo para a Índia e alguns países do continente africano. Para tentar mudar esse quadro e chamar atenção da população para medidas simples que podem evitar a amputação e o câncer, como a limpeza com água e sabão, a Sociedade Brasileira de Urologia, em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida, tem realizado a Campanha Nacional chamada Câncer de Pênis Zero, que conta com textos no portal da SBU (www.sbu.org.br), posts de orientação no Facebook (www.facebook.com/SociedadeBrasileiraUrologia) e ações de atendimento ao público em cidades do Norte e Nordeste, regiões de maior incidência do problema. De acordo com o urologista Júlio Brito, o câncer de pênis é uma doença social, que já provocou a amputação de mais de 200 pênis em Itabuna e está basicamente ligada às condições de saúde e higiene. “Com água e sabão e os cuidados de limpeza na glande (também conhecida como cabeça do pênis) e no prepúcio (que é a pele que recobre o pênis), o câncer e as amputações poderiam ser evitados”, completa o médico, ressaltando que, entre os circuncidados, como é o caso dos judeus nascidos em Israel, as taxas da doença chegam a quase zero.

25 de agosto de 2019

AS MORTES OCORREM, MAS A VIDA CONTINUA NA BAHIA

Cuma e Rui estão pouco se "lixando" PRo lixo que tem sido
a segurança pública na Bahia e em especial, em Itabuna.
As pessoas precisam entender que, em uma guerra civil, a guerra não se reflete em matança a todos os momentos em todos os lugares. Em alguns países em guerra, o número de pessoas assassinadas é bem inferior ao total de homicídios na Bahia. Ainda assim, no imaginário de muita gente, países como Síria, Iraque e Afeganistão são como açougues de gente. Não são. Mas não sou especialista em conflitos bélicos internacionais. Falarei da Bahia, que conheço bem. Comecemos pela capital baiana. Acontecem assassinatos em quantidade de guerra civil em todos os finais de semanas em Salvador. Ainda assim, os soterapolitanos vão a faculdade, frequentam boates, bares, restaurantes, se casam, fazem piadas, músicas, teatro, assistem novelas, ganham dinheiro e gostam de ir ao cinema e aos ensaios do Olodum e Timbalada. Vi comentários criticando que o governador Rui Costa (PT), não mostra a matança em Salvador nas suas fotos no Instagram. É óbvio que não mostra. Nenhum líder político do mundo faz anti-propaganda. O que você esperaria do líder de um governo ruim como o do PT na Bahia? De qualquer forma, Rui exibe também propaganda que reflete em parte a situação no Estado. A matança não ocorre o tempo todo em todos os lugares, como escrevi acima. Hoje, em bairros de Salvador, há homicídios quase diariamente. Mas nem toda Salvador está intranquila. Nas praias da Ribeira, Itapoã, Barra e Pituba, a vida anda a toda, ainda mais com a presença de pessoas de outras partes do país em busca da segurança e da estabilidade da capital baiana, tão propagada na mídia oficial. Dá para ter lazer de norte a sul de Salvador sem correr o menor risco de morrer. Agora, claro, não vá para determinados bairros, principalmente à noite. Portanto, lembrem-se, as mortes na Bahia não ocorrem o tempo todo em todos os lugares. É como a criminalidade no Brasil. Infelizmente, as pessoas se adaptam. E acabam não percebendo que Itabuna é mais perigosa do que Salvador.

24 de agosto de 2019

A HIPOCRISIA DO SUPOSTO DESAPEGO DE CUMA

A candidatura de Cuma está implodida pela Justiça!

Sempre que é indagado sobre a possibilidade de ser candidato à reeleição, o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (Cuma), responde que ainda não possui uma decisão definitiva, mas que não está nem um pouco interessado em permanecer, ou não no cargo. Entretanto, Cuma sabe que sem o poder de controlar o dinheiro público, suas condições pessoais são de penúria e muita dificuldade de manter suas necessidades mínimas de subsistência e generosidades com parentes e aderentes. Cuma também precisa do dinheiro do povo itabunense, para pagar os caros honorários dos muitos advogados dos muitos processos, que o implicam em graves complicações judiciais. Sem o erário Cuma perde sua arrogância e prepotência de autoridade; perde os séquitos que afagam seu ego e o fazem se sentir a própria divindade em pessoa; perde o glamour dos constantes convides sociais e bajulações contumazes de quem se beneficia, ou quer se locupletar da sua condição de prefeito e perde sua capacidade de barganhar interesses pessoais e inconfessáveis. O que deve estar provocando a indecisão de Cuma, é sua situação de candidatura complicada com a legislação eleitoral, em função de suas recentes condenações judiciais, por práticas de improbidade administrativa; a enorme rejeição popular e a oposição que não o deixa em paz. Estes fatos resultam em perspectivas difíceis e quase insuperáveis para Cuma conseguir registrar sua candidatura, ou ajudar quem quer que ele tenha como seu prefeiturável.

23 de agosto de 2019

CUMA TERIA QUE SER HONESTO E PARECER HONESTO

Não pára o entra e sai do enfermo setor de saúde em Itabuna

Esse fato do prefeito Fernando Gomes (Cuma) ter exonerado o secretário de Saúde, Jozimar Salles, sem ter se pronunciado sobre os motivos e muita gente suspeitar de que a saída se deu por questões inconfessáveis, traz a mente de muitos a famosa frase “Não basta que a mulher de César seja honrada, é preciso que sequer seja suspeita”. Numa outra versão, dizem: “Não basta que a mulher de César seja honesta, é preciso que pareça honesta”. A frase envolveu o homem mais poderoso do mundo, sua mulher e um nobre pretendente. Pompéia vivia muito sozinha, enquanto o marido Júlio César passava meses com seus exércitos. Historiadores contam que uma noite, para conseguir se aproximar de Pompéia, o pretendente entrou no palácio disfarçado, mas acabou se perdendo pelos corredores e sendo descoberto e preso. Ele foi levado ao tribunal e o próprio César convocado para prestar esclarecimentos. César declarou ignorar o que se dizia sobre sua mulher e a julgou inocente. O penetra foi absolvido, mas Pompéia não se livrou do ostracismo e do repúdio do marido. Para quem o acusava de estar sendo contraditório, ao defender a mulher no tribunal e condená-la em casa, ele teria afirmado: “Não basta que a mulher de César seja honrada, é preciso que sequer seja suspeita”. Ao exonerar Jozimar sem explicar sua súbita saída, Cuma apenas aumenta a suspeita de que seu governo não é honesto e nem tão pouco parece ser honesto.

