17 de fevereiro de 2019

O CORONEL NA CORDA-BAMBA

A queda de Santana significará a saída do "último dos moicanos",
num governo acéfalo, inútil, corrupto e prejudicial aos itabunenses
O Secretaria de Segurança Transporte e Trânsito (Sesttran), Gilberto Santana, tem enfrentado muitas dificuldades para administrar a pasta e seus maiores obstáculos, não estão no que ele mesmo anuncia de assédio moral de alguns servidores, inconformados com as mudanças na gestão, que resultaram em punições e descontos na folha de pagamento de subalternos, que chagavam a ter salário maior que o dele próprio; e nem na reorganização do transporte e do trânsito da cidade; e nem nos desafios de reordenar o uso de vagas de estacionamentos no centro da cidade e nem na falta de recursos para implementação de seus projetos no gerenciamento da pasta. O que tem asfixiado a administração do secretário, são as tentativas de imposições de interesses pessoais e inconfessáveis do prefeito Fernando Gomes (Cuma) e a ingerência do "todo poderoso sobrinho do alcaide", Diney Oliveira. Embora Santana não confesse pra ninguém, é sabida sua insatisfação sob a conduta de Cuma e Diney. Mas quem conhece o caráter íntegro e ético do secretário, sabe que ele jamais se submeteria a assinar documentos que não correspondam à lisura de gestão. E sabe também, que sua permanecia na pasta, está focada em não permitir que sua saída represente a vacância de espaço para ser ocupado por quem tem comportamento canino de subserviência. Portanto, a possível breve exoneração do secretário Gilberto Santana, estará explicada na defenestração de dificuldades que ele impõe para não prevalecer mazelas e ilícitos na Sesttran. Por estes fatos, julgamos o caráter de Gilberto Santana e sua compostura, dignas e merecedoras de nossos aplausos. 

A HOMENAGEM QUE DESONRA NOSSAS AUTORIDADES

Itabuna está sob terror das facções criminosas e
sem nenhuma ação pública de combate ao crime!
A situação de temeridade a que a insegurança submete Itabuna, tem níveis tão absurdos, que não seria excêntrico, as facções criminosas denominadas de Raios A, B e DMP, se juntarem numa só confederação e constituírem um Troféu de Honra ao Mérito, para instituições e personalidades, que muito tem contribuído para os ajudar em suas ações de terror em Itabuna. Seria algo que funcionaria como achincalhamento para o "Estado de Direito" e acinte à sociedade em geral. Algo tão vergonhoso para Itabuna, quanto o fato da cidade está entre as 13 mais violentas do país. Neste contexto, o comando do 15* Batalhão de Polícia Militar, o Ministério Público, os Juízes de Direito, os vereadores, o prefeito, os clubes de serviços, os secretários estaduais e ministro de segurança e justiça, o governador e o presidente da república, teriam que ser agraciados com Troféus de Honra ao Mérito do Crime Organizado, pois eles são responsáveis direto, para desorganização e inércia do Estado e órgãos públicos de policiamento, punição, proteção e combate ao crime, que não estão cumprindo suas obrigações. Paradoxalmente, os Raios A, B e DMP estariam sendo justos ao homenagear quem tem contribuído para o fomento e desenvolvimento de suas atividades criminosas. Essas outorgas seriam como "um tapa de luva" nas caras de quem é muito bem pago pelo erário para agir e "dorme em berço esplêndido".

ESPORTES: FALTA ÓLEO DE PEROBA NA CARA CÍNICA DE CUMA

Cuma é quem mais tem estragado o esporte na história de Itabuna
O ilegítimo prefeito Fernando Gomes (Cuma) esbraveja em entrevistas que onde tem o Esporte, a criminalidade não existe entre os jovens e quem o ouve fazer esta afirmação e não sabe o quanto ele é mentiroso, farsante e maquiavélico, chaga a acreditar, pois ele fala com firmeza e semblante de seriedade. Mas o fato é que Cuma acabou com a Secretaria de Esportes, com a Vila Olímpica, com o jogos estudantis, com o campeonato inter-bairros, com o torneio bom de bola e abandonou o estádio Luiz Viana Filho. A gestão de Cuma para os esportes, tem sido "um gol contra" para a juventude itabunense! Além de mau-caráter, Cuma é muito cínico, pois fala uma coisa e faz o inverso. Mesmo reconhecendo e afirmando que "onde tem o Esporte, a criminalidade não existe entre os jovens", ele desmonta e sucateia o setor, não investe em categorias de base e deixa a cidade sem nenhuma atividade governamental de desportos. Assim ele se torna um carrasco para os jovens de Itabuna e age como se estivesse os empurrando para o precipício da ociosidade, cuja consequência é a submissão ao tráfico de drogas e práticas delituosas. Dizer e reconhecer que os esportes são importantes para paz de uma cidade e ter este conceito apenas para enganar e não fazer nada para promover eventos esportivos, é o que se pode fazer de mais prejudicial e dramático para toda a população. As consequências destes fatos resultam em ocorrências policiais que implicam em danos para a qualidade de vida de crianças, jovens, idosos e famílias em geral. Ter Cuma como prefeito, é como estar num time que somente perde e perde de goleada!

