Câmara Itabuna


Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Aniversário de Ilhéus, câmara

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


29 de janeiro de 2021

NOMES QUE DEVERIAM SER PROIBIDOS

O diabo usa pessoas com nomes "de Jesus" e "de Deus", para
infernizarem o mundo e propagarem suas desumanidades! 

            Em todas minhas atividades de comunicação (Rádio, Televisão, Jornais, Revistas e Blogs), tenho sustentado a sugestão de parlamentares federais criarem uma lei proibindo registros de nascimentos de pessoas com nomes de santos e principalmente de Jesus e de Deus.

            Nem todas crianças crescem e se tornam adolescentes e adultos com dignidade de honrar o nome e sobrenome de Jesus e de Deus. Certa vez reportei uma ocorrência envolvendo um assaltante cujo nome era Jesus e outras matérias me fizeram noticiar criminosos “de Deus”, “de Jesus” e “dos santos”!

            Este fato é recorrente. Tanto que na

manhã de ontem, quinta-feira (28), policiais da Rondesp Sul prenderam em Ilhéus um dos maiores assassinos de Itabuna. Trata-se de Luan de Jesus (Luan da Luz Vermelha), de 35 anos. A periculosidade desse “de Jesus”, é tão satânica que recai sobre ele a acusação de ter matado mais de 15 pessoas em Itabuna.

Ele era fugitivo do Presídio de Itabuna, pois havia sido beneficiado na saidinha de dia das mães de 2020 e não retornado. “de Jesus” foi condenado por matar um idoso e ocultar o corpo. O crime foi no bairro Santa Inês em Itabuna e chocou a população da cidade, pois o crime foi por motivo fútil. O ancião teria reclamado que “de Jesus” estava fumando maconha em seu quintal, o marginal ficou irado e matou o idoso.

Ele ficou mais de 9 anos preso. Mas a vida do bandido também é marcada por uma tragédia. Em dezembro de 2009, criminosos da facção Raio A invadiram a casa “de Jesus” para o executar, mas não o encontraram. Para não dar viagem perdida, resolveram matar a mãe do rival com mais de 10 tiros de pistola.

A partir daí, “de Jesus” começou sua vida sanguinária, pois ele começou a caçar os rivais dos bairros Antique, Monte Cristo e São Roque. Antigamente ele pertencia a facção Raio B, mas agora mudou de lado e está como membro da facção DMP.

Essa história revela o quanto é impertinente, insensato e desrespeitoso aos princípios Bíblicos, religiosos e morais, por nomes e sobrenomes em recém nascidos, sem poder prever de que serão desumanos, satânicos e psicopáticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.