oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Camara


29 de maio de 2016

NÃO BASTA SOMENTE SE INDIGNAR

Há um monstro a ser morto em cada estuprador
Como não poderia deixar de ser, os cidadãos brasileiros ficaram indignados e perplexos com o caso do estupro coletivo de uma adolescente de 16 anos, ocorrido no Rio de Janeiro. Autoridades políticas, entidades, cidadãos comuns e até mesmo a ONU manifestaram repúdio à barbárie cometida por 33 homens e pediram identificação e punição dos acusados. Um outro caso de estupro coletivo também foi registrado na última semana em Bom Jesus, sul do Piauí. Lá, uma jovem de 17 anos diz ter sido violentada por quatro adolescentes e um rapaz de 18 anos. Após uma briga com o namorado, a vítima teria ingerido bebida alcoólica e os suspeitos aproveitaram a embriaguez para cometer o crime. A jovem foi encontrada amarrada dentro de uma obra abandonada. O que mais revolta é que casos terríveis dessa natureza não são inéditos no Brasil e, com toda certeza, não serão os últimos. Isso porque a legislação penal vigente no país é extremamente branda e garante uma proteção inconcebível e uma série de regalias a quem comete crimes, inclusive hediondos. E infelizmente, enquanto não houver punições mais rígidas contra esses monstros, os cidadãos de bem continuarão sendo violentados e esquartejados e sofrendo todo tipo de atrocidade. Triste realidade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.