16 de fevereiro de 2019

OS FATOS DESMENTEM A PROPAGANDA PETISTA DO HOSPITAL DA COSTA DO CACAU

Rui Costa propaga que está tudo bem no Hospital,
todavia, até os salários dos médicos estão em atraso!
O governador da Bahia, Rui Costa (PT), tem gastado milhões de reais do erário que deveria servir para melhorar os serviços públicos de saúde, para propagar em todo estado, que construiu o Hospital da Costa de Cacau, a 10 quilômetros do centro ilheense e com isso massificar a mentira de que está investindo bem para cuidar melhor dos sulbaianos. E esta excessiva e muito cara publicidade enganosa, deve está ludibriando quem não sabe que este hospital surgiu do fechamento do Hospital Luiz Viana Filho, que possuía mais leitos e profissionais e que estava fincado no centro de Ilhéus. E a situação é tão precária na gestão do Hospital da Costa do Cacau, que o juiz da 3ª Vara do Trabalho de Ilhéus, José Cairo Junior, deferiu medida liminar determinando que o Estado da Bahia suspenda o pagamento da fatura de janeiro à Gerir, empresa que administrava o hospital e na decisão, esta justificado que o objetivo do bloqueio é garantir o pagamento de salário e verbas rescisórias dos trabalhadores. A liminar foi solicitada pelo sindicato dos trabalhadores da área da saúde de Itabuna e região. Vale lembrar que Gerir administrou o hospital por mais de um ano, e a gestão foi marcada pelo atraso dos salários. Estes fatos revelam, que nada do que propagam de positivo sobre o Hospital da Costa do Cacau, corresponde a sua dramática e desumana realidade.

O MPF É CEGO PARA O QUE ACONTECE EM ITABUNA?

A suspeita é que Cuma esteja dominando a Justiça!
Ou o prefeito Fernando Gomes (Cuma), possui o extraordinário poder da invisibilidade, ou os órgãos públicos de fiscalização do erário são displicentes, tendenciosos, ou cooptados. Talvez isto explique o Ministério Público Federal (polo Ilhéus/Itabuna), ter denunciado 13 pessoas em inquéritos que apuram crimes de organização criminosa, falsidade ideológica e corrupção ativa e passiva em ao menos 14 municípios do Sul da Bahia e Itabuna não constar nessa relação. A suspeita desse grupo ter desviado aproximadamente R$ 30 milhões, por meio de ao menos 15 empresas de fachada, a fim de obtenção de vantagens indevidas em fraudes de licitações, é assunto para Juizado de Pequenas Causas, se comparada por exemplo, aos mais de R$ 90 milhões somente com o contrato da prefeitura de Itabuna com a empresa de limpeza Biosanear. Isto significa que apenas em Itabuna, o montante a ser fiscalizado é três vezes superior a dinheirama subtraída das 14 cidades investigadas. Entre as cidades investigadas algumas são muito distantes de Itabuna e este fato está nos mais de 200 quilômetros, que separam Itabuna a Piraí do Norte, Nazaré e Eunápolis. Ou seja, o MPF viajou pra muito longe, para investigar possíveis fraudes de valores inferiores ao que se suspeita está sendo fraudado a pouquíssimos metros do seu escritório na maior cidade sulbaiana. Na ação, o MPF sustenta que a organização criminosa agia de forma estruturalmente ordenada, com divisão de tarefas entre seus membros, a fim de obter vantagens indevidas. “Foram diversas as modalidades de fraudes cometidas: simulação de concorrência, conluio de empresas, modificação ilegal de contratos, sobrepreço/superfaturamento, subcontratações ilícitas, falsidade documental ou ideológica, atos de corrupção e outros ilícitos praticados mediante ajustes, com o concurso de agentes públicos e em conexão eventual com outra organização criminosa independente”, assinala a procuradoria. E tudo isso é o que merece ser investigado na prefeitura de Itabuna. Mas não é! E por que não é? Esperamos que esta resposta não encontre guarida na necessidade de ser constituída uma investigação especial; a averiguação para se descobrir o porque de não haver investigação na prefeitura de Itabuna. 

CUMA CAUSA INSÔNIA A JOZIMAR NA CÂMARA

Enquanto o secretário de Saúde dorme diante das lorotas de Cuma,
o povo "come o pão que o diabo amassou" em Postos e Hospitais!
O insosso e enfadonho discurso do prefeito Fernando Gomes (Cuma) aos vereadores itabunenses ocorrido ontem, sexta-feira (15), na abertura do Ano Legislativo 2019, causou exaustão e sono até à aglomeração de sectários do alcaide. Tanto, que até o secretário de Saúde, Jozimar Salles (foto) não conseguiu manter os olhos abertos. Ele protagonizou na pequena platéia da Câmara Municipal, o "sono dos anjos", que significa dormir em paz e tranqüilo. E isto chamou mais atenção que a cochilada em si. Como pode alguém dormir diante das bravatas e lorotas de Cuma? E como um secretário de Saúde pode ter paz e tranquilidade, diante de declarações mentirosas de que o setor está funcionando bem e com postos com médicos, equipamentos e medicamentos? Como pode Jozimar estar em "sono dos anjos", com centenas de pessoas perdendo noites em busca de fichas para consultas e exames? - Centenas de pessoas são expostas diariamente, às intemperes do clima e risco de serem vítimas de criminosos, para conseguirem exames no laboratório do Hospital Manoel Novais e esta situação desumana não é diferente em todos Postos (foto) - Como pode o secretário de saúde dormir como anjo, com UPA e hospitais sucateados, fechados, fechando, ou em estado deplorável de funcionamento? Qualquer que seja as respostas para essas indagações, elas jamais se sustentarão numa situação, que não seja de indignação, pois a ninguém é dado o prazer de adormecer, com enfermos com incapacidade de dormir adequadamente, simplesmente, porque o secretário de saúde e o prefeito, tratam a saúde e os doentes, com a mesma insignificância a que eles submetem suas responsabilidades e condições humanas e humanistas!

