oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

29 de junho de 2016

SAÚDE NÃO PODE PERMANECER SENDO CASO DE POLÍCIA

Violência causa danos em portarias de hospitais
Os constantes episódios de impaciência dos pacientes com crises nervosas, gritos e agressividade, nas recepções dos hospitais e maternidades de Itabuna, mostram o que todos já estão cansados de saber: os hospitais estão sucateados, os funcionários estressados, os doentes intolerantes e a população entregue à própria sorte. Está se tornando trivial, a situação de policiais terem que intervir, para conter a fúria de pais e esposos, brigando, xingando e gritando em portas de hospitais, para seus parentes serem atendidos com urgência. Isto afeta a todos. É evidente o sofrimento dos profissionais de saúde, que se veem impotentes diante do caos que se instalou nos hospitais públicos. E este é um problema generalizado no Brasil. Como resolver o problema, sinceramente, ninguém sabe. Porque a situação ultrapassou todos os níveis toleráveis. Por essas e outras, o brasileiro sempre se pergunta e com toda a razão: O que falta para se corrigir os problemas na saúde? São necessárias várias ações. Contudo, vale ressaltar que não é impossível corrigir. No caso dos hospitais de Itabuna, a desculpa é sempre a mesma: pacientes de mais de 130 cidades e de outras partes do país vêm para cá e superlotam as unidades. Porém, sabemos que essa prática já acontece há décadas. Sobram pacientes e faltam recursos, que não chegam no tempo certo. Sem contar nos desvios e ineficiência de gestão, que não são poucos. Aonde vamos chegar? Só Deus sabe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.