oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

27 de dezembro de 2009

ATAQUE DEIXOU PELO MENOS 4 MORTOS NO SURINAME, DIZ BRASILEIRO

O ataque de surinameses aos brasileiros em Albina deixou vários mortos e feridos, disse Paulo da Silva, um dos garimpeiros vítimas da violência. "Tem muita gente machucada, muitos morreram. Um amigo meu ligou agora dizendo que morreram quatro pessoas no hospital em Saint-Laurent [na Guiana Francesa]", disse Paulo. Ele mora no Suriname há 13 anos, foi para o país participar da atividade do garimpo, saído de Belém (Pará). Ele contou que a violência começou depois que um brasileiro matou um surinamês que, segundo ele, costumava agredir homens e mulheres do Brasil. E "O rapaz começou a bater nas pessoas por volta das 17h. À noite, ele bateu em um brasileiro que estava jantando em um restaurante, e ele revidou com uma faca", disse Silva, dizendo ainda que o surinamês costumava consumir drogas. "Aí eles [surinameses] decidiram revidar, não quiseram nem saber." De acordo com o relato, cerca de 500 surinameses invadiram o acampamento em que os brasileiros ficam após o garimpo e atacaram por volta de 200 pessoas - entre homens, mulheres e crianças. "A gente não estava preparado, foi uma violência muito grande", afirmou Silva. Segundo ele, os homens utilizavam paus, facões, pedras e o que tinham a mão para agredir os brasileiros. Além disso, eles saquearam os dois supermercados do local, propriedade de imigrantes chineses e explodiram um posto de gasolina. De acordo com a BBC Brasil, 20 brasileiras, incluindo uma mulher grávida, teriam sido estupradas durante o incidente. Silva contou ainda que viu um homem surinamês "cortar a barriga" de uma jovem chamada Érica, de 22 anos, grávida de oito meses. "Estão dizendo aqui que ela morreu, mas eu ainda não sei se é verdade", afirmou. O garimpeiro disse que muitos brasileiros passaram a noite no mato, ou dentro da água para fugir dos ataques. "Todos dormiram no mato, dentro d'água, para escapar da morte." Silva é uma das cerca de 30 pessoas hospedadas no hotel Esmeralda, na capital Paramaribo, para onde a maioria dos atacados foi transferida. De acordo com ele, há mais brasileiros em outros hotéis. Ele afirmou também que o ministro da Justiça do Suriname foi ao local mais cedo, e que os brasileiros "pediram justiça pelo que aconteceu e ajuda, já que muitas pessoas ficaram sem nada após o ataque". Albina, que possui cerca de 10 mil habitantes, tem um grande contingente de brasileiros que vão trabalhar com garimpo no outro lado da fronteira - o que é proibido pelas leis daquele território, que ainda pertence aos franceses.

4 comentários:

  1. A Besta fera está sempre em nossa espreita!!!! E basta um estopim e a bomba da intolerância explode, fazendo suas vítimas inocentes e indefesas!! Peço que Deus seja benevolente com estas vítimas e as receba em Teu Reinado... e que o diabo seja impiedoso contra cada criminoso que praticou essa covardia.
    Klbere Barreto

    ResponderExcluir
  2. SE EU FOSSE O PRESIDENTE LULA, PEDIRIA PUNIÇÃO EXEMPLAR AOS CULPADOS POR ESTA CARNIFICINA E CASO O SURINAME NÃO O ATENDESSE, INVADIRIA O SURINAME E EXTERMINARIA TODA POPULAÇÃO MASCULINA MAIOR DE IDADE... POR NÃO SABER DISTINGUIR QUEM PRATICOU TAMANHA ATROCIDADE CONTRA NOSSOS IRMÃOS BRASILEIROS. GUERRA É GUERRA E SOU A FAVOR DE QUE O BRASIL INVADA LOGO O SURINAME, PARA QUE OS ASSASSINOS NÃO FIQUEM IMPUNES. ORLANDO FREITAS

    ResponderExcluir
  3. Esse presidente Molusco (LULA), é pior do que eu imaginava. No caso do garoto Sean, que foi extraditado para os USA em troca de acordos comeciais, ele baixou as calças para o país que ele custamava chamar de "IMPERIALISTA". Agora, essa chacina com o povo brasileiro que vive no suriname. Queremo ver o que esse presidente de MERDA vai fazer para resolver e dar satisfação as famílias brasileiras que estão esperando por uma solução. Ao invés de se intrometer nas questões de outros países, (é o caso de Honduras - Manuel Zelaya) onde ele abrigou em nossa embaixada um presidente deposto, ele procure de uma vez por todas governar o BRASIL! Fora presidente frouxo e covarde!

    ResponderExcluir
  4. Esse presidente Molusco (LULA), é pior do que eu imaginava. No caso do garoto Sean, que foi extraditado para os USA em troca de acordos comeciais, ele baixou as calças para o país que ele custamava chamar de "IMPERIALISTA". Agora, essa chacina com o povo brasileiro que vive no suriname. Queremo ver o que esse presidente de MERDA vai fazer para resolver e dar satisfação as famílias brasileiras que estão esperando por uma solução. Ao invés de se intrometer nas questões de outros países, (é o caso de Honduras - Manuel Zelaya) onde ele abrigou em nossa embaixada um presidente deposto, ele procure de uma vez por todas governar o BRASIL! Fora presidente frouxo e covarde!

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.