Câmara Itabuna


Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


29 de dezembro de 2013

O “FARAÓ” ESTÁ NO COMANDO ABSOLUTISTA DA DIFUSORA

O famigerado ficha suja Geraldo Simões, é quem determina a linha editorial na Rádio Difusora de Itabuna. E proíbe que vá ao ar, expressões, informações, ou qualquer notícia sobre mensalão, ficha suja, quadrilha de mochilas, máfia do IPTU, políticos processados e condenados por práticas de corrupção, inércia do governo estadual em Itabuna, Centro de Convenções e Teatro, Geddel e Azevedo liderando pesquisas, ou até mandar um alô, ou abraço para alguém que seja adversário do PT e, principalmente, de seus dirigentes locais. Ele comprou a rádio através de um “laranja” e seu primogênito, Thiago Feitosa, é quem age com “mãos de ferro” para fazer-se cumprir as ordens do “papito faraó”! Embora a rádio seja concessão pública e tenha dever de ser imparcial, o que se ouve na Difusora, é apenas o que interessa aos donos de mentira. Seus servidores acabam sendo submetidos a “amassar barro para faraó”. A imparcialidade e a isenção devem ser o princípio que rege a prática do radialismo. A desconfiança do público em relação às notícias veiculadas na “rádio do faraó” incide diretamente sobre sua credibilidade. Em lugar da auto-apregoada imparcialidade, fica cada vez mais evidente que a Difusora busca satisfazer os interesses dos patrões imperialistas — e os seus próprios — antes do interesse público. A queda de confiabilidade da rádio Difusora vêm sendo identificada em várias sondagens de opinião. A meu ver, isso decorre da percepção — que espero se aprofunde — de que essa organização esteja colocando suas conveniências políticas e seus interesses eleitorais acima dos critérios éticos na definição e no tratamento das informações divulgadas ao conjunto da sociedade. Claro que são sintomas provenientes das camadas sociais com maior capital educacional e cultural, capazes de discernir melhor o jogo de pressões e contrapressões que, muitas vezes, se oculta nos espaços visíveis do jornalismo ali empreendido. Como contraponto existem as demais emissoras e sítios livres espalhados pela internet. De modo que cabe aos movimentos sociais organizados aproveitarem os espaços democráticos para se beneficiar de meios de comunicação comprometidos com o interesse público e com as classes populares.

Um comentário:

  1. NÃO MAIS POSTAREMOS OPINIÕES (ANÔNIMAS, OU NÃO) – Estávamos como um dos blogs com maior quantidade de postagens de opiniões dos leitores. Nunca censuramos, ou deixamos de inserir os comentários enviados sobre nossas matérias, artigos e notícias. Inclusive aqueles que nos ofendiam, caluniavam, difamavam, injuriavam... Entretanto, tivemos diversos dissabores com pessoas enfurecidas com comentários caluniosos, que os prejudicavam, constrangiam e cujos autores eram anônimos, ou se identificavam com o subterfúgio de nomes fictícios e irreais. Diante destes fatos e das sérias consequências decorrentes destas atitudes insanas e inaceitáveis, decidimos suspender a postagem de todos comentários e esperamos contar com a tolerância e compreensão de todos, pois não temos como identificar quem são os leitores que só querem bagunçar, ou nos criar situações embaraçosas. Pesquisaremos um sistema que possamos integrar aqui, para identificar, verdadeiramente, os autores dos comentários nos enviados e assim fazer cada qual responder por eventuais ilícitos. Eventualmente, postamos as matérias em nossa página de facebook e lá é impossível a postagem de comentários anônimos e de autoria inverídica. Portanto, sugerimos este espaço para os leitores educados, bem intencionados e conscientes das consequências de tudo o que é escrito para o conhecimento público. Agradecidamente, Val Cabral.

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.