Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


28 de setembro de 2011

EDMILTON CARNEIRO, LANÇOU SEU NOME A PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE ITABUNA

Numa festa ocorrida no último sábado-24, no Itabuna Esporte Clube, que contou com participações de lideranças peemedebistas regionais e público de mais de duas mil pessoas, o advogado Edmilton Carneiro anunciou sua disposição de se candidatar a prefeito de Itabuna pelo PMDB. Edmilton Carneiro teve sua ficha de filiação abonada pelo presidente regional do PMDB, deputado federal Lúcio Vieira Lima e pelo deputado estadual Pedro Tavares. Entrevistamos Edmilton Carneiro, com propósito de sabermos sobre suas pretensões e posicionamentos. QUANTOS ANOS TRABALHANDO COMO ADOVOGADO? Eu tenho vinte anos trabalhando como advogado, prestando serviços advocatícios e a Sindicatos, empresas e a pessoas comuns que necessitam de ajuda jurídica. Todos esses anos, sempre reservei um pouco do meu tempo e conhecimento para ajudar a pessoas carentes que não têm condições de pagar advogados. POR QUE DECIDIU AGORA ENTRAR PARA A POLÍTICA? Decidi entrar na política porque cansei de reclamar. Todo cidadão, na verdade, tem um compromisso com sua cidade e com a comunidade em que vive. A voz que vem das ruas, é de que Itabuna necessitava de um nome novo para modificar o atual quadro da política itabunense, que há muitos anos permanece o mesmo, cujos gestores se reversam, sem demonstrar um resultado significativo para o desenvolvimento da cidade. A cidade necessita de um novo método de gestão. Quero juntar a minha voz à essa voz que vem das ruas, para gritar em favor da Sociedade Itabunense. POR QUE ESCOLHEU O PMDB? Escolhi o PMDB, por que é um partido que representa a força política desse pais. Foi o único partido do qual fui filiado até o dia de hoje. Quando jovem, fui militante ainda do MDB e posteriormente, me filiei ao PMDB, onde cheguei a me candidatar ao cargo de vereador. Nessa época, eu tinha apenas 21 anos. Portanto, estou apenas retornando ao PMDB, onde encontrei em sua diretoria pessoa decentes, a exemplo do Dr. Renato Costa, que exerce a vida pública pautada dentro de uma linha de conduta invejável, João Xavier, Fernando Vita, Juvenal Minardi e muitos outros que engrandecem esse partido. QUE ANÁLISE VOCÊ FAZ DO ATUAL MOMENTO POLÍTICO DE ITABUNA? Itabuna passa por um momento político complicadíssimo. Sem líderes para comandar. Itabuna é uma cidade que merece um cuidado melhor. A cidade precisa de políticas públicas que propiciem condições melhores para nossos jovens, idosos, mulheres e trabalhadores em geral. Também é necessário que haja uma melhor sintonia com os poderes da União e do Estado, pois Itabuna está muito violenta; a saúde encontra-se em estado de calamidade pública e deve se priorizar a geração de emprego e renda, pois 70% dos nossos jovens estão desempregados. O SENHOR JÁ TEM IDÉIA DO QUE QUER FAZER POR ITABUNA? QUAIS SÃO OS PLANOS? Os planos são muitos. Devo me reunir com os líderes do PMDB para elaborarmos uma carta de intenções para Itabuna Não serão promessas, é preciso dizer isso. São projetos, traçados com base em tudo que está acontecendo. Nossos jovens estão sendo assassinados à plena luz do dia, por conta do intenso tráfico de drogas. Guardadas as devidas proporções, Itabuna, hoje, é mais violenta do que São Paulo e Rio de Janeiro. Nossas feiras-livres estão emporcalhadas, a saúde passa por esse momento, que parece insolucionável, nossas ruas estão completamente esburacadas, não existe programas sociais e não existem projetos nem para longo nem a longo prazo. A única obra de relevância na cidade, que é a cobertura do canal, foi trazida pelo PMDB. EXISTEM MUITOS PRECONCEITOS DA SOCIEDADE LIGADO À POLÍTICA? POR QUE ACHA QUE ISSO ACONTECE? ACREDITA QUE É POSSÍVEL MUDAR ESSA VISÃO E ALTERAR O CENÁRIO POLÍTICO? DE QUE FORMA? Não existe preconceito da sociedade ligado à política. Na Verdade, os políticos, com suas exceções, há muito que estão de costas para o povo. Há uma estatística de que depois do Governo Lula, os políticos desviaram dos cofres públicos cerca de 70 bilhões de reais. Isso reflete diretamente na vida das pessoas. Esse dinheiro poderia ter sido aplicado em uma infinidade de projetos que poderiam melhorar as cidades e a condição de vida dessas pessoas. Eu estou entrando na política para fazer diferente e para que amanhã eu tenha orgulho de ser político. Há muitos deles para que eu possa me espelhar, a exemplo de José Oduque, Ubaldo Dantas, José Soares Pinheiro e Dr. Renato Costa. É possível mudar esse quadro político, sim. Basta que não roubem o dinheiro público, basta que digam ao povo a verdade, como funciona a administração pública, para que eles não precisem vender seu voto. O político, na verdade, tem que se aproximar mais do povo. O povo tem que ter uma participação ativa também na administração. È o povo que tem que estabelecer as prioridades. Ao político, cabe, tão somente, administrar bem o dinheiro público, devolvendo em serviço, cada centavo arrecadado. Afinal, o dinheiro público não é dinheiro de ninguém. o dinheiro público, tem dono!

3 comentários:

  1. Carlos Amorim28 setembro, 2011

    O político, na verdade, tem que se aproximar mais do povo. O povo tem que ter uma participação ativa também na administração. È o povo que tem que estabelecer as prioridades.
    Ao político, cabe, tão somente, administrar bem o dinheiro público, devolvendo em serviço, cada centavo arrecadado. Afinal, o dinheiro público não é dinheiro de ninguém. o dinheiro público, tem dono!
    Se os políticos pensasem assim como Dr Edmilton Carneiro, a situação Nacional seria totalmente outra.

    ResponderExcluir
  2. Caro Val,tudo bem de Edmilton Carneiro é gente boa,bom cantor,bom de piada,bom trovador,porém, dai a ser "canidato" é bricadeira de mal gosto,pois, em termo de representatividade é NADA.

    ResponderExcluir
  3. FUI E ADOREI. MUITO BOA FESTA.
    NUNES

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.