15 de fevereiro de 2019

ABUNDA EM ITABUNA LISTA DE PREFEITURÁVEIS

A maioria dos prefeituráveis em Itabuna, é desclassificável!
Embora as eleições municipais só vão acontecer em outubro de 2020, Itabuna até o dia de hoje já conta com 23 nomes relacionados como candidatos a prefeito. O prefeito Fernando Gomes (Cuma), tem declarado que não concorrerá à reeleição. O seu grupo político não definiu quem será o candidato, dois nomes são cogitados, o do secretário de administração, Son Gomes, e o da primeira dama, Sandra Neilma. Os ex-prefeitos Capitão Azevedo (PTB), Vane do Renascer (PRB) e Geraldo Simões (PT) pretendem voltar ao comando da prefeitura. E até vereadores querem concorrer à sucessão de Cuma: Charliane (PTB), Aldenes (PC do B), Chico Reis (PSDB), Guinho (PDT), Ronaldão (PMN) e Junior Brandão (PT). O deputado federal Josias Gomes (PT) também pode ser candidato, assim como Augusto Castro (PSDB). Alguns nomes novos estão na lista de prefeituráveis, como o empresários Ronaldo Abude (Novo), o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, Eric Ettinger Júnior (PP), o Pastor Elias Fernandes (PTC), Chico Franca (PSDB) e o agente da polícia Civil, Lúcio Serra (PSL). Já se anunciam como pré-candidatos, o professor Max (Psol), o assistente social Lourival Vieira (PRB) Irland Correia (Rede) e o ex-candidato a prefeito e suplente de deputado federal, Mangabeira (PDT).

14 de fevereiro de 2019

NEILMA E CUMA DEVEM SER EXPULSOS DE ITABUNA

A expulsão de Cuma e Neilma da Prefeitura resultará
em ganhos que Itabuna necessita para prosperar!
Itabuna é como o Éden para o casal Fernando Gomes (Cuma) e Sandra Neilma. O frutos colhidos por eles, não são como as maçãs pecaminosas da víbora rastejante e das artimanhas de satanás, mas possuem a mesma relevância de maldade. Eles foram extraídos da enganação e se alimentaram com nutrientes ilícitos e inexplicáveis. As serpentes deles se fizeram materializadas por financiamentos e cooptações de parasitas que buscavam ser abastecidos pelo erário. E a prefeitura de Itabuna sempre foi a árvore que fez florescer cédulas monetárias em suas burras. E com esses recursos, Cuma e Neilma foram e são endeusados pelos burros que apoiam e votam em quem os convierem em suas cobiças mesquinhas e egoístas. Esse casal é fruto dos venais que fazem do voto a moeda, cujo troco são migalhas, ingratidões e traições. As consequências desse enredo maquiavélico, são de martírio para quem necessita de serviços públicos de saúde, assistência social, infra-estrutura e educação. E enriquecimento súbito e ilícito do casal mais diabólico e víbora de Itabuna. Com Cuma e Neilma os itabunenses estão "comendo o pão que o diabo amassou"! Assim como Adão e Eva foram expulsos por Deus do Éden, é necessário que a Justiça, os Vereadores e o povo, expulsem Cuma e Neilma das entranhas financeiras da prefeitura de Itabuna... e com urgência urgentíssima!

13 de fevereiro de 2019

A FÚRIA VINGATIVA DE CUMA

As marretadas de Cuma contra o edil Júnior Brandão, está
provocando graves prejuízos a mais de 600 alunos do Ciso!
As histórias de vingança fazem sucesso na literatura, no cinema e na televisão. As pessoas costumam vibrar quando o personagem que foi oprimido consegue dar a volta por cima e se vingar daquele que o fez mal. Esse desejo de aliviar suas dores fazendo o outro sofrer, é o que parece acontecer na índole do prefeito Fernando Gomes (Cuma). Os fatos revelam sua conduta vingativa. Este comportamento tem inúmeros exemplos, mas aqui reservamos alguns recentes. Na última semana de maio do ano passado, o agente de trânsito Lindijan Almeida flagrou o veículo particular do prefeito estacionado numa vaga exclusiva para deficientes na avenida do Cinquentenário e duas horas depois, ele recebia uma ligação telefônica o informando que ele estava afastado do serviço por 30 dias e sem remuneração. O prefeito ficou indignado pelo agente dizer que não o conhecia e que a lei era para todos. Logo depois Cuma entrou em "rota de colisão" com a direção da empresa Dom Parking e voltou a protagonizar seu caráter vingativo e publicando decreto extinguindo a concessão que a empresa possuia para operar o sistema de estacionamento rotativo pago, a popular Zona Azul e mais de 90 pessoas, entre administrativo, coordenação e monitores foram prejudicados com o decreto de Cuma. Em seguida Cuma anunciou que vai tirar a conta da Prefeitura do Banco do Brasil e deu um prazo de 60 dias para a agência, que há muitos anos funciona no Centro Administrativo, no bairro São Caetano, ser retirada do local. A birra do prefeito com a gerencia local do Banco do Brasil foi por causa de um bloqueio de verba, em consequência de dívidas do município com o INSS. A decisão foi judicial, mesmo assim o prefeito ficou uma fera. E ontem à noite, quarta feira (13), Cuma radicalizou ao cancelar o convênio com o Ciso, como represália pelo voto contrário de Júnior Brandão (PT), ao Regime Trabalhista Estatutário, aprovado por 15 a 6 no plenário da Câmara de Vereadores de Itabuna, horas antes. A locação do espaço, que seguiria até o dia 2 de maio deste ano, foi interrompida de supetão porque Cuma quis se vingar do vereador que também é diretor do Ciso. Estes fatos revelam o quanto o prefeito é um sujeito mesquinho, rancoroso, inflexível e desumano. Simplesmente, o cão em forma de gente!