22 de agosto de 2019

O MAL É O QUE SAI DA BOCA DO HOMEM

Qualquer critica do povo contra a Justiça e o governo, é ele
quem acaba sendo tratado como marginal e marginalizado!
Deus concedeu ao homem a inteligência e a possibilidade de se comunicar por meio das palavras, mas nem sempre esses dons são utilizados para edificar. Na história universal constatamos que muitas guerras e suas tristes consequências tiveram início por uma palavra mal colocada ou mal-entendida. Quantas vezes não proferimos duras palavras que geram vibrações densas e negativas provocando descontentamentos e por vezes até mesmo a ira? Ao contrário, se exprimimos palavras amenas e de amizade contribuímos para que o ambiente se harmonize, gerando um bem-estar geral. As palavras realmente, exercem grande influência tanto na mente como no organismo do homem. Por isso, antes de proferirmos uma palavra que possa magoar alguém, devemos contar vagarosamente de zero a dez, mas ao contrário, ou seja, de dez a zero, porque assim o faremos de modo mais cauteloso e teremos tempo para refletir antes de exteriorizarmos aquilo que pensamos dizer. A palavra talvez seja a arma mais poderosa que existe porque depois de pronunciada não há como voltar atrás. Por isso é preciso saber como dizer e quando dizer as coisas, pois as palavras contêm imagens e contextos, sendo dotada de energia. Assim, devemos procurar manter o espírito, a mente e o coração sempre equilibrados, para que essa estabilidade se reflita da mesma forma nas palavras que proferimos. Muitas vezes o silêncio tem valor muito maior que uma palavra mal colocada porque evita incompreensão, constrangimento e desamor. Para que possamos viver em harmonia é preciso escolher o que e como falamos. Daí a necessidade do empenho de cada qual no bom uso das palavras, inclusive porque somos inteiramente responsáveis pelo que falamos. 

21 de agosto de 2019

ARTICULAÇÕES FOCAM CHARLIANE VICE DE MANGABEIRA

Com Charliane como sua vice, Mangabeira se fortalece muito!
A vereadora Charliane Souza (PTB), está há tempos tentando conseguir com o prefeito de Salvador e presidente Nacional dos Democratas, ACM Neto, o comando do DEM de Itabuna. Neste mesmo período o DEM esteve na cobiça do ex-prefeito e prefeiturável Capitão Azevedo (PTB) e o pré-candidato a prefeito, Antonio Mangabeira (PDT) nunca escondeu interesse de contar com o DEM em sua chapa majoritária, preferivelmente com Azevedo, ou Charliane como vice. Mas especulações de bastidores, dão conta que o Capitão Azevedo estaria muito perto de se filiar ao PL e ser candidato a prefeito por um partido da base do governador Rui Costa (PT). Com Azevedo no PL, ficará mais fácil uma articulação para formalização da coligação do PDT com o DEM e assim a vereadora Democrata Charliane Souza comporá como candidata a vice-prefeita, na chapa do pedetista prefeiturável Antonio Mangabeira. 

20 de agosto de 2019

MDB DE ITABUNA COM MUITOS CACIQUES MUDOS

Seria vital que o vice Vita, não fosse tratado como a
décima quinta pessoa, depois de ninguém no MDB!
Para quem ainda não sabe, o MDB de Itabuna, é grupo com pouco mais de cinco capitães e apenas uns dois soldados e na expressão mais fácil de compreensão popular, o MDB da maior cidade sulbaiana, é o que melhor se pode denominar de Balaio de Gato, que por sua vez significa algo confusento, encrenqueiro, ou que está em completa desordem. O Balaio de gato a que o MDB está submetido é também onde existem intrigas e confusões; onde ninguem se entende, onde as encrencas são constantes. Tanto, que o Blog Políticos do Sul da Bahia, ouviu o vereador e presidente do partido local, Antonio Cavalcante, dizer que "No MDB as coisas são decididas pelo diretório local, até porque a cabeça não anda sem o corpo.” e logo após manteve contato com o ex deputado federal Lucio Vieira Lima, o questionado sobre a situação do partido em Itabuna e sua resposta revelou que, Cavalcante é "apito surdo no MDB". Lúcio desdenhou das insatisfações de Cavalcante, que não quer saber de Charliane no MDB, como sua candidata a prefeita de Itabuna. O velho cacique do MDB da Bahia, disse estar muito empolgado com a candidatura de Charliane a prefeita de Itabuna pelo MDB e que "quem fala pelo partido é o diretório estadual e que o nome de Charliane foi sondado e por ser pessoa de bem, contará com seu apoio e com aleganda do MDB. Portanto, Cavalcante diz, que as coisas são decididas pelo diretório local e Lúcia garante que "quem fala pelo partido é o diretório estadual". É nesse balaio de gato, que o MDB segue sua perspectiva de "cego no meio do tiroteios" e "fogo amigo"!

19 de agosto de 2019

ITABUNA TEM PREFEITURA COM DOIS FERNANDOS GOMES E NENHUM GOVERNO


Itabuna está comendo o pão que Cuma amassou!

O prefeito e seu vice em Itabuna são homônimos: Fernando Gomes. Mas a cidade parece não possuir prefeitura. Os dados epidemiológicos resultam em suspeitas de que a maior cidade sulbaiana, está em estado avançado de metástase. O drama na Educação revela muitos alunos sem escolas e muitas escolas sem alunos. A luxúria, soberba e depreciação humana na Secretaria de Assistência Social, acontece através de cabide de empregos para parasitas e faz os pobres miseráveis e em condição de não ter com quem contar. Os postos de saúde estão sem equipamentos, médicos e medicamentos e o que mais notabiliza o setor, são denúncias de corrupção a ada secretário que se sucede no comando do setor. A cidade está comendo o pão que Cuma amassou! O desemprego na cidade atinge mais de 40 mil pessoas e, paradoxalmente, Itabuna é onde mais existem obras abandonadas na Bahia. Itabuna também sofre com o decréscimo da sua estrutura contra a criminalidade, pois hoje existem menos postos policiais e agentes de segurança, que há dez anos. E este é o período em que a cidade não conta com nenhuma construção de salas de aula, fabricas, ou postos médicos! Uma cidade com este perfil, tem consequência de ineficiência dos serviços públicos básicos e rebaixa o nível da qualidade de ida da sua gente. Este contexto nos submete á condição de moribundos. É como se o prefeito Fernando Gomes e seu vice-prefeito (Também) Fernando Gomes (Vita), fossem o coveira; o povo o defunto e a cova, a Biosanear, Emasa, Prefeitura e o raio que os parta!

18 de agosto de 2019

CUMA EXONERA O 6º SECRETÁRIO DE SAÚDE EM 2 ANOS E MEIO

Pedrassoli retorna á Saúde, com a saída de Jozimar!
Jozimar Sales não é mais o secretário de Saúde de Itabuna. Ele foi defenestrado do cargo, a menos de um mês de completar um ano no "comando" do cargo! Neste curto período, Jozimar não teve um só dia, em que não se submetesse à condição de subalterno da secretária de governo, Maria Alice e do "primeiro ministro sem pasta", Diney Oliveira! Contrariar essas duas "eminências pardas", custou a permanência de Jozimar como secretário e de todos que o antecederam na pasta.  E ele acabou exonerado pelo decrépito prefeito Fernando Gomes (Cuma) na quinta-feira (15). Oficialmente, a exoneração de Jozimar, decorreu da contrariedade do secretário, envolvendo a malfadada renovação do convênio com o Manoel Novaes para atendimento a crianças e adolescentes e que tirou do hospital pediátrico os atendimentos de baixa e média complexidade. Estes atendimentos passaram a ser oferecidos apenas pela UPA do Monte Cristo e pela Maternidade Esther Gomes (Maternidade da Mãe Pobre), que pertence à família do prefeito Cuma e não possui estrutura para absorver o atendimento desviado do Hospital Manoel Novaes.  Jozimar Sales foi o sexto secretário de Saúde de Itabuna no curto período de dois anos e meio de governo Cuma/Diney Oliveira. Para substituir Jozimar, Cuma nomeou o Diretor Financeiro da Prefeitura, Geraldo Pedrassoli, que já havia respondido interinamente pela secretaria de saúde, no lugar de Lísias Miranda São Mateus.

