oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Camara


7 de outubro de 2021

PIMENTEL FOI DEFENESTRADA DA PRESIDENTE DO PSL BAIANO

Quando o frágil fio da gratidão se arrebenta, sonhos se despedaçam; palavras caem no vazio e projetos se destroem!

A direção nacional do PSL, mudou o comando do partido na Bahia e assim a presidência não está mais sob controle da Professora Dayane Pimentel, que esteve à frente da legenda por mais de 3 anos. Sem poder sair do partido, pois a legislação eleitoral a impede, a parlamentar tem declarado que irá se dedicar, exclusivamente, à sua difícil reeleição.

A professora Dayane é uma velha conhecida do Palácio do Planalto. Apesar de na campanha de 2018, ter pedido apoio a Bolsonaro e só ter sido eleita com votos de bolsonaristas; em outubro de 2019, ela rompeu com o presidente. A quebra da aliança se deu após o vazamento de um áudio dela, durante uma reunião de deputados do PSL, em que ela tecia críticas contra o Planalto por tentar “obrigar” os integrantes da legenda a votar no deputado federal Eduardo Bolsonaro, para a liderança do partido na Câmara Federal.

David Salomão (PSL), vereador da cidade de Vitória da Conquista, denunciou a deputada federal Dayane Pimentel e o seu marido Alberto Pimentel, secretário do partido no estado, de terem desviado R$ 483 mil da verba partidária para sua campanha, ficando ela com a maior parte do dinheiro. Denunciou, ainda, que o esposo da deputada tem antecedentes criminais.

Depois de participar da campanha derrotada do petista Zé Neto à Prefeitura de Feira de Santana, Dayane Pimentel, amargou a derrota do seu marido Alberto Pimentel (PSL), que não conseguiu ser eleito vereador de Salvador. Assim Dayane não conseguiu êxito em Salvador, nem em Feira de Santana, mesmo com a maior parte do fundo partidário reservado para a campanha dela e do marido.

Estes fatos foram prenúncios do quanto a reeleição da deputada está como favas contadas, de uma derrota já anunciada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.