oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

4 de julho de 2020

ARTISTAS NÃO PRECISAM DE AUXÍLIO-CULTURAL


Os artistas vacilam, quando caem
nas ciladas dos políticos e governantes
       Minhas argumentações sobre minha convicção, de que artistas não precisam de auxílio-cultural, podem ser mal interpretadas, ou consideradas estapafúrdias e espalhafatosas. Mas não tenho compromisso de agradar, ou desgostar quem sabe do que penso e expresso sobre este assunto.
            Assim que eu soube da pretensão da
Câmara Municipal de Itabuna, destinar R$ 300 mil, para concessão de auxílio-cultural aos artistas autônomos, em pagamento, no valor de R$ 300,00 mensais, repassados durante três meses e esta anterior pretensão do presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), José Carlos Trindade, manifestei minha firme posição de que esses recursos deveriam ser pagos através de contratos por prestação temporário de serviços prestados.
            Minha proposta, é o artista realizar Lives e ser pago por elas. Assim, o povo seria beneficiado por shows, oficinas, entretenimento e o dinheiro público contemplaria toda população. Por sua vez, os artistas exporiam suas habilidades; teriam mais visibilidade em suas performances e estariam expostos à perspectiva promissora de novas oportunidades e contratações.
            Todavia, artistas, políticos e governantes, estão trilhando o caminho costumeiro do abuso no uso do dinheiro público e este fato me faz parafrasear o saudoso Luiz Gonzaga, que na música “Vozes da Seca” afirmava: “Uma esmola, para o homem que é são, ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.