TEM SIM VEREADOR DE VERDADE

Júnior do Trator é um dos vereadores mais atuantes de Itabuna
e tem conseguido vários benefícios para a periferia da cidade!
O Vereador é, por excelência, o representante da população no Município. Isso porque, ao subir o primeiro degrau de uma vida pública, ele se torna o agente político mais capacitado para ouvir e compreender as necessidades do povo. Por morar próximos aos seus eleitores, bem como exercer suas atividades profissionais nesse ambiente, é capaz de, no dia a dia, acompanhar de perto os acontecimentos da vida da comunidade. Da mesma forma, ele também é diretamente atingido por suas decisões: paga o IPTU nos termos aprovados pela Câmara; utiliza serviços públicos que são oferecidos aos seus conterrâneos; sofre com a falta de infraestrutura. Tudo isso permite ao Vereador ouvir sugestões, reclamações e pedidos vindos das mais variadas pessoas, desde as menos atuantes às mais envolvidas. Diferente de qualquer outro político, o representante da Câmara pode (e deve), receber o cidadão em seu gabinete ou visitá-lo na sua residência. Ele tem tempo e condições para isso. Da mesma forma, os apertados limites geográficos do Município permitem que seus correligionários e adversários fiscalizem de perto o trabalho dos membros da Câmara Municipal. Ou seja, é na vereança que está a prova de fogo de qualquer político. Tal como dizem, é na condição de Vereador que o político prova a capacidade que tem de ser um bom representante da comunidade que o elegeu.

17 de agosto de 2019

PREFEITO NÃO É ELEITO PARA FAZER REMENDOS

É necessário o eleitor estar atento aos políticos enganadores!

A cada eleição municipal, os candidatos a prefeito apenas reproduzem a ladainha detectada nas pesquisas de opinião. Saúde, educação, transporte... As obviedades de sempre. Quando falam em segurança pública só raciocinam no limite paupérrimo do tema “guarda municipal”. Ou seja, aumentar o efetivo. Nada mais. Infelizmente, a nossa política não produziu massa crítica capaz de ir além. Não há um só candidato preparado para assumir plenamente as suas responsabilidades urbanas. Na campanha eleitoral, nem sequer são capazes de garantir ao distinto público que vão fazer com que as leis em vigor, que são frouxas, sejam respeitadas. Temem perder voto. Temem contrariar interesses. No poder, já de olho na próxima eleição e em seus projetos políticos pessoais, são permissivos, tolerantes e negligenciam o respeito às leis urbanas. Buscam sempre um tal de consenso que, invariavelmente, atropela as regras urbanas e os melhores interesses da cidade, além de, no fim das contas, beneficiar aqueles que desrespeitaram as regras. O bom prefeito é aquele que não tolera invasões de terrenos públicos e privados, que não consente a privatização dos espaços públicos pela turba de comerciantes ricos, pobres e remediados. O bom prefeito é aquele que tem como bíblia o livrinho onde estão escritas todas as regras urbanas e que trabalha para aprimorá-las. O bom prefeito precisa acabar definitivamente com esses lamentáveis TACs (Termos de Ajuste de Conduta). Trata-se de uma invenção não prevista em nossa Constituição que servem para remediar o que não tem remédio. Um TAC é o seguinte: o poder público foi permissivo e incompetente para impedir, por exemplo, que um prédio irregular fosse erguido. Feito isso, inicia-se uma negociação com os infratores. O Ministério Público participa da panaceia. Os infratores pagam uma espécie de fiança e pronto. Tudo resolvido. O TAC é como a venda de indulgência. É só pagar e o infrator está perdoado. Que se lixe a lei, que se lixe a cidade. Esse pagamento, que é feito aos cofres públicos, é usado até para equipar um órgão. Comprar computadores, por exemplo. O dano urbano e/ou ambiental continuará. Ficará como um símbolo para que muitos outros sigam a mesma linha. O dia em que a Prefeitura perseverar na demolição pura e simples de um prédio irregular, a nossa cidade vai se encher de júbilo. Na linha oposta do TAC, será também exemplar. Os infratores de sempre vão recuar. Uma nova cultura urbana se estabelecerá. A atuação do prefeito, no que se relaciona às regras urbanas, tem forte relação com o combate à violência. Um prefeito que for firme nessa área conseguirá instituir o tão esperado clima de paz e de ordem na cidade.

16 de agosto de 2019

O BRASIL ESTÁ SOB OS PÉS DE INSANOS SEMIDEUSES

O elitista STF é inacessível para pobres, pretos e prostitutas!

O resultado das urnas fez venceu a perspectiva do combate implacável à corrupção. Venceu o juízo da sociedade de que é necessária e urgente a punição severa dos criminosos de colarinho-branco que roubaram os cofres públicos dos cidadãos pagadores de impostos, levando o país à falência. Venceu a realidade transmitida pelas palavras duras, ainda que pareçam inadequadas, e não a mentira que precisa de magos de marketing para iludir que belas são as falas do crime organizado com causa. Venceu o outro lado da moeda. Gostar ou não do resultado é um direito. Respeitá-lo, como robusto símbolo democrático, é um dever. Nesse sentido, cabe ao STF tão somente guardar e fornecer as balizas constitucionais que delimitam esse novo percurso. Não é papel do Supremo subverter a ordem democrática, diminuindo a vontade do Povo para fazer valer o desejo umbilical de seus ministros. Sim, o STF está negando a democracia. O que não falta no STF, são ministros dados aos holofotes, apressando-se em declarar que legítimo pode ser o produto de um ataque cibernético ao constitucional direito à privacidade de quase mil vítimas, entre elas as maiores autoridades do país, desde que sirva aos interesses acusatórios de magistrados e políticos dispostos a enterrar a Operação Lava-Jato e proteger criminosos do colarinho-branco; e ministros que invadem a competência de outros juízos para fazer valer suas vontades e curiosidades; rasgam a independência e autonomia dos Poderes para constranger servidores da Polícia Federal, do COAF e da Receita Federal que ousaram investigá-los, chegando ao cúmulo de afastar ilegalmente alguns desses servidores de suas funções, e ameaçam com possibilidade de pena privativa de liberdade os cidadãos que, no uso de seu direito à expressão e à manifestação do pensamento, estejam falando mal dos eminentes seres togados, autoproclamados semideuses. Como consequência, impera a insegurança jurídica e abusos de onze togados fazem o Supremo Tribunal Federal vilipendiar a Constituição da República e provocar a reação de desprezo e vergonha na sociedade, que, em gradação geométrica, questiona sua legitimidade e seu papel institucional. Sob o signo da legalidade, é chegada a hora de enfrentar o STF. Não como afronta ou ultraje, mas para salvá-lo. Antes que seus ministros o tornem tão vergonhoso e ilegítimo, que possa ser desprezível.