NOSSOS SONHOS SÓ DEPENDEM DE LUTARMOS PARA REALIZÁ-LOS

A distância entre o sonho e a conquista chama-se atitude!
Dizem que o segredo está em não desistir, mesmo quando nada parece dar certo. Ao menor sinal de fraqueza, a ideia é não desistir. Persistir e insistir. Seja lá qual for sua meta ou objetivo, meu conselho é: não desista. Parece clichê ou até frase pronta de livro de autoajuda, aliás, gosto muito desse tipo de leitura. Me julguem! Mas, voltando ao assunto, não desistir é uma luta diária, por mais que pareça que só se encaixa em “grandes sonhos”, não é? A luta diária de treinar, praticar um esporte ou fazer uma caminhada. É difícil acordar cedo, eu sei. É difícil ter disposição depois de um dia inteiro de trabalho, eu sei. Mas, se não for você a fazer algo pelo seu bem-estar, quem o fará? Não desista. Calça o tênis, veste uma roupa leve e vai. Vai sem pensar, só vai. Desistir parece mais fácil, e é. É mais cômodo. É muito mais confortável ficar em casa do que suar uns 40 minutos, né? Verdade. Mas eu, por exemplo, não gosto do que é fácil. Eu gosto do difícil, do desafio. E se tem uma coisa que eu sou todos os dias é desafiado. Eu diria que se trata de um auto desafio. Não é fácil vencer a preguiça e ir treinar, principalmente pela noite e já cansado. Mas, eu nunca desisto. A idade nos traz maturidade suficiente pra entender que o processo (seja qual for) é lento, mas desistir não acelera. E essa minha “filosofia de vida” não se aplica só a treinar, mas em tudo que eu planejo/sonho fazer um dia ou todos os dias. Contudo, nem sempre foi assim. Eu já desisti de festas, jogos, cursos, planos, investimentos, viagens, amizades, amores e até de mim. Desisti de ir ao cinema com o ingresso comprado, desisti de sair com amigos depois de arrumado, desisti de ir pra aula quando cheguei em frente à escola. E até então, eu estava bem com tudo isso. Foi quando eu percebi a quantidade de oportunidades que a vida estava me dando e eu simplesmente desistia. O pior é que eu nem sabia o porque das minhas desistências. O meu acerto foi não desistir de entender o motivo de tudo isso, e eu entendi. Entendi que os fins e começos, oportunidades e dificuldades sempre vão existir, mas a escolha de não desistir me levará rumo aos meus sonhos.

ITABUNA PERDE POR SE DEIXAR SER ENGANADA

O povo de Itabuna há muito tempo tem se permitido
ser enganado e governado por crápulas da política!
O fato de muitos políticos de carreira serem mentirosos descarados e compulsivos não é apenas uma característica inerente à classe política; é também um reflexo do eleitorado. Quando as pessoas querem o impossível, somente os mentirosos demagogos podem satisfazê-las. No entanto, quando a realidade se impõe e os efeitos econômicos de medidas populistas começam a cobrar seu preço, os eleitores finalmente percebem que foram enganados. E então começam a reclamar que os demagogos os enganaram e venderam ilusões. Essas pessoas são as mesmas que, no passado, não apenas acreditaram piamente nas promessas dos demagogos, como também ignoraram rispidamente todos os alertas, feitos pelos mais sensatos, de que determinadas políticas populistas eram insustentáveis e cobrariam um preço caro no futuro. Pessoas que se recusam a aceitar verdades desagradáveis quando estas são ditas em épocas de bonança não têm direito de, no futuro, reclamar que os políticos mentiram e que elas foram enganadas. Afinal, com essa mentalidade, que outro tipo de candidato essas pessoas elegeriam? Se você vota em políticos que prometeram dar a você benesses pagas com o dinheiro confiscado de terceiros, você não tem nenhum direito de reclamar quando esses mesmos políticos resolverem tomar o seu dinheiro para repassá-lo para terceiros, inclusive para eles próprios. Nada é mais fácil para um político do que prometer benefícios governamentais que não poderão ser cumpridos. Quem não entende o completo cinismo que existe na política não entende nada de política. Em Itabuna, se não existissem eleitores que se permitem facilmente, a serem submetidos ao engodo de promessas que não podem ser cumpridas, jamais Fernando Gomes (Cuma) e Geraldo Simões (Cabeça de Pitu), seriam eleitos prefeitos, com consequências deles estarem cada vez mais ricos e a cidade muito mais empobrecida!  

12 de fevereiro de 2019

O ANO COMEÇOU COM GRANDES TRAGÉDIAS NO BRASIL

A imprensa que noticia tragédias, é a mesma que delas é vítima

O início de 2019 no Brasil têm sido marcadas por eventos tristes e trágicos, que geraram comoção até mesmo fora do País. No dia 25 de janeiro, o rompimento de uma barragem de rejeitos da Vale deixou mais de 330 mortos, dos quais 164 corpos foram encontrados até agora. Na última quinta-feira, as chuvas causaram grande estrago no Rio de Janeiro e deixaram seis mortos. Na madrugada da sexta-feira, o País foi acordado com a notícia de que um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, também no Rio, causou a morte de dez garotos, entre 14 e 16 anos, das categorias de base do clube. E ontem morreu, em São Paulo, o jornalista Ricardo Boechat. Ele estava num helicóptero que tentou pousar, no fim da manhã, numa rodovia. O piloto Ronaldo Quatrucci também morreu no acidente. Nos três primeiros casos, uma coisa em comum: as mortes poderiam ter sido evitadas, por isso não se pode falar em fatalidade. Constata-se, mais uma vez, que o País tem grande dificuldade de prevenir desastres de grande proporção. A falta de prevenção e de planejamento adequado está presente nas mais diversas situações da vida nacional, das grandes obras aos serviços básicos ofertados à população. Geralmente, após eventos desse tipo, aparecem propostas para mudar ou tornar mais rigorosas as leis, CPIs no Congresso para investigar responsabilidades e outras iniciativas. Entretanto, passada a comoção, a vida volta ao normal e nada de concreto é feito. Não se pode chamar de desastre natural as mortes causadas por tempestades, inundações e outros eventos, pois, se não é possível evitá-las, é plenamente possível se prevenir, por meio de obras de saneamento, contenção de encostas, dragagem, limpeza de vias e canais, além de um eficiente sistema de alerta. No caso da tragédia do Ninho do Urubu, sabe-se agora que o centro de treinamento estava funcionado sem alvará e já havia sido alvo de ação do Ministério Público do Rio de Janeiro pelas más condições oferecidas aos atletas de base. É preciso que haja ações mais efetivas do Ministério Público e do Judiciário para evitar novas tragédias causadas pela irresponsabilidade tanto do setor público quanto do privado. O Brasil tem que aprender a prevenir.

