Câmara Itabuna


Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


24 de junho de 2021

PREFEITURA E O CABIDE DE EMPREGO A SER DEFENESTRADO

Mais de 30 mil pessoas já pediram emprego na prefeitura de Eunápolis!

Uma das maiores barreiras que a prefeita de Eunápolis, Codélia Torres (DEM), que demonstra gerir o negocio público de fato com seriedade (para todos e não apenas para um grupo), reside na busca em acabar com os vícios nas instituições públicas. Por exemplo, fazer da prefeitura um cabide de empregos. Esse é um dos piores vícios que foram implantados por gestores que sempre governaram de forma tradicional. Isso virou um

vicio terrível de combater e, com certeza, constitui um dos mais graves entraves de um governo com propostas diferentes.

As pessoas querem que a prefeita governe o município direito, com desenvolvimento, mas cada família que votou também quer emprego ou um benefício particular no governo. Quem paga essa conta? Ai está uma boa questão. O povo quer uma boa administração, mas também quer inchar a máquina pública. Nesse bojo, existem aqueles que são tão enojavelmente viciados, que querem cargos para a família toda.

Governar para um pequeno grupo ou para todos? Para governar para um pequeno grupo, se incha a máquina, para governar para todos, é necessário desagradar a pequenos grupos que sempre deram o tom de administrações pregressas que nos governaram até então. Os vícios do serviço público. Eles emperram a máquina, não a deixam andar, são terrivelmente maléficos ao dinheiro público. Alavanca o atraso, o subdesenvolvimento.

Qual nova gestão, que tem uma proposta realmente nova de governo, terá coragem de combatê-los e mostrar posteriormente os benefícios de uma administração bonita para a cidade, que nasceu para ser grande? Um grande desafio, com certeza. Mas que vale apenas ser enfrentado por Cordélia Torres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.