15 de agosto de 2019

SEREMOS MELHORES, QUANDO AMARMOS UNS AOS OUTROS

Homens sábios possuem visão além do alcance!
Segundo a ciência, as águias são aves de rapina, normalmente de grande porte, elas são também símbolos utilizados em contextos e culturas. Ela é vista pela simbologia grega ou cristã como símbolo da força, da grandeza e da majestade. Chama-se de águia o homem penetrante, astuto, superior em sapiência e que tem a habilidade de ver longe. Façamos uma minuciosa comparação entre a humanidade e as águias e então observaremos que há um sentido lógico em sermos imaginados como esses seres inestimáveis que expressam a sua beleza interior todos os dias dentre as montanhas e levam dentro de si a vocação para o alto e para o infinito. Há uma águia querendo fluir de dentro de cada um, cuja força está alicerçada na maior fonte de riquezas e amor, pois a grandeza de Deus quer atravessar as culturas e os sistemas que regem o universo, o amor real quer dominar o nosso coração e a nossa mente, para cada dia serem concretizados relacionamentos ou amizades sinceras, onde a esperança e a solidariedade são eternas. Onde há um relacionamento puro, existe a paz e a paz acompanha o sucesso de cada um de nós, ambos na área emocional ou espiritual do nosso ser. O homem águia, penetra no mais profundo sentimento, criando à sua volta a junção de princípios legais e morais, a fim de viver numa fortaleza de sabedoria e bem-estar, destruindo do meio social toda e qualquer obra de egocentrismo e hipocrisia. Seremos águias, quando abandonarmos o orgulho inflamado que mortifica a nossa imagem viva; quando concluirmos que existem filosofias vãs que apagam o livro da piedade e da misericórdia; quando as políticas governamentais não impedir que os filhos de Itabuna cresçam pela educação, respeito e pelo espírito de auto-estima ao contrário dos nascimentos entre os podres da corrupção e prostituição. Muito bons nos tornaremos, quando a partir deste instante ousarmos a sermos semelhantes a águia, que como qualquer outro animal tem seus períodos de renovação, tentando com suas forças alcançar o mais lindo voo. Devemos nos desprender das más lembranças e traumas psicológicos que causam danos terríveis à nossa consciência, para que continuemos a voar. Um vôo de vitória. Somente quando livres do peso ruim do passado, poderemos aproveitar o resultado valioso que uma renovação sempre traz. Vamos seguir os conselhos de Jesus Cristo, que na sua inconfundível sabedoria entende os benefícios do amor e sempre nos instrui: “Amai uns aos outros”. Aprenda sobre a grandeza que muda, viva o amor!

14 de agosto de 2019

O VACILO DO MP NA EDUCAÇÃO DE ITABUNA

O MPF parece desconhecer escolas públicas "normais"!

Indisciplina, violência e vandalismo, são alguns dos graves problemas que acontecem na maioria absoluta dos colégios públicos em Itabuna. E estes fatos contrastam com o que ocorre no sistema de ensino e comportamento aplicado no Colégio Militar. Esta realidade resultou na decisão do governo municipal, em aplicar no Instituto Municipal de Educação (Imeam), a metodologia do Colégio Militar. Mas o Ministério Público Federal não está de acordo com essa mudança e recomenda que as escolas em parceria com a Polícia Militar ignorem o sistema de ensino usado nos colégios da corporação. O procurador Gabriel Pimenta Alves ainda mandou a PM se abster de firmar novos contratos de parceria neste sentido. Alunos, pais e professores, iniciaram um abaixo-assinado para garantir que as normas e procedimentos sejam mantidos, para que seja adotado o sistema de ensino dos CPMs no Imeam. O documento será enviado ao MPF. Para eles, o MPF não conhece o sistema nem como ele é implantado na prática, se limitando a pregar a liberdade irrestrita dos alunos. Já tendo milhares de assinaturas, o abaixo-assinado será anexado a uma resposta que o Município enviará ao Ministério Público Federal. Colégios de toda a Bahia que hoje adotam o sistema da PM estão preparando mobilizações semelhantes. O sistema tem garantido aos Colégios da PM a liderança nos resultados de escolas públicas em todos os Enem, à frente de escolas federais, municipais e até da maioria das escolas particulares. Mas o MPF, infelizmente, parece se incomodar com este fato.

13 de agosto de 2019

REVELADO COMPADRIO DO PT COM O PCC

nem os criminosos do PCC, querem ser comparados
ao bandidos do colarinho branco do PT e PCdoB!

Cada vez mais surgem notícias que depõem contra a imagem que esquerdistas tentam impor ao Partido dos Trabalhadores (PT), como instituição digna de merecer nosso respeito e admiração. Dessa vez foi noticiado na imprensa nacional, que a Polícia Federal grampeou, no âmbito da Operação Cravada, conversas entre membros da organização criminosa PCC, que revela a promiscuidade envolvendo bandidos perigosos e organizações criminosas com o PT. Os áudios obtidos pela investigação mostram um dos líderes da facção elogiando a abertura que o crime organizado tinha com o Partido dos Trabalhadores, logo após criticar a atuação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. "Os caras tão no começo do mandato dos cara, você acha que os cara já começou o mandato mexendo com nois irmão. Já mexendo diretamente com a cúpula, irmão", diz Alexsandro Roberto Pereira, conhecido como ‘Elias’. De acordo com a investigação, ele atua como espécie de "tesoureiro" do PCC e também participa da hierarquização da facção, sendo assim um dos líderes da organização. "Com nois já não tem diálogo, não, mano. Se vocês estava tendo diálogo com outros, que tava na frente, com nois já não vai ter diálogo, não. Esse Moro aí, esse cara é um filha da puta, mano. Esse cara aí é um filha da puta mesmo, mano. Ele veio pra atrasar", continua Elias, criticando a falta de abertura do crime organizado com o ministro da Justiça e Segurança Pública.

12 de agosto de 2019

2020 JÁ COM TRAIÇÕES, DESISTÊNCIAS, JUNÇÕES E JOGADAS DE TOALHAS NO CHÃO

O agrupamento de Cuma com o Cabeça de Pitu, é
como o casamento do jacaré com a cobra d´agua!