PRB ARTICULA VOLTAR A TER PREFEITO EM ITABUNA

Márcio Marinho e Jurailton Santos estão apontando
Lourival Vieira como prefeiturável do PRB em 2020.
O PRB está novamente pretendendo ter prefeito em Itabuna. Nas eleições de 2012, o partido elegeu Vane do Renascer, que acabou se submetendo à condição de décima pessoa depois do reserva de suplente de porteiro de gabinete do alcaide de Itabuna! E a decepção com Vane resultou na cúpula do partido repaginá-lo e o preparar para voltar a conquistar o comando da maior cidade do sul da Bahia. E a ousadia é tão grande quanto o que protagonizou ao fazer um simples e pobre vereador se eleger prefeito em 2012. A aposta agora está num jovem com forte atuação na assistência social e que dirige um instituto filantrópico com relevantes serviços prestados aos pacientes carentes de condução gratuita em Itabuna e região cacaueira: Lourival Vieira, que já conta com apoio do vereador do partido, Pastor Francisco e daquele a quem se supõe virá a ser o presidente do PRB, José Carlos Trindade. Mas o estímulo maior vem dos correligionários, deputado federal Márcio Marinho e deputado estadual Jurailton Santos. Ambos são entusiasta da candidatura de Lourival Vieira, para prefeito de Itabuna. Para quem questiona o fato de Lourival ter perdido eleição para vereador é pertinente ressaltar a história de um grande líder nacional, que se elegeu prefeito, deputado estadual, federal, senador e governador, mas não conseguiu se eleger para o cargo de vereador: Beto Richa! Em Itabuna há o exemplo do corrupto Geraldo Simões (Cabeça de Pitu), que já se elegeu prefeito, deputado estadual e deputado federal, mas não conseguiu se eleger para o cargo de vereador. Portanto, Lourival pode ser o azarão da próxima eleição. E de zebra o PRB já provou que é água na disputa!

VANE VOLTARÁ AO PT, COM SAÍDA DE GERALDO

Vane voltando para o PT, resultará na saída de Gerado!
Houve uma época em que o então vereador petista, Vane do Renascer, tentara ser candidato a prefeito de Itabuna pelo PT. O ano era 2012, mas o partido tinha dono e este era Geraldo Simões (Cabeça de Pitu), cuja pretensão era ter a esposa, Juçara Feitosa, candidata majoritária. Este fato fez Vane migrar para o PRB, onde acabou sendo eleito prefeito com 45.623 votos em disputa acirrada com o prefeito Capitão Azevedo (DEM), que obteve 44.516 votos. A diferença entre ambos foi de 1.107 votos. Juçara Feitosa saiu das eleições com apenas 16.837 votos. Depois anos depois o próprio Geraldo perdeu sua reeleição de deputado federal e consigo, também foi derrotado o primogênito do casal, Tiago Feitosa. Já nas eleições de 2016, Vane desistiu de tentar ser reeleito e apoiou o comunista Davidson Magalhães, que obteve somente 5,973 votos, com Geraldo à sua frente, com 8,104 votos. Neste eleição, Fernando Gomes foi eleito com 34,152 votos. Logo após teve Mangabeira com 18,813 votos; Augusto Castro com 17.257 e Capitão Azevedo com 17,257 votos. Nas eleições do ano passado, Vane não se candidatou e Geraldo teve apenas 14 971 votos, como candidato a deputado estadual e por ironia, esta votação foi pouco superior ao que conquistou seu primogênito Thiago Simões, que foi candidato a deputado estadual, pelo Partido Social Liberal (PSL do presidente eleito Jair Bolsonaro) e obteve 14.589 votos. Estes fatos revelam que Geraldo está com votações declinantes e atualmente sua perspectiva é de dificuldade para se eleger vereador em 2020. Isto abre espaço para o PT mudar de direção, com Vane do Renascer guinado à condição de seu prefeiturável para as próximas eleições de sucessão de Cuma. E neste contexto, considerando o egocentrismo de Geraldo, é possível que ele peça sua desfiliação do PT e Vane volte ao partido pelo qual foi eleito duas vezes vereador e impedido de se candidatar a prefeito em 2012. 

O RÁDIO RESISTE

Rádio é informação, emoção, integração e convicção de que não estamos sós!

Já levantaram em muito a tese de que o rádio estaria acabando, porém o que vemos é que, mesmo com tanta tecnologia, ele continua firme na cozinha, no carro, nas caminhadas, na mesa do bar, enfim, em todos os lugares. O rádio é tão importante que nosso presidente tem até um programa de rádio semanal – claro que não é por acaso; é que ele e sua assessoria já descobriram o caráter de versatilidade e de facilidade de aquisição que só o rádio pode ter. O rádio tem sido fiel companheiro de várias pessoas, tanto nos momentos de insônia como na necessidade de informação, do conhecimento da hora de ir para o trabalho e, em muitos casos, até para saber como vai o trânsito das cidades. Quantas amizades têm sido feitas no rádio, quantos amores conhecidos, pois o rádio favorece a comunicação das pessoas tímidas que podem se esconder nos recados e nas mensagens que são passadas pela radiofonia. O rádio tem curado depressão, tem conseguido recursos para os mais pobres que, ao apelarem pelo rádio, têm logo seus intentos alcançados graças ao amigo rádio. O rádio é talvez a primeira informação que temos no dia-a-dia, pois o imediatismo da notícia não tem de esperar por edição nem pela maquiagem do apresentador. O rádio notícia sobre a vida, sobre a economia, sobre a política, sobre os problemas do mundo, sobre tudo que se passa no planeta. O rádio tem comunicação fácil e vai conosco em todos os lugares. O rádio nunca vai morrer, pois seu papel jamais será esquecido para o bem de todos que habitam este planeta. É preciso resgatar a história do rádio e buscar incessantemente o fortalecimento e enaltecimento de seu papel para o bem da comunicação e da sociedade. E neste contexto está a RCM Propaganda, com seus esforços para que o Rádio persista e permaneça vigoroso e cumprindo bem o seu extraordinário papel de comunicação.

