oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Camara


18 de julho de 2019

ITABUNA ESTÁ APAVORADA DIANTE DA CRIMINALIDADE

O povo de Itabuna está se sentindo sob chuva de tormentas e
apunhalados pelas costas por seus governantes inertes e ruins!

A população itabunense vive atemorizada, à beira de um ataque de nervos, em função da avassaladora onda de insegurança pública onde surfam, livres, quadrilhas cada vez mais audaciosas. O mais preocupante sobre a “onda de assassinatos” é que este fato expõe a tensão e a pressão vividas pelo povo de Itabuna. Ninguém sabe quem será a próxima vítima, mas todos sabem que haverá a próxima vítima. E o grande problema é que esse estresse não é uma “onda” psicológica. A população itabunense, em todas as camadas sociais, vive pressionada cotidianamente por ações, a cada momento mais atrevidas e perigosas, de um número sempre crescente de bandos criminosos. Irresistível, portanto, neste cenário, torna-se qualquer brado de perigo. O alerta, verdadeiro ou falso, se espalha como fogo de palha, pois as condições estão propícias. O porquê de tamanha fragilidade na “psicologia da massa” é perigosamente trágica: a extrema vulnerabilidade da população frente ao banditismo. A opinião pública é quase unânime em desacreditar nas condições das forças policiais de encarar o crime organizado num confronto direto; e isto é muito grave, posto ser um sentimento que torna a sociedade ainda mais vulnerável. Os traficantes estão mandando e desmandando na cidade. Vive-se um apavoramento coletivo que finda por ajudar a (já enorme) desenvoltura de bandidos e delinquentes de todo tipo. Infelizmente, mede um grito a distância entre a tranquilidade e uma explosão de pânico; e essas manifestações de pânico provocam toda sorte de problemas, desde a interrupção das atividades econômicas por preciosos momentos até o grande risco de acidentes variados. À mesa das autoridades, está posta mais uma evidência de que tal insegurança pública não pode perdurar. Uma boa ação dos nossos governantes, seria uma mudança radical na política de enfrentamento aos bandidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.