Até trocarem socos, os militantes fernandistas e geraldistas vivem assim entre tapas e beijos técnicos, ou seja, nada sensuais. A ida do prefeito Fernando Gomes (Cuma) para a base governista do PT, é como o casamento da cobra d´agua com o jacaré. Serão muitos os embates e os atritos até o meio do ano que vem, e tudo para se definir o que já se tem como certo – que é a definição da candidatura à prefeitura de Itabuna. Prever-se que onde houver Cuma, não haverá petistas e vice-versa. Mas, até lá estarão entre “tapas e beijos”. Para não correr o risco de ser apenas coadjuvante e se desgastar, o ex-prefeito Geraldo Simões (Cabeça de Pitu) já entendeu que precisa cancelar em 2020 o seu plano de vôo. O PT deverá ter outro nome na disputa e nada indica que será o vereador Júnior Brandão. Geraldo quererá barganhar e se locupletar da legenda sob seu controle. A estratégia de retirada também deve ocorrer com o ex-prefeito Vane do Renascer, um dos ocupantes do topo no ranking sucessório. Para Vane, é aconselhável não insistir na candidatura à prefeitura e deixar que o Lourival Vieira se queime definitivamente e nunca mais seja-lhe empecilho dentro do PRB. O casamento do jacaré com a cobra d´agua que marcou a união de Cuma ao PT tem prazo de validade, assim como os pleitos de Vane no PRB; Azevedo e Charliane no DEM; Augusto Castro no PSD; Júnior Brandão no PT, Jairo Araújo no PCdoB, Aldenes Meira no PSB, Ronaldo Abude no Novo e Eric Ettinger no PP. Para o tucano Edmilton Carneiro e Babá Cearense do PSL, só resta esperar a troca de tiros, o divórcio e o recuo resignado de quem tentou ser e não conseguiu por sucessivas derrotas. Está assim, nesse pé, a disputa sucessória. E enquanto se mantiver assim, o prefeiturável Antonio Mangabeira (PDT) se sentirá confortável e a eleição só depende dele não permanecer errando tanto. Ou seja: Mangabeira, Edmilton e Babá estão esperando o cavalo selado porque, o que está à porta neste momento, é cavalo de tróia.

11 de agosto de 2019

ITABUNA É UMA CIDADE DE PERDAS

As marretadas de Cuma tem causado muitos estragos em Itabuna!

Há três décadas Itabuna tem se notabilizado como a cidade que mais regride na Bahia. Em todos setores a cidade mais perde que ganha. Nos últimos 3 anos, Itabuna teve 19 colégios fechados; Restaurante Popular extinto, SineBahia com suas atividades encerradas e término de programas sociais importantes como o “Ei Mamãe” e Combate ao Crack. Nos últimos 11 anos, Itabuna teve decrescente o contingente de 800 policiais militares e nos últimos 5 anos a cidade perdeu 6 Postos Policiais. Mais recentemente houve o fechamento da Superintendência do Banco do Brasil no sul da Bahia, com sede em Itabuna e isto ocorreu, sem qualquer aviso prévio a clientes e funcionários. Nos tempos áureos do cacau, encerrados com o crime biológico da vassoura-de-bruxa no final dos anos 80 do século passado, a agência do Banco do Brasil era considerada uma das mais importantes do Estado, com uma carteira de clientes alimentada pelos recursos gerados pelo produto, que chegou a ser cotado a 4 mil dólares a tonelada. Desde o início do ano, o Banco do Brasil fechou uma agência – que funcionava no Centro Administrativo Firmino Alves e atendia a região do São Caetano, com mais de 10 mil correntistas. O fechamento dessas agências bancárias, somam-se ao histórico das perdas do banco BMG e duas agências do Banco Rural, com coincidência, ou não, todas essas perdas aconteceram em períodos de Fernando Gomes (Cuma) como prefeito de Itabuna.

10 de agosto de 2019

PONTE RETRATA PETISMO NA AÇÃO DO GOVERNO BOLSONARO

O DENIT está fazendo o governo de Bolsonaro ser tão atrapalhador
quanto foi o desastroso, incompetente e infernizador governo de Lula!

A ponte do Rio Jequitinhonha, localizada na BR-101, perto de Itapebi, é hoje o que mais simboliza a permanência da inabilidade e infernização do petismo no atual governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). É que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), está interditando, completamente, o tráfego na BR 101, das 7h às 17h deste sábado (10), provocando interrupção de viagens para pessoas, cujos compromissos eram inadiáveis para período tão grande de paralisação. O bloqueio é o primeiro da segunda etapa da reestruturação realizada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e a interdição, está tendo neste sábado (10), um total de 10 horas ininterruptas, ocorrendo na véspera do Dias dos Pais. Quem precisou viajar, teve que se programar. E quem viajou sem ter conhecimento da interdição da ponte, teve que se deparar com suas complicações. Para a chefe da 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, Neila Cardoso, a recomendação é do viajante fazer o planejamento de acordo com datas e horários da interdição, para antecipar ou adiar a viagem, no intuito de evitar transtornos. No entanto, caso seja pego de surpresa com a interdição, procurar um estabelecimento comercial, ou local seguro, em alguma cidade circunvizinha para aguardar a liberação da ponte”, recomendou. A segunda – e última - etapa da reestruturação da ponte, segundo informações do coordenador regional do DNIT, Aldo Apolônio, vai contar com serviços de concretagem nas transversinas 3 e 4, e do tabuleiro do segundo trecho, além de recomposição asfáltica e dilatação. Para a realização dos serviços, a ponte será completamente interditada também nos dias 13, 20, 22 e 24 de agosto, sempre das 7h às 17h. O fato é que não há o que explicar para essas obstruções da Ponte de Itapebi, acontecerem em períodos matutinos e vespertinos, quando o fluxo de tráfego de veículos no local, é muito mais intenso que à noite.

O ESCORPIÃO GUARDA EM SI PRÓPRIO A CARGA VENENOSA QUE SEGREGA

A maldade bebe a maior parte do veneno que produz

Em nossas faltas, na maioria das vezes somos imediatamente perdoados, mas não limpos. Somos perdoados pelo fel da maledicência. Mas a sombra que lançamos na estrada alheia permanece dentro de nós por agoniado constrangimento. Somos perdoados pela brasa da calúnia. Contudo, o fogo que arremessamos na cabeça do próximo passa a nos incendiar o coração. Conseguimos o perdão pela grave ofensa que fizemos. Entretanto, a pedra atirada ao irmão de caminhada volta, com certeza, a golpear-nos o próprio ser. Somos perdoados pela falha de vigilância. Mas o prejuízo em nossos vizinhos cobre-nos de vergonha. Obtivemos perdão pela manifestação de fraqueza. Mas o desastre que provocamos é dor moral que nos segue os dias. Somos perdoados por todos aqueles a quem ferimos, no delírio da violência. No entanto, onde estivermos, é preciso extinguir os monstros do remorso que os nossos pensamentos articulam, desarvorados. A chaga que abrimos na alma de alguém pode ser luz e renovação nesse mesmo alguém. Ele compreende, perdoa e se eleva. Contudo, essa mesma chaga de aflição segue a pesar em nossa vida. Injúria aos semelhantes é flagelo mental que nos chicoteia. A serpente carrega consigo o veneno que veicula. Podemos ser ridicularizados, atacados, perseguidos ou dilacerados. Mas evitemos o mal, ainda quando ele assuma a feição de defesa. Porque todo o mal que fizermos aos outros é mal a nós mesmos. No contexto da vida maior, ninguém fere sem se ferir. Quase sempre, aqueles que passaram pelos golpes de nossa irreflexão já nos perdoaram. Com esse proceder, tiveram paz e seguiram em frente. Abençoados pelo perdão que concederam, brilham nos planos superiores da existência. No entanto, pela lei da correspondência, sofremos, por tempo indeterminado, os quadros sinistros que nós mesmos criamos. Cada consciência vive e progride entre os seus próprios reflexos. Pureza, bondade e perdão são recompensas em si mesmas. Traição, crueldade e calúnia são sempre um problema de quem as elege para si porque cada consciência traz em si o seu paraíso ou o seu inferno. Em decorrência, no plano espiritual, até que se redima, é muito triste a situação de quem se fez culpado. Com a consciência desperta e vibrante, sente-se na presença constante de suas vítimas e isso lhe constitui um suplício cruel. Para evitar viver algo semelhante, basta eleger o bem como padrão de conduta. Pense nisso.