11 de fevereiro de 2019

CUMA É "ATRASO DE VIDA" ATÉ PARA OS ANIMAIS

Nem cachorros tem sido cuidados por Cuma em Itabuna!
Onde quer que haja mazelas governamentais em Itabuna, nas últimas três décadas, lá estará as mãos sujas do atual prefeito Fernando Gomes (Cuma), através dos seus inúteis três mandatos como deputado federal e suas cinco vezes como prefeito da cidade. A propaganda dele sempre personalista e paga com o dinheiro público, diz que ele foi quem mais construiu escolas e nega que a educação com ele tem resultados pífios e vergonhoso, com escolas extintas e professores com constantes greves, em decorrência de atrasos salariais; e o setor de saúde que o faz se vangloriar de ter construído o Hospital de Base Luiz Eduardo Magalhães (Hblem), é o mesmo que teve nele o protagonista de fechamentos dos hospitais São Lucas e São Judas. É óbvio que um texto postado em blog, jamais conseguiria espaço suficiente para elencar a vasta quantidade de contra-tempos provocados sob responsabilidade de Cuma. E aqui nem mencionaremos questões graves de corrupção, nepotismo e truculência, useiras e vezeiras na vida pregressa do dito cujo. Também não abordaremos o quanto Cuma é prejudicial aos idosos, jovens, gestantes, desempregados, enfermos, servidores da prefeitura e tantos outros importantes seguimentos e pessoas em Itabuna. Mas o abandono e sucateamento do Centro de Zoonoses, retrata a dramática realidade, de que nem cachorros vira-latas tem merecido cuidados do governo de Cuma. E a isto se pode chamar de cachorrada!

A ROSA ESTÁ MURCHA ENTRE GUINHO E WENSE NO PDT

Cabeças vão rolar se o PDT não se apaziguar!
As Rosas Vermelhas causam impacto. O significado de rosas vermelhas permeia a imaginação das pessoas durante séculos. O significado mais óbvio e conhecido da rosa vermelha é o do amor profundo. Por muito tempo associada com a perfeição e a beleza, elas são uma forma consagrada pelo tempo de dizer “eu te amo”. Entre todas as rosas, a rosa vermelha é inegavelmente a mais linda de todas. Segundo relatos históricos, Cleópatra costumava jogar rosas vermelhas no tapete de seu quarto quando recebia Marco Antônio. A simbologia da rosa vermelha é tão grande que podemos vê-la em poemas, obras de arte, literatura e filmes contemporâneos, além de várias outras formas de expressão. Talvez por isto é que o PDT tenha adotado como símbolo a rosa vermelha. Mas se a pretensão era retratar sentimentos nobres entre seus filiados, em Itabuna há uma situação que caracteriza que este propósito "deu com os burros n'água"! E o vigor preconizado pela rosa vermelha, murchou na muvuca envolvendo Marco Wense, que é o 2º vice-presidente do partido e seu correligionário e único vereador do PDT em Itabuna, Enderson Guinho. O edil acusa Wense, de tentar o atingir com comentários perniciosos pelas redes sociais. E por sua vez Wense já acusou Guinho de ingratidão por sua articulação para deixar o PDT e filiar-se no PR, em busca de caminho mais fácil para alcançar seus interesses pessoais. Wense também acusa Guinho de abandonar o partido que o elegeu e está sendo atropelado pela vaidade. Nas farpas entre ambos, Wense sempre cita a fisioterapeuta Sandra Rihan, como primeira suplente do mandato do Guinho. Toda essa confusão no PDT faz pétalas da rosa caírem e revela falta de liderança e tolerância para harmonizar o partido e evitar que a rosa permaneça murchando. A roseira sucumbirá se a esculhambação perdurar.

O CRIME COMPENSA PARA ALGUNS POLÍTICOS

A ficha de Cuma é tão limpa quanto brilha o sol à noite!
O atual prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (Cuma), se vangloria de possuir uma fazenda que vale mais de um bilhão de reais. Este patrimônio é improcedente para quem não embolsa herança ou ganha sozinho em dezenas de sorteios da Mega Sena. E este fato, por si só, já deveria justificar uma devassa em suas contas e buscar explicações da origem de tamanha fortuna. Mas esta lógica parece não instigar interesse de investigação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Receita Federal e Ministério Público. Toda essa impunidade que favorece Cuma e o torna bilionário, causa a banalização dos fatos pelos próprios lesados e isto faz ele ser eleito por quem não deveria frear sua conduta de larápio do dinheiro público, já que os órgãos investigativos e punitivos são quase que fictícios. Esses fatos, ao menos são bons para questionarmos a democracia. Será que essa forma social tão exaltada por nós é realmente democrática? Com Cuma eleito o que se vê é o abuso de poder de uns poucos, na maioria das vezes corruptos, prejudicando a liberdade e estabilização de muitos. Muitos esses, que ao serem lesados, em vez de se indignarem, acabam passando para o outro lado, pois creem que lá a vida é melhor e mais “fácil e por isso é que ainda existem milhares de itabunenses, que endeusam a quem alguns chamam de Cuma e outros preferem o identificar como a própria "reincarnação de Barrabás" nos tempos atuais!

