oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

7 de agosto de 2019

AS PALAVRAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Falar o que não deve, faz do falastrão um "cara de bolacha"!

Vive-se em um mundo cercado de palavras. Muita gente julga que as palavras não têm poder, mas, em verdade, elas direcionam a vida de toda gente. Isso porque tudo quanto existe no mundo é nomeado pela força das palavras. É pelas palavras que fazemos as pessoas felizes, fazemos sofrer, trazemos satisfação, magoamos, acariciamos, alegramos, damos prazer, consolamos, geramos raiva, incutimos o medo, produzimos pensadores e pensamentos, inibimos o surgimento de novas idéias, tolhemos a criação de um momento, tornamos sensíveis os olhares, e uma infinidade de outras coisas. Vê-se, então, que as palavras sempre são poderosas, não resta dúvida quanto a isso. Elas são a íntima conexão com o viver e a vida. De uma forma geral, as pessoas são descuidadas com o uso das palavras. Entretanto, a maioria das coisas que se consegue nessa vida - uma amizade, um desafeto, uma demissão, uma promoção, um emprego, uma simpatia, uma antipatia, etc - resulta de palavras pronunciadas. Uma palavra otimista, positiva, confiante, generosa, compreensiva, amorosa pode mudar completamente a tendência de um ambiente tenso, depressivo. Também é possível mudar um quadro pessimista em um otimista, tudo por meio das palavras. Uma palavra pode marcar alguém para o resto da vida. A criança, por conta de sua sensibilidade, é mais suscetível às palavras. Uma palavra dita para uma criança pode determinar o seu futuro. É muito comum, por ignorância, os pais dizerem: “esta menina é um desastre; este menino é muito burro”. Dessa forma, o subconsciente, ao determinar algo como verdadeiro, cria leis mentais que tentarão se cumprir. Ou se ja, a responsabilidade que cada pessoa tem com o uso das palavras é imensa, colossal. Tanto, através delas, se constroem vida, como se afetam vidas alheias. Sabe-se que as guerras são deflagradas por conta de palavras, porém, a humanidade teima em não perceber o poder (de destruição e união) que existe no seu uso. Com palavras de amor e compreensão um ser humano excepcional foi capaz de revolucionar o mundo. Jesus não utilizou outra coisa para transformar a humanidade senão palavras que, até hoje, continuam vivas e atuais. Afinal, é bom pensar e nunca esquecer a força das palavras. Na força negativa e positiva. Sim, as palavras podem libertar e oprimir, alegrar e entristecer, fazer viver e fazer morrer, aliviar e angustiar, rir e chorar, incentivar e esmorecer, amar e odiar e assim tantas coisas mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.