Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


30 de setembro de 2011

PEDÓFILOS TERÃO CASTRAÇÃO QUÍMICA NA COREIA DO SUL

O Parlamento da Coreia do Sul aprovou nesta terça-feira a legalização da castração química como punição para pedófilos. A decisão foi tomada após uma série de ataques violentos que indignaram o país. O projeto de lei foi apresentado pela primeira vez em 2008 como resposta ao caso amplamente divulgado de um homem de 58 anos que atacou e estuprou uma menina de 8 anos. O ataque causou revolta entre os sul-coreanos e deixou a vítima com ferimentos físicos permanentes. Os legisladores sul-coreanos da Assembleia Nacional aprovaram a lei por 137 votos a 13. Mais de 140 legisladores não votaram. A lei se tornará efetiva depois de ser assinada pelo presidente. A legislação vai permitir que juízes sentenciem agressores sexuais adultos cujas vítimas tenham menos de 16 anos a serem diagnosticados como pessoas com desvios sexuais e sejam submetidos à castração química. O procedimento envolve a administração de hormônios supressores da testosterona, cujo objetivo é frear o desejo sexual. Os homens que passarem por esse processo também terão assistência comportamental e psicológica. No Brasil pena desse tipo acabaria com o crescimento galopante de abusos sexuais contra crianças?

10 comentários:

  1. Essa lei não é garantia que acabe com a pedofilia... passar pela castração quimica não impede que um pedofilo estupre uma criança, porque é uma questão psicologica já que ele não tem ereção mas pode abusar da criança deoutras formas por ex usando objetos, portanto é dificil dizer que acabaria com o problema mas deve diminuir, não sei
    Júlio Costa

    ResponderExcluir
  2. O Brasil é muito atrasado.
    O que não é pra ser legalizado,eles legalizam...
    Ricardo Nunes

    ResponderExcluir
  3. Esta nova legislação deixará a Polônia com as normas mais rígidas da Europa para castigar a pederastia.
    Flávio Medeiros

    ResponderExcluir
  4. Castração química, acho que é a melhor solução sim.
    O estuprador nunca vai mudar sua atitude...
    Karol

    ResponderExcluir
  5. Melhor que isso, é só enfiando um pepino de uns 40 centimetros no c* de cada um por uns 5 anos. Gutemberg Matos

    ResponderExcluir
  6. Do jeito que é hoje tá bom... na cadeia estuprador morre ou passa toda a pena dando o Rabo e sendo espancado !!!!!!!!!!!! Para mim tá bom!!!!
    SRL

    ResponderExcluir
  7. Maria Célia Rebouças03 outubro, 2011

    Estupro: pena de 30 anos, sem direito a condicional, com castração química.
    Pedofilia: prisão perpétua com castração química.
    Assassinato: prisão perpétua.

    ResponderExcluir
  8. É um crime terrível, deve ser punido da forma que está sendo, com cadeia. É preciso no entanto que as vítimas ou seus representantes tomem providências imediatas logo após o crime, para garantir as provas, pois o tempo pode dificultar em alguns casos a prova dos fatos. Wellington Monteiro

    ResponderExcluir
  9. Se castrar ele vai ficar vivo e vai matar todas as mulheres que aparecer na sua frente para se vingar.
    Se usarem a castração química vai acontecer do mesmo jeito, se lembra do maníaco do parque que não coseguia manter relação com as mulheres e as matava?
    Se de uma pena longa com tanta beneficias da lei, logo logo ele vai estar livre.
    Se pegar pena perpetua, um dia ele foje de cadeia e vai matar de novo.
    Então lhe digo o único resultado e a pena de morte........
    Solivaldo Duarte de Oliveira

    ResponderExcluir
  10. Prezad amigo Val Cabral

    Se for estupro ocasional (independente da idade da vítima), onde um criminoso invade uma residência para roubá-la, e por maldade, para humilhar as vítimas acaba também as estuprando, a punição é a cadeia;
    Se for estupro em série (independente da idade da vítima), onde o estuprador é compelido a praticar o ato de estupro, por algum desvio mental, deve ser internado compulsoriamente em uma clínica ou instituto psiquiátrico forense, onde receberá tratamento, e só terá alta quando não representar perigo para sociedade, podendo ficar o resto da vida internado caso não tenha recuperação (não responda aos tratamentos existentes);
    Se for estupro estatutário (presumido), deve-se levar em conta a maturidade mental da suposta vítima, através de exames psicológicos, constatado imaturidade, o presumido estuprador terá que pagar como tal; porém se for constatado a maturidade, ou seja, a vítima tinha discernimento sobre o ato sexual e por vontade própria manteve relação sexual, o acusado deve ser liberado, pois não cometeu um crime real, já que não houve vítima, ninguém sofreu nenhuma violência e nem prejuízo de outra espécie.
    Se for estupro de crianças (criança é o individuo cuja função reprodutiva ainda não está funcional, geralmente abaixo dos 12 anos, mas pode variar), internação compulsória em uma clínica ou instituto psiquiátrico forense, onde receberá tratamento, e só terá alta quando não representar mais risco para sociedade, podendo ficar o resto da vida internado caso não não responda aos tratamentos existentes;
    Todo estuprador real deve ter punição baseado no nível de violência, independente da idade do estuprador, destaco isso, porque com o ECA, estupradores menores de idade não sofrem uma punição proporcional ao seu ato, no máximo sofrerão uma sanção sócio-educativa por 3 anos, e ao completarem 18 anos terão sua ficha completamente limpa.

    Paulo do Pontalzinho
    paupont@bol.com.br

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.