10 de fevereiro de 2019

LEI DESRESPEITA ATÉ JUÍZES E PROMOTORES EM ITABUNA

Filas são martírio na vida de clientes bancários em Itabuna!
Após quase 10 anos de aprovação, a Lei Municipal nº 1790/99, batizada de “Lei das Filas” em Itabuna, que prevê o atendimento de agências bancárias em até 20 minutos em dias normais e em até 30 minutos em vésperas ou após feriado prolongado, é mais uma daquelas legislações que não saíram do papel. Quem percorre os bancos, principalmente no início do mês, constata idosos, já por volta das 7:00 horas, do lado de fora das instituições, aguardando atendimento. As longas filas são calvário para os clientes e usuários do sistema financeiro. Esta infração é submetida também para integrantes do Ministério Público e da Câmara de vereadores; juízes de direito e servidores do PROCON, que são agentes públicos, pagos pelo erário para fiscalizarem as agências bancárias e determinarem o cumprimento da Lei das Filas. Mas eles também são vítimas do absurdo a que os bancos submetem seus clientes e principalmente os idosos e negligenciam com seus deveres institucionais. O que esperar de cumprimento das leis para pobres e favelados em uma cidade, onde até juízes, promotores públicos e vereadores, são tratados pelas ilicitudes das agências bancárias, como germes do verme do estrume do cavalo do bandido e permanecem impunes?

A JUSTIÇA QUE ENTRAVA EM ITABUNA

Muita gente humilhada pelo Cartório Eleitoral
de Itabuna, fará da urna eletrônica um pinico!
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), está exigindo que o itabunense faça cadastro biométrico obrigatório para poder votar em 2020 e estabeleceu o término desse processo para o próximo dia 22 de fevereiro. Faltando menos de duas semanas do prazo final para o cadastramento biométrico em Itabuna, mais de 74 mil eleitores não fizeram o procedimento no município. A Justiça Eleitoral está atendendo uma média de 500 eleitores por dia. O TRE instalou um posto de atendimento para atender a demanda, no prédio onde funcionava o Fórum Rui Barbosa, no centro da cidade que tem contribuído para atenuar o sofrimento de centenas de eleitores, que tem chegado aos cartórios ainda na madrugada e muitos se queixam que não conseguem a senha para o atendimento. Quem consegue reclama da falta de estrutura no local. O TRE acusa o itabunense de negligente e não aceita novos prazos. Para forçar o cadastramento, o TRE ameaça infernizar a vida do eleitor faltoso, com multas, impedimento de fazer concurso público, tirar passaporte, fazer empréstimo e contrair financiamentos. Há perspectiva de Itabuna chegará no dia 22 de fevereiro sem cadastrar nem 50% dos eleitores que ainda faltam. 

NEM VOANDO RUI TEM VOLTADO A ITABUNA

Recursos do Governo do Estado para a prefeitura de Itabuna,
serão tão escassos quanto o retorno do governador à cidade!
Houve uma época recente, em que o governador da Bahia, Rui Costa (PT), não saia de Itabuna. Tanto que até dormia na cidade em algumas ocasiões e sempre em uma das dependências do cinematográfico apartamento do prefeito Fernando Gomes (Cuma). E tudo era motivo de Rui estar em Itabuna. Era período eleitoral e aí estava a causa da estada constante do governador na cidade. Nestes momentos, Rui prometeu para os itabunenses e em especial para Cuma, 200 quilômetros de asfaltos; duplicação da BR 415; indústrias, mais agentes de segurança e viaturas policiais e recursos para educação, saúde, infra-estrutura e assistência social. Mas as eleições acabaram; ele foi reeleito e nunca mais apareceu em Itabuna. Nem Rui e nem o cumprimento das suas inúmeras promessas! Ficou um sentimento de ingratidão e traição. E muitos dos seus eleitores devem estar com ressentimentos de terem apoiado, votado e confiado no engodo, que foram as promessas de Rui Costa. Para nós, resta apenas a expectativa dos eleitores itabunenses manifestarem nas eleições do próximo ano, a indignação de todos que estão sendo tratados com insignificância pelo governo estadual dos parasitas petistas e comunistas. 

9 de fevereiro de 2019

BOLSONARO ACABA COM A FARRA DA LEI ROUANET

A quadrilha do PT usava a lei Rouanet para "comprar" "artistas"!
A lei Rouanet nasceu bem intencionada, com o passar do tempo foi sendo desvirtuada em sua finalidade, concentrando a distribuição de verbas de forma política e destinando-a a “artistas” que interessavam ao governo petista, por atuarem como “garotos (as) propaganda camuflados”. O incentivo a cultura cuja proposta inicial era de financiar projetos de novos artistas e novas manifestações culturais, passou a ser destinado apenas a "pseudos" artistas que levavam milhões de reais e outros artistas já consagrados, que não precisariam da Lei, mas que estavam recebendo grandes fortunas. Para apoiar o partido do governo e outros de esquerda, artistas consagradíssimos e até políticos estavam mamando nas tetas do Estado através da lei Rouanet, com projetos sem relevância artística e cultural. Mas Jair Bolsonaro se elegeu e tomou posse com a promessa de acabar com essa orgia com o dinheiro público. E já neste início do seu governo, determina ao ministro da Cidadania, Osmar Terra, que está no comando das áreas de esporte e cultura, planejar mudanças significativas na Lei Rouanet, como redução de valores e aumento do número de gratuidades em espetáculos financiados pelo projeto e estabelecer o teto do valor máximo de captação com redução de R$ 60 milhões a R$ 10 milhões. Ao mesmo tempo, aumentar a exigência da contrapartida social do artista que for beneficiado pela lei. Outro tópico ampliado será o número de gratuidades disponíveis em espetáculos que forem financiados pela Lei Rouanet, de 10% para 20%. Parte dos ingressos terá que ser distribuída a família de baixa renda que estejam inscritas no cadastro único do governo federal. Assim o Brasil segue rumo a repaginação da sua história, para nunca mais ser governado por quadrilhas de parasitas e bandidos do colarinho branco, como ocorreu com Lula, Dilma e Temer no poder!

