Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


30 de agosto de 2013

PREFEITURAS QUEREM DEMITIR MÉDICOS PARA CONTRATAR PELA UNIÃO


Prefeituras de 11 cidades do interior da Bahia, Amazonas, Ceará e Pernambuco pretendem demitir médicos contratados por profissionais do programa Mais Médicos do governo federal. De acordo com reportagem do jornal Folha, essa é a intenção dos governos municipais de Jeremoaba, Nova Soure, Santa Bárbara e Sapeaçu. O objetivo é economizar, já que a bolsa de R$ 10 mil dos contratados será de responsabilidade da União. Atualmente, o governo federal repassa cerca de R$ 10 mil por equipe no programa Saúde da Família. Salários e encargos são custeados pelas prefeituras. Essa decisão de demitir os profissionais já contratados contradiz com a principal bandeira do programa federal, que é reduzir a carência de médicos na periferia e interior do Brasil. O plano causou polêmica na classe médica, mas o governo federal argumenta que a intenção é atender áreas onde os médicos brasileiros não se interessam em trabalhar.

10 comentários:

  1. Não basta não pagar os cubanos, é preciso também demitir um brasileiro… Isso é a demonização da classe médica!!
    Solivaldo Pereira da Silva

    ResponderExcluir
  2. Daniel Lopes Rocha31 agosto, 2013

    Como todo paliativo do PT, a única utilidade real foi a do marketing populista/socialista. De resto, a situação ou continua a mesma ou piora.

    ResponderExcluir
  3. Paulo do Pontalzinho31 agosto, 2013

    Dona Dilma Roussef na sua sanha de defender o tráfico de medicos cubanos fala na alta taxa de medicos estrangeiros nos USA o que é um fato. Só esqueceu de mencionar que um medico estrangeiro nos USA antes de clinicar leva anos de residencia médica nos hospitais ligados às universidades, não chegam sem mostrar diploma e nem são frutos de negociações às escuras com regimes ditatoriais em condições que violam às leis americanas. Acontecesse lá o que está acontecendo no Brasil, as rede de TV ABC, NBC, CBS e FOX, redes abertas, estariam tomando café da manhã, almoçando e jantando com esse assunto. Aqui a rede Globo, terceiro mundista por execelencia, serve novelas com enredos sem sentido que ninguém aguenta mais e ignora os assuntos relevantes do país.

    ResponderExcluir
  4. O incompetente do Padilha e a
    Governanta Carrancuda estão conseguindo piorar o que já era ruim!
    Flávio Barbosa

    ResponderExcluir
  5. Daqui a pouco vão baixar uma resolução impedindo as prefeituras demitir médicos ou impedindo a ida de médicos do programa para prefeituras que demitirem. É só mais um remendo a ser feito em mais essa trapalhada governamental. Wilson Vieira Marques

    ResponderExcluir
  6. Edmilson Almeida31 agosto, 2013

    Isso é o que dá criar programas eleitoreiros, querendo resolver problemas complexos com uma só canetada. No fim das contas, não vai haver “mais médicos”, e sim o “mesmo número de médicos”, só que pagos pela União ao invés das prefeituras.

    ResponderExcluir
  7. É uma vergonha esse país. Político ladrão é “inocentado” pelo colegas. Prefeituras dão um jeitinho para ‘economizar’, ou seria para alguém receber mais desvios?
    Antônio Andrade

    ResponderExcluir
  8. Não estou entendendo... o projeto Mais Médicos não foi elaborado para instalar os cubanos e brasileiros em cidades onde não há médicos?
    Nivaldo Cerqueira

    ResponderExcluir
  9. Lúcio Gomes da Silva31 agosto, 2013

    O povo do Brasil brincou sério com o país duas vezes:
    A primeira por reeleger um presidente chefe dos mensaleiros;
    A segunda por eleger um poste, que durante seus anos nas minas de energia e casa civil demonstrou apenas incompetência.
    Desde antes do final do primeiro mandato do lula o Brasil paga o preço dessas decisões, mas o povo não está contente e quer que as próximas 3 gerações continuem arcando com essa conta.
    Agora é a vez dos médicos rodarem, uma classe que considerava ser intocável por sua importância para a sociedade, e temo que nada poderão fazer para mudar esse quadro.
    A educação há pelo menos 10 anos já era.
    A segurança há 10 anos vem sendo torturada, mas o ápice é próximo com as campanhas de desmilitarização das polícias.
    Esse país já era.

    ResponderExcluir
  10. TUDO ISSO É A CARA DO PETISMO,FICA CLARO TROCAR SEIS POR MEIA DÚZIA E ATENÇÃO VAI PIORAR O QUE JÁ ESTAVA RUIM E AGORA NEM MÉDICO VAI TER ,PORQUE OS CUBANOS E SUA FORMAÇÃO ALTAMENTE DUVIDOSA SOMADA A O ENTENDIMENTO DA LÍNGUA VAI MATAR UM MONTE DE GENTE E ACHO QUE O PETISMO DEIXA CLARO SER UM TRABALHO DE REDUÇÃO DE POBREZA DEFINITIVA E ASSIM ECONOMIZA O BOLSA FAMÍLIA PARA PAGAR O TAL MENOS MÉDICOS DE VERDADE ,OS MÉDICOS DEMITIDOS SÃO REGISTRADOS E FORMADOS NO BRASIL E PASSARAM PELA RESIDÊNCIA E REVALIDARAM SEU DIPLOMAS E OS ESTRANGEIROS NÃO VÃO REVALIDAR ,COM A DESCULPA DE NÃO TIRAR LUGAR DOS BRASILEIROS ,MAS JÁ FORAM DEMITIDOS E AGORA QUERO VER ELES VOLTAREM ,O PETISMO DEIXA CLARO A TOTAL INCOMPETÊNCIA DE SEMPRE E O USO ELEITORAL ACABA DE IR PRO BREJO ,ACHO QUE A DILMA VAI IMPORTAR MAIS QUE 6 MIL ,VAI TER QUE REBOLAR E SERÁ DIFÍCIL CONVENCER OS PREFEITOS FALIDOS POR FALTA DE RECURSOS A TRAZEREM DE VOLTA OS MÉDICOS QUE GANHAM ACIMA DE 25 MIL PARA PODEREM TRABALHAR LONGE DA TECNOLOGIA E ARRISCAR SEUS PESCOÇOS SEM AS MÍNIMAS CONDIÇÕES QUE SEMPRE PAUTOU A VIDA DOS MÉDICOS QUE TENHAM A CORAGEM DE ENFRENTAR DESAFIOS, BRASIL RICO É UM BRASIL SEM PETISMO.
    RAFAEL MONTEIRO BORGES

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.