9 de agosto de 2019

QUANDO PARECE QUE SOMOS PESSOAS DIFERENTES EM NÓS MESMOS

As aparências podem até enganar, mas o tempo não 

Já tirou uma foto de si mesmo e achou que você estava diferente e até mesmo nem parecia você mesma? Saiba qual é sua verdadeira imagem. Se parar para pensar bem, às vezes, parecemos ser duas pessoas diferentes, quando, por exemplo, olhamos no espelho, e quando tiramos uma foto. Em uma delas, alguns traços parecem destacar como em uma foto. E nos faz pensar se somos como nos vemos no espelho, ou quando tiramos uma fotografia. Mas saiba que a diferença das imagens vistas tem uma explicação. A diferença entre uma imagem tirada tem muito a ver com a iluminação que, às vezes, é diferente. Quando olhamos no espelho não conseguimos ver a distinção da iluminação. Quando nos olhamos no espelho, focamos em apenas uma determinada parte, e não olhamos para o restante do corpo ou para o que está ao lado. Porém, quando olhamos a fotografia, observamos coisas que então não vemos no espelho. Quando vemos uma fotografia não entendemos por que ela não pareceu estar atraente e irresistível sendo que antes de tirá-la, olhando-se no espelho, estava. Isso acontece porque, quando normalmente estamos nos arrumando para uma festa, olhamos no espelho em um ambiente familiar, onde nos sentimos totalmente relaxados. Por isso, nos vimos super elegantes e sensuais. Mas, ao olhar a fotografia no dia seguinte, já nos mostra algo totalmente oposto. Nosso rosto não é simétrico. Por isso, quando olhamos sempre da mesma forma, parecemos no espelho a mesma pessoa. Mas, ao tirar uma foto em um ângulo diferente, podemos parecer uma pessoa diferente. O fato é que nós nos vemos sempre em uma versão espelhada. Quando as fotografias casuais são tiradas, nem sempre a iluminação é boa. A diferença é que, quando isso acontece, na realidade o seu cérebro acaba corrigindo e compensando a iluminação automaticamente, por isso, enxergamos e pensamos que a foto sairá perfeita, mas quando a vemos, certificamos que não foi bem assim. Mas, afinal como somos realmente? Somos, na verdade, como nos vemos no espelho, mas isso para nós mesmos. Já para as outras pessoas, somos como aparecemos nas fotografias, pois, aos olhos dos outros, somos vistos em forma fotografada memorialmente. Parece espantoso pensar que podemos ser duas pessoas diferentes, aos nossos olhos e aos olhos dos outros.

8 de agosto de 2019

ESTAMOS NO MATO SEM CACHORRO

Muitas das nossas mazelas, tem origem na falta de vergonha na cara!

Uma das coisas que mais chamou a atenção da minha sobrinha Carlinha, em Paris (França), foi o sistema de transporte público. Os metrôs, os bondes, os ônibus e a quantidade de pontos de aluguéis de bicicletas são fantásticos. Nos metrôs ela revelou que a gente só precisa comprar um cartão magnetizado e passar pelas roletas sem nem ao menos tirá-lo da bolsa. A foto que precisamos colocar no tal cartão é feita pelo próprio usuário que se auto retrata depositando numa maquininha algumas moedas. Nos ônibus não existem cobradores porque o mesmo cartão do metrô serve para os bondes e também para esse tipo de transporte. Quando você não tem o cartão paga a passagem para o motorista mesmo, e todo mundo paga. Em, praticamente, toda esquina existe umas 100 bicicletas instaladas no “bicicletário”. E lá, tudo é digital. A pessoa que quer alugar uma bicicleta passa seu cartão de crédito na maquininha e a bike é liberada. A pessoa anda o quanto quiser e depois deixa a bicicleta em outro “bicicletário”. Tudo muito prático, organizado. Lá funciona. Aqui a coisa é bem diferente. Li em matéria publicada no Jornal O Globo, na última terça-feira que a cidade do Rio de Janeiro, que tem 140 Km de ciclovias, o maior número de quilômetros de ciclovias do mundo, importou o mesmo sistema de Paris para estimular as pessoas a andarem de bicicleta e deixarem seus carros em casa. Com esse sistema, o Rio de Janeiro conseguiria diminuir a emissão de gases poluentes e facilitaria a vida de seus moradores. Tudo engano. Em menos de um mês de implantação dos primeiros “bicicletários” na Zona Sul carioca, das 110 bikes para aluguel 56 foram roubadas. Só 4 foram recuperadas pela polícia e a empresa, que gastou uma fortuna para implantar esse sistema, já jogou a toalha. Mais de 50% das bicicletas disponibilizadas foram roubadas e o negócio se mostrou inviável. A empresa já recolheu o restante das bicicletas e diz que não vai continuar com o negócio. Como é que chegaremos ao estágio de primeiro mundo se no nosso país existem tantas pessoas com espírito de porco? As igrejas já não amedrontam mais as pessoas com o fogo do inferno e o mandamento bíblico, não roubarás, caiu no esquecimento. Aliás, se todos seguissem os 10 mandamentos não haveria necessidade de tanta polícia, tantos presídios, tantas leis. Enquanto a educação não for priorizada, até mesmo no seio da família, enquanto as penas não forem mais severas, de nada vai adiantar os governantes quererem implantar projetos inovadores que dependam do bom comportamento humano para darem certo. É lamentável.

7 de agosto de 2019

AS PALAVRAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Falar o que não deve, faz do falastrão um "cara de bolacha"!

