oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

30 de agosto de 2013

PREFEITURAS QUEREM DEMITIR MÉDICOS PARA CONTRATAR PELA UNIÃO


Prefeituras de 11 cidades do interior da Bahia, Amazonas, Ceará e Pernambuco pretendem demitir médicos contratados por profissionais do programa Mais Médicos do governo federal. De acordo com reportagem do jornal Folha, essa é a intenção dos governos municipais de Jeremoaba, Nova Soure, Santa Bárbara e Sapeaçu. O objetivo é economizar, já que a bolsa de R$ 10 mil dos contratados será de responsabilidade da União. Atualmente, o governo federal repassa cerca de R$ 10 mil por equipe no programa Saúde da Família. Salários e encargos são custeados pelas prefeituras. Essa decisão de demitir os profissionais já contratados contradiz com a principal bandeira do programa federal, que é reduzir a carência de médicos na periferia e interior do Brasil. O plano causou polêmica na classe médica, mas o governo federal argumenta que a intenção é atender áreas onde os médicos brasileiros não se interessam em trabalhar.

10 comentários:

  1. Não basta não pagar os cubanos, é preciso também demitir um brasileiro… Isso é a demonização da classe médica!!
    Solivaldo Pereira da Silva

    ResponderExcluir
  2. Daniel Lopes Rocha31 agosto, 2013

    Como todo paliativo do PT, a única utilidade real foi a do marketing populista/socialista. De resto, a situação ou continua a mesma ou piora.

    ResponderExcluir
  3. Paulo do Pontalzinho31 agosto, 2013

    Dona Dilma Roussef na sua sanha de defender o tráfico de medicos cubanos fala na alta taxa de medicos estrangeiros nos USA o que é um fato. Só esqueceu de mencionar que um medico estrangeiro nos USA antes de clinicar leva anos de residencia médica nos hospitais ligados às universidades, não chegam sem mostrar diploma e nem são frutos de negociações às escuras com regimes ditatoriais em condições que violam às leis americanas. Acontecesse lá o que está acontecendo no Brasil, as rede de TV ABC, NBC, CBS e FOX, redes abertas, estariam tomando café da manhã, almoçando e jantando com esse assunto. Aqui a rede Globo, terceiro mundista por execelencia, serve novelas com enredos sem sentido que ninguém aguenta mais e ignora os assuntos relevantes do país.

    ResponderExcluir
  4. O incompetente do Padilha e a
    Governanta Carrancuda estão conseguindo piorar o que já era ruim!
    Flávio Barbosa

    ResponderExcluir
  5. Daqui a pouco vão baixar uma resolução impedindo as prefeituras demitir médicos ou impedindo a ida de médicos do programa para prefeituras que demitirem. É só mais um remendo a ser feito em mais essa trapalhada governamental. Wilson Vieira Marques

    ResponderExcluir
  6. Edmilson Almeida31 agosto, 2013

    Isso é o que dá criar programas eleitoreiros, querendo resolver problemas complexos com uma só canetada. No fim das contas, não vai haver “mais médicos”, e sim o “mesmo número de médicos”, só que pagos pela União ao invés das prefeituras.

    ResponderExcluir
  7. É uma vergonha esse país. Político ladrão é “inocentado” pelo colegas. Prefeituras dão um jeitinho para ‘economizar’, ou seria para alguém receber mais desvios?
    Antônio Andrade

    ResponderExcluir
  8. Não estou entendendo... o projeto Mais Médicos não foi elaborado para instalar os cubanos e brasileiros em cidades onde não há médicos?
    Nivaldo Cerqueira

    ResponderExcluir
  9. Lúcio Gomes da Silva31 agosto, 2013

    O povo do Brasil brincou sério com o país duas vezes:
    A primeira por reeleger um presidente chefe dos mensaleiros;
    A segunda por eleger um poste, que durante seus anos nas minas de energia e casa civil demonstrou apenas incompetência.
    Desde antes do final do primeiro mandato do lula o Brasil paga o preço dessas decisões, mas o povo não está contente e quer que as próximas 3 gerações continuem arcando com essa conta.
    Agora é a vez dos médicos rodarem, uma classe que considerava ser intocável por sua importância para a sociedade, e temo que nada poderão fazer para mudar esse quadro.
    A educação há pelo menos 10 anos já era.
    A segurança há 10 anos vem sendo torturada, mas o ápice é próximo com as campanhas de desmilitarização das polícias.
    Esse país já era.

    ResponderExcluir
  10. TUDO ISSO É A CARA DO PETISMO,FICA CLARO TROCAR SEIS POR MEIA DÚZIA E ATENÇÃO VAI PIORAR O QUE JÁ ESTAVA RUIM E AGORA NEM MÉDICO VAI TER ,PORQUE OS CUBANOS E SUA FORMAÇÃO ALTAMENTE DUVIDOSA SOMADA A O ENTENDIMENTO DA LÍNGUA VAI MATAR UM MONTE DE GENTE E ACHO QUE O PETISMO DEIXA CLARO SER UM TRABALHO DE REDUÇÃO DE POBREZA DEFINITIVA E ASSIM ECONOMIZA O BOLSA FAMÍLIA PARA PAGAR O TAL MENOS MÉDICOS DE VERDADE ,OS MÉDICOS DEMITIDOS SÃO REGISTRADOS E FORMADOS NO BRASIL E PASSARAM PELA RESIDÊNCIA E REVALIDARAM SEU DIPLOMAS E OS ESTRANGEIROS NÃO VÃO REVALIDAR ,COM A DESCULPA DE NÃO TIRAR LUGAR DOS BRASILEIROS ,MAS JÁ FORAM DEMITIDOS E AGORA QUERO VER ELES VOLTAREM ,O PETISMO DEIXA CLARO A TOTAL INCOMPETÊNCIA DE SEMPRE E O USO ELEITORAL ACABA DE IR PRO BREJO ,ACHO QUE A DILMA VAI IMPORTAR MAIS QUE 6 MIL ,VAI TER QUE REBOLAR E SERÁ DIFÍCIL CONVENCER OS PREFEITOS FALIDOS POR FALTA DE RECURSOS A TRAZEREM DE VOLTA OS MÉDICOS QUE GANHAM ACIMA DE 25 MIL PARA PODEREM TRABALHAR LONGE DA TECNOLOGIA E ARRISCAR SEUS PESCOÇOS SEM AS MÍNIMAS CONDIÇÕES QUE SEMPRE PAUTOU A VIDA DOS MÉDICOS QUE TENHAM A CORAGEM DE ENFRENTAR DESAFIOS, BRASIL RICO É UM BRASIL SEM PETISMO.
    RAFAEL MONTEIRO BORGES

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.