oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Camara


5 de abril de 2021

SESSENTA E NOVE!

 

Nem todo 69, é 69 que conta na cabeça dos insanos!

Recentemente, Clodoaldo externou que em época de pandemia, o maior problema que o afeta, é o convívio com sua esposa Maria Goreth, cheia de fases como a lua, e na atualidade extremamente ciumenta, praticamente não largando do seu pé.

Outro dia, ela chegou ao cumulo de ir ao emprego do marido e tendo o encontrado conversando com uma jovem loura e por sinal extremamente linda, simplesmente deu o maior safanão na garota e logo lhe mirando falou: - juro amor, só

empurrei a sua amiga escada abaixo para ver se galinha voa. Horas depois já em casa calmamente conversando, ele disse para a mãe dos seus filhos, nunca imaginar fosse ela tão ciumenta, tendo ouvido como resposta que realmente não era, somente não queria ele com peruas, batendo papo, olhando e muito menos ficando perto delas Isso parece ciúme para mim, completou. Não é, retrucou sua cara metade. Ignore as outras mulheres e ficará bem. E você o que disse, perguntei? Como resposta afirmou ter aprendido concordar com Maria Goreth, pois discordar faz com que ela continue tagarelando. E não é só isso, não! Fiquei sabendo que Maria Goreth vasculha as coisas do amado à procura de provas de traições, incluindo checagem diária de e-mails, redes sociais e telefone. Isso sem falar, no fato de haver instalado programas no celular e no computador de Clodoaldo, para impedir que tivesse ele acesso a sites de pornografia ou a qualquer material onde existissem fotos de pessoas do sexo feminino.

E o pior, ela chega a usar aparelhos detectores de mentira com Clodoaldo, que as vezes fica inseguro no momento de responder as perguntas apresentadas, e quando o resultado é inconclusivo, ele simplesmente reza para que a esposa acredite em sua palavra. Isso sim é um cerco fechado, imaginei! Tentei mostrar a Clodoaldo ser o cérebro um aplicativo maravilhoso, usando-o de forma inteligente, talvez minimizasse os problemas familiares. Ele respondeu considerar-se feliz ao lado daquela que escolheu para formar um lar, apesar de toda a pressão.

Antes de se despedir ele segredou que durante a pandemia, até a sua vida sexual foi abalada, pois tempos atrás, mesmo com essa constante desconfiança por parte de Maria Goreth, conseguia jogar nas onze e fazia gols em diferentes traves praticamente todos os dias. Hoje, aprisionado em casa, me considero um autêntico refrigerante, resmungou. Questionado o porque de tal comparação, ele respondeu: antes do coronavírus eu era como a coca cola litrão cheio de gás, depois virei light e agora sou zero. E para encerrar a conversa Clodoaldo contou ter sido informado que iria iniciar a vacinação para quem já fizera meia nove. Mas do que depressa dirigiu-se ao local e para sua surpresa encontrou uma multidão em sua frente. Após doze horas de espera, finalmente foi atendido, por uma enfermeira que olhando para o seu RG falou: - é meia nove na idade, não é outra coisa não. No documento diz que o senhor tem sessenta anos. Pode ir embora velho gaiato... Coitado do Clodoaldo, como sofre.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.