Vive-se em um mundo cercado de palavras. Muita gente julga que as palavras não têm poder, mas, em verdade, elas direcionam a vida de toda gente. Isso porque tudo quanto existe no mundo é nomeado pela força das palavras. É pelas palavras que fazemos as pessoas felizes, fazemos sofrer, trazemos satisfação, magoamos, acariciamos, alegramos, damos prazer, consolamos, geramos raiva, incutimos o medo, produzimos pensadores e pensamentos, inibimos o surgimento de novas idéias, tolhemos a criação de um momento, tornamos sensíveis os olhares, e uma infinidade de outras coisas. Vê-se, então, que as palavras sempre são poderosas, não resta dúvida quanto a isso. Elas são a íntima conexão com o viver e a vida. De uma forma geral, as pessoas são descuidadas com o uso das palavras. Entretanto, a maioria das coisas que se consegue nessa vida - uma amizade, um desafeto, uma demissão, uma promoção, um emprego, uma simpatia, uma antipatia, etc - resulta de palavras pronunciadas. Uma palavra otimista, positiva, confiante, generosa, compreensiva, amorosa pode mudar completamente a tendência de um ambiente tenso, depressivo. Também é possível mudar um quadro pessimista em um otimista, tudo por meio das palavras. Uma palavra pode marcar alguém para o resto da vida. A criança, por conta de sua sensibilidade, é mais suscetível às palavras. Uma palavra dita para uma criança pode determinar o seu futuro. É muito comum, por ignorância, os pais dizerem: “esta menina é um desastre; este menino é muito burro”. Dessa forma, o subconsciente, ao determinar algo como verdadeiro, cria leis mentais que tentarão se cumprir. Ou se ja, a responsabilidade que cada pessoa tem com o uso das palavras é imensa, colossal. Tanto, através delas, se constroem vida, como se afetam vidas alheias. Sabe-se que as guerras são deflagradas por conta de palavras, porém, a humanidade teima em não perceber o poder (de destruição e união) que existe no seu uso. Com palavras de amor e compreensão um ser humano excepcional foi capaz de revolucionar o mundo. Jesus não utilizou outra coisa para transformar a humanidade senão palavras que, até hoje, continuam vivas e atuais. Afinal, é bom pensar e nunca esquecer a força das palavras. Na força negativa e positiva. Sim, as palavras podem libertar e oprimir, alegrar e entristecer, fazer viver e fazer morrer, aliviar e angustiar, rir e chorar, incentivar e esmorecer, amar e odiar e assim tantas coisas mais.

6 de agosto de 2019

HÁ UM HD MUITO MELHOR DENTRO DE VOCÊ


Os encontros perderam a graça quando a atenção
dos amigos migrou para as telinhas dos celulares!

Confesso que fiquei perplexo com a grande quantidade de pessoas na praça de alimentação do Shopping, utilizando seus celulares, como se não estivessem rodeadas de amigos e parentes. Pareciam robôs e distantes uns dos outros. Todavia, quero salientar que não pretendo aqui, satanizar a tecnologia e essa onda mundial do celular como instrumento de sinergia humana. Em tempos de smartphones, de tecnologia bombando, que a cada instante se faz presente em nosso cotidiano, pessoas estão se esquecendo de curtir o ambiente, a viagem, o momento, apenas preocupada em sacar o celular do bolso e registrar, seja utilizando as redes sociais, ou fazendo o famoso Selfie, e com isso deixando de lado o que se tem de melhor, que é aproveitar bem cada momento. Nada contra registrar tudo que está a sua frente, seja em qualquer lugar, num passeio com filhos, companheiros e etc... Algo inclusive de grande valia para uma boa desfrutada no futuro, curtindo cada foto. Mas não podemos esquecer, que exatamente essas fotos que serão revistas lá na frente, só terá o “gostinho do prazer”, de algo saudoso, se realmente foi bem vivido, bem apreciado. Portanto, registre o que desejar no seu dia-a-dia, tire a melhor Selfie e poste nas redes sociais, mas não se esqueça de devolver o celular ao bolso e registrar tudo no mais potente HD que foi nos concedido, a mente.

5 de agosto de 2019

HÁ DE SE TER NOVA ESPERANÇA EM ITABUNA SEM VIOLÊNCIA

Os governos de Rui Costa e Cuma, são omissos e abandonaram o
povo itabunense, no meio das ações criminosas dos Raios A, B e  DMP.

Pouco mais de uma hora entre ida e vinda de uma curta viagem, o que seria uma simples conversa descontraída durante o trajeto, transformou-se no relato de uma grande tragédia. A pessoa que me acompanhava era um jovem trabalhador de quarenta e seis anos de idade, pintor, casado, pai de quatro filhos e semianalfabeto. O conheci há pouco tempo, por indicação, e o contratei para realizar um serviço em minha casa. Gostei do moço, bom profissional, caprichoso no desempenho do seu ofício. Papeando descontraidamente perguntei sobre família, filhos, um diálogo normal entre recém-conhecidos quando percebi que as suas respostas estavam carregadas de forte emoção. Dois dos seus quatros filhos entre dezoito e vinte anos se envolveram com os horrores do consumo e tráfico de drogas. “Quando eu e minha mulher descobrimos que o mais velho tinha entrado nesse ramo, nossa vida virou um inferno”. Prendê-lo em casa, vigiar todos os passos, revistar as suas coisas, roupa, brigas e brigas, agressividade de ambos os lados. Noites mal dormidas esperando a volta do filho ou talvez uma triste notícia. Aos vinte anos, o jovem pagou o preço do infortúnio e foi brutalmente assassinado por comparsas, crivado de balas, cumprindo a “lei” do acerto de contas. Antes mesmo que eu pudesse lhe transmitir uma palavra de conforto, percebi certa ansiedade no pintor. “Minha desgraça não terminou aí, não...”, falou aquele homem com voz embargada quase me surpreendendo pelo repentino desabafo. Sentado na poltrona do õnibus ao seu lado, agora em completo silêncio, optei por só ouvi-lo e me surpreendi quando disse que pouco tempo depois da morte do seu primeiro filho, descobriu que o mais novo, dezoito anos, já estava nas mãos dos traficantes. Nem precisa dizer que esse pai, pobre, sem estudo, mas um homem de bem, trabalhador, entrou em pânico. O que fazer? Vigiá-lo por todos os lugares; proibir seus amigos de frequentarem sua casa; chamar a polícia para assustá-lo? Moralmente vencido, decidiu tomar uma atitude de extrema radicalidade. Entre pranto e desespero da mulher, mãe dos seus dos seus filhos, expulsou o moleque de casa. Abandonado sem teto para lhe abrigar, juntou-se a uma adolescente também usuária de drogas. Não demorou muito e um bandido chamado Zé Pequeno, chefe de tráfico, atualmente preso e conhecido no mundo do crime, descarregou seu revólver atingindo o filho do pintor com seis tiros. Uma semana depois a menina com quem estava vivendo também foi assassinada a tiros dentro de sua própria casa. Milagrosamente e para amenizar a dor desse pai, seu filho sobreviveu e hoje mora em Santa Catarina trabalhando e recuperado. O pintor continua levando sua vida dolorido e assustado com a quantidade de jovens envolvidos no tráfico e a violência nas abordagens indiscriminadas da polícia no bairro onde mora, o Nova Esperança, onde fica o presídio e de onde sai ordens, para causar desordem e mortes em Itabuna.