ELEITORES FANTASMAS SÃO MAIS QUE AQUELES QUE ELEGERAM CUMA

Cuma foi eleito, porque mais de 46 mil eleitores
não votaram em nenhum dos outros 8 candidatos 
O que fez Fernando Gomes (Cuma) se eleger para seu quinto mandato como prefeito de Itabuna, paradoxalmente, não foram as 34,152 pessoas que votaram nele e sim, os quase 50 mil eleitores que não votaram em nenhum dos demais prefeituráveis. Apenas para exemplificar esta situação, Cuma não seria eleito se apenas metade desse contingente optasse por votar no Capitão Azevedo (17,257 votos); Augusto Castro (17,903 votos), ou Dr Mangabeira (18,813 voto). Entre os 150.221 eleitores de Itabuna, somente 114.023 foram as urnas e 71.239 validaram seus votos: 2.547 votaram branco, 6.085 votaram nulo e 36.197 se abstiveram. Os eleitores que preteriram as urnas, para curtirem o feriado das eleições, ou simplesmente decidiram nem saírem das suas residências para votar, são o que melhor se pode considerar como fantasmas; tal qual aquele que é nomeado para cargo comissionado na prefeitura e nunca aparece para trabalhar. O eleitor fantasma existe, possui título eleitoral, mas não vota. Tanto quanto o fantasma encastelado no governo, o eleitor fantasma é muito prejudicial aos interesses públicos, pois é causa principal da vitória de prefeito, que nomeia parentes e aderentes parasitas em cargos na prefeitura, sem que eles apareçam para trabalhar! Cuma venceu dentro deste contexto. Mais gente não votou em ninguém, que aqueles que votaram para o eleger. E todos itabunenses estão implicados nas consequências ruins destas mais de 46 mil abstenções, votos nulos e brancos. 

8 de fevereiro de 2019

AS TRÊS DIFICULDADES DE AZEVEDO SER CANDIDATO A PREFEITO

Azevedo terá que deixar de ser "décima quinta pessoa depois
de ninguém" e se livrar de alguns "malas sem alça" se quiser
realmente voltar a se tornar prefeito do município de Itabuna!
O ex-prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (PTB), está articulando com seus liderados, a pretensão de voltar a comandar a prefeitura da cidade. Para tanto, são necessárias algumas mudanças em seu perfil político e de gestor. Não é segredo para ninguém, que Azevedo se caracteriza como politico sem autonomia em suas decisões e que está sempre subalterno às orientações e determinações de quem deveria comandar. Tanto que sua condição de prefeito esteve constantemente atropelada pelo estigma de que ele era a "décima quinta pessoa depois de ninguém no governo"! Esse é o primeiro obstáculo que Azevedo terá que vencer, para aglutinar parceiros em sua empreitada de voltar a ser prefeito. Uma segunda situação complicadora para o Capitão, está em alguns indivíduos que o cercam sob condição de integrar seu "núcleo duro" e que são considerados "crocodilos", por praticarem o adágio de "Venham a mim tudo e ao vosso reino nada". Um terceiro problema para a candidatura de Azevedo, está em sua filiação partidária, pois o PTB é controlado pelos ex-vereadores Edson Dantas e Rui Porquinho, que não lhe são simpáticos e tem na atual única vereadora da cidade, Charliane Souza, pretensão de também ser candidata majoritária. Portanto, estes são os principais empecilhos que o Capitão Azevedo terá que vencer, para convencer outras lideranças a embarcarem em seu barco e o impedir de ir à pique, pois o mar está revolto e nada acessível para quem não manda nem em si mesmo e se cerca de marujos que não sabem nadar!

SECRETÁRIOS DORMINHOCOS DO PETISTA RUI COSTA

Esta imagem retrata o estágio de dorminhocos,
para demandas de Itabuna, dos secretários estaduais
Todo governo ruim tem seu setor que destoa dos demais. E entre os principais assessores, coordenadores, diretores e secretários, sempre há, pelo menos um, que é exceção ao protagonizar bom exemplo de gestão pública. Mas existem governos que são tão ruins, que nem dá para destacar o que seja menos ruim e todos são classificados como lastimáveis. Referenciando Itabuna no  contexto dos secretários estaduais, a conclusão é que nenhum está despertado para as necessidades da cidade. Todos estão dormindo para as demandas de Itabuna. A educação há mais de 12 anos não tem construção de uma só sala de aula; a saúde assiste fechamentos de hospitais e não investe em programas que possam vislumbrar a mínima perspectiva de recuperação do setor, que está em avançado estágio de sucateamento; a infra-estrutura vive de prometer duplicação da BR 415 e 200 quilômetros de asfaltos, que nunca acontecem; a agricultura abandonou a cacauicultura e em nada contribui para a diversificação da lavoura; a segurança pública fez Itabuna perder mais da metade dos agentes de segurança, postos e viaturas policiais; o meio ambiente está de camarote diante da devastação da mata atlântica, com invasão da cafeicultura e plantações de eucaliptos; a cultura está fictícia e até equipamentos como o Centro Cultural Adonias Filho e Museu Casa Verde estão com suas portas fechadas; indústria e comércio não investe e permite empresas e fabricas falindo na cidade... enfim, não existe um só secretário estadual, que não esteja em condição de dorminhoco para Itabuna. São tão inúteis e parasitas, quanto o próprio governador ruim, Rui Costa (PT).