oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

27 de novembro de 2016

ITABUNENSES DESPERDIÇAM LUXO NO LIXO

  A Sustentabilidade começa com Coleta Seletiva e Reciclagem!
A embalagem plástica do biscoito, a caixa de leite, a revista velha, a garrafa de refrigerante e o resto da refeição têm o mesmo destino nas residências de grande parte dos itabunenses: o lixo. Da lixeira de casa, os resíduos são levados pelo serviço de limpeza urbana até o “lixão” que é como é conhecido o local de depósito do lixo na “volta da cobra” em Itabuna. Porém, cada vez que um catador de material reciclável observa sua matéria-prima sendo descartada em meio ao lixo orgânico, pensa em cada centavo que deixou de ganhar por não ter coletado aquela caixa de papelão do fogão novo da ‘dona Maria’. Não há dados preliminares de nenhum levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente que possam revelar a quantidade de cooperativas e catadores de lixo reciclável em Itabuna. O fato é que muitas famílias de catadores, vivem do trabalho árduo do recolhimento de toneladas de lixo e este número seria maior se houvesse cooperativismo com parcerias com shoppings e grandes supermercados da cidade. Essas famílias organizadas através de Cooperativa de Recicladores, teriam melhores condições de conscientizar a população de que a transformação dos resíduos sólidos em novos produtos é também uma forma de cuidar do meio ambiente e, ainda, garantir empregos a mais trabalhadores. A maioria das pessoas não tem consciência de como faz bem separar o lixo. É uma questão de educação. Segundo informações de do reciclador apelidado de “Telebahia”, ele repassa o material coletado para um atravessador, vendido a preços por quilo, fixados em R$ 0,40 para o papelão, R$ 0,80 para a garrafa PET, R$ 3,70 para o alumínio, R$ 1,40 para as garrafas de água sanitária branca e R$ 1,20 para as coloridas. Ele lucra de R$ 750 a R$ 900, mensalmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.