4 de agosto de 2019

ESQUERDA: “FAÇA O QUE EU DIGO, MAS NÃO FAÇA O QUE EU FAÇO”


Esquedistas são burgueses que odeiam pobres!
Li recentemente uma entrevista do político e economista Roberto Campos, em que ele afirmava, categoricamente, que “Nossas esquerdas não gostam dos pobres. Gostam mesmo é dos funcionários públicos. São estes que, gozando de estabilidade, fazem greves, votam no Lula, pagam contribuição para a CUT. Os pobres não fazem nada disso. São uns chatos…”. Confesso meu lado sombrio: divirto-me com a reação da esquerda diante dessa acachapante derrota nas eleições municipais. Os coitados estão revoltados… com os eleitores! E mais: com os eleitores pobres! Sim, foram esses “ingratos” que se recusaram a eleger o candidato “poste” do gangster Lula e do PT. Onde já se viu? A esquerda faz “tanto” pelos mais pobres, vive para defendê-los, e na hora H a turma vota num homofóbico, elitista, fascista e racista como Bolsonaro?! Alguns “democratas” de esquerda já estão saindo do armário, atacando o “povo burro”, essa “gente alienada”, “manipulada”, essa cambada de “imbecis”. Aos poucos, os iludidos vão descobrindo o que os demais já sabem: que quem gosta da esquerda é burguês, “intelectual” entediado, “estudante” mimado, artista lesado. Pobre não quer saber de socialismo. Desde Marx foi assim. Para estes maus perdedores, a democracia só deveria contar quando o resultado é aquele que desejam”. Exato: a esquerda não gosta da democracia. Tanto que elogiam a ditadura mais longeva e assassina do continente até hoje, idolatrando o facínora Maduro, que nos fazem ampliar a convicção, de que socialismo e democracia são como óleo e água: não se misturam. Os socialistas falam em nome dela, mas só como tática para chegar ao poder, da mesma forma que é só estratégia de narrativa bancarem os defensores dos mais pobres. Onde? No Nordeste? Na Bahia? Nordestinos e baianos estão “comendo o pão que o diabo amassou”, com petistas governando com corrupção, absolutismo e elitismo. O que na verdade o povo quer, é segurança, é transporte, empregos, saúde, educação decente para seus filhos e valores morais (religiosos). Em vez disso, a pauta dos “progressistas”, a julgar por seus ícones como Gleisi Hoffmann, Maria do Rosário e Jean Wyllys, resume-se ao direito de tomar drogas, ser gay e abortar o filho como quem corta o cabelo. Essa gente realmente acha que fala em nome dos mais pobres?! Está aí a resposta nas urnas: não falam! Não dá nem para os esquerdistas alegarem que foi manipulação da “mídia golpista”, pois no Brasil tanto o GLOBO como a VEJA tomaram claramente partido, e foi o de achincalhamento de Jair Bolsonaro!

3 de agosto de 2019

A CORRUPÇÃO COMEÇA NA ELEIÇÃO


O eleitor que se vende, recebe sempre mais do que vale!


Infelizmente, a maioria dos cidadãos e cidadãs que pretende se candidatar a um cargo de governo, ou Câmara Municipal, ainda não tem consciência de aceitar, que quem quer ficar rico com a função pública, não pode fazer política e quem faz política não pode querer ficar rico. E são os eleitores que devem atacar a doença da corrupção e do uso das eleições, para princípio de formação de quadrilhas de bandidos do colarinho branco, clubes de ladrões do erário, que canalizam para seus membros a quase totalidade da riqueza da cidade. Enquanto não vencermos nosso inimigo comum, não podemos nunca sonhar com a felicidade coletiva. Enquanto não faxinarmos com firmeza e votos de indignação e protesto, os ladrões, corruptos e aproveitadores que mandam na prefeitura e Câmara, nunca sairemos do buraco em que estamos submetidos. E a arma para que isto aconteça, é o voto faxina nos políticos corruptos. Para tanto, o povo tem que observar os gastos ilícitos e promessas enganosas nas campanhas e a Justiça tem de agir com firmeza contra os burladores do processo. Político que entra na política para ficar rico tem de ser decepado na raiz.

2 de agosto de 2019

ALDENES NO BALAIO DE GATO DO PSB

Lídice e Leonelli usam Roberto José, para "atropelarem" Aldenes e renato Costa!

O PSB de Itabuna possui em Renato Costa, na sua direção, um dos políticos mais éticos, sérios e honestos, que existem em todo estado da Bahia. Embora o PSB baiano seja uma “propriedade privada”, da medíocre dupla Lídice/Leonelli, que o comanda sob tirania de perseguir quem não “ler por sua cartilha”! Mas em Itabuna, o PSB tem se tonado tal qual “Balaio de Gato”, por causa da situação difícil, embaraçosa e de desordem de mequetrefe, que se acha “a última bolacha do pacote e a última linguiça do churrasco”!. "Balaio de gato" é uma expressão usada para definir bagunça e predominância de “deus-nos-acuda”. Isto é o que tenta fazer o secretário de Meio Ambiente do governo do estado e “office-man de Lídice”, João Carlos, ao causar constrangimento no PSB de Itabuna, por convidar o ex-secretário de Trânsito, Roberto José, para se filiar ao partido e ser candidato a prefeito. João Carlos assim contrapõe a decisão do presidente, Renato Costa, que já havia anunciado, que o candidato do partido será o vereador Aldenes Meira, que vai sair do PC do B no período da janela partidária. Diante destes fatos, Renato e Aldenes devem “colocar as barbas de molho”, pois, por trás deste despautério de convite do João, devem estar ingerência e interesses dissimulados de Lídice e Leonelli.

1 de agosto de 2019

DIREITOS E VIRTUDES SÃO VALORES DE BOM CARÁTER

Respeito ao direito diz respeito à educação!

Fui à padaria comprar pão, no final da tarde de ontem e na hora de pagar só havia um caixa atendendo, a fila aumentou e decidiram abrir outro caixa. A atendente gritou: “Próximo!”. Eu era o próximo da fila, mas não me atentei, de imediato, que o grito era para mim. Ela gritou de novo: “Próximo!”. Aí, diante do grito estridente, fui em direção ao caixa aberto, mas um homem, que na fila original estava atrás de mim, saiu em disparada e, incorporando o “espírito de porco”, me ultrapassou, chegando ao caixa primeiro do que eu. Cheguei ao caixa e reclamei com o indivíduo, que se surpreendeu com a minha atitude, dizendo: “Se você quiser pode passar na minha frente.”. Pensei na hora: “Se eu quiser?! O direito era meu, eu estava na frente desse sujeito.”. Prontamente respondi: “É claro que eu quero, pois estava na sua frente!”. Mas, a caixa, aquela que só ficava gritando, disse: “Agora eu já comecei a passar a compra dele e não tem como cancelar.”. Moral da história: Reclamei pelo direito de ser atendido na ordem em que havia chegado à fila, mas, meu direito foi violado por um homem sem educação e por uma atendente sem treinamento adequado. Saí dali como o pior dos derrotados, porque meu direito havia sido arrancado de mim. Fiquei indignado, pensando que há tantos investimentos sendo feitos para a realização de festas, futebol, olimpíadas... mas investimentos na área de educação, que é a base para a formação de um povo idôneo, comprometido com a justiça e, acima de tudo, ciente de seus direitos, não são feitos. No entanto, como isso aconteceu em um bairro nobre de Itabuna, também refleti que é preciso muito mais do que investimentos em educação para mudar as atitudes de uma nação. Afinal, educação vem de berço e é desse tipo de educação que o Brasil também está carente.