Prefeitura Itabuna

Feliz São João

Feliz São João

11 de junho de 2024

RENÉE ALBAGLI E A ACADEMIA DE LETRAS DE ILHÉUS

Tem pertinência o escritor Cyro de Mattos afirmar, que "o ingresso de Renée Albagli na Academia de Letras de Ilhéus só virá enriquecer a nobre instituição"!

Tomo conhecimento que um grupo de amigos deseja que a cadeira deixada vaga com o falecimento do saudoso Carlos Eduardo Passos na Academia de Letras de Ilhéus seja ocupada pelo memorialista José Nazal Soub. Outro grupo acha que a cadeira deixada vaga com o falecimento do jurista Luiz Pedreira seja ocupada pelo ilustre advogado Josuelito de Brito. Com o falecimento do admirável Reitor Soane Nazaré de Andrade encontra-se vaga na Academia de Letras de Ilhéus uma terceira cadeira. E uma quarta se dá em decorrência do falecimento do historiador André Rosa.

Diante desse quadro delineado pelo curso da vida, nada mais justo que o nome de Renée Albagli fosse indicado, em tempo oportuno, para ocupar a cadeira deixada vaga com o falecimento do Reitor Soane Nazaré de Andrade. Tem muita pertinência a sugestão devido inclusive a ligação dos dois. O currículo de vida da professora doutora Renée Albagli daria alentado volume, tantos e seguidos serviços essa mulher incrível prestou para o desenvolvimento do ensino superior na Região Cacaueira Baiana. 

Ela deu a virada para que a FESPI se tornasse a Universidade Estadual de Santa Cruz. Teve uma atuação ímpar quando exerceu por dois mandatos sua elevada função de Reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Graduada em Biologia pela Universidade Santa Úrsula, no Rio de Janeiro, tem especialização na Universidade Católica de Minas Gerais e em Genética, na Unicamp. Fez especialização também em Gestão Universitária, na Universidade Estadual do Ceará, Mestrado em Gestão Universitária, na Universidade Estácio de Sá. A última etapa deste mestrado foi concluída na St. Paul University, em Chicago (EUA), e o Doutorado em Educação foi terminado em 2010. 

Sua gestão profícua na UESC, nos dois mandatos, traz como marcas importantes a ampliação do corpo docente e o projeto acadêmico. Encontrou a UESC com apenas 14 doutores e 48 mestres, deixando a Universidade com 102 doutores e 253 mestres. Viabilizou as características da Instituição através de um plano de capacitação docente arrojado, em parcerias com outras universidades brasileiras, por meio de convênios, também encaminhando os professores para mestrado e doutorado no Brasil e no exterior. Estabeleceu uma política de concursos públicos somente para mestres e doutores, para acelerar o processo de competência. Como resultado positivo da proposta, conseguiu consolidar o processo de expansão na oferta de graduação. 

Entre outros cursos na UESC, ela implantou em 1997 o de Medicina Veterinária e em 1998 o de Medicina. A incansável Reitora Renée Albagli, auxiliada por uma equipe eficaz, durante o exercício de sua missão na UESC, criou a EDITUS – Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz, que passou a integrar a Associação Brasileira de Editoras Universitárias do Brasil. É de sua coordenação e autoria o livro Histórias e Memórias do Instituto Nossa Senhora da Piedade – 100 Anos de História -1916 – 2016, publicação da EDITUS. 

Preciso dizer mais? O ingresso dessa mulher singular na Academia de Letras de Ilhéus só virá enriquecer a nobre instituição. É apanágio de seu caráter gostar muito de trabalhar para disseminar o bem na valorização da vida, em especial nos campos verdes do ensino superior. Por Cyro de Mattos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.

Publicidade: