oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Camara


18 de maio de 2021

CRISTÃO NÃO PODE SER LADRÃO

Muitos usam a religião para roubar a população

O cristão é aquele que segue os ensinamentos de Jesus Cristo, e em Seus ensinos sempre se cobrou o amor a Deus acima de todas as coisas, a honestidade, o morrer para si em prol do próximo, o não entesourar riquezas, compartilhando-as com os necessitados, a busca por mudanças positivas em nossa sociedade. Porém, a cada dia vemos, no Brasil, o quanto está distante o discurso e a prática cristã.

São milhões de evangélicos e outros milhões de católicos, maioria absoluta da população que se diz cristã, que ainda não compreendeu, ou pratica a doutrina Cristã de não cobiçar o que pertence aos outros. “NÃO ROUBARÁS” (Ex 20,15). Este mandamento proíbe o

Cristão de tomar ou lesar injustamente os bens do próximo, de qualquer modo.

Nos últimos anos temos visto um movimento das maiores denominações evangélicas, que fazem um grande trabalho junto a seus fiéis com o fim de eleger políticos que os represente nas esferas legislativa e executiva. Tal estratégia tem alcançado sucesso, tanto que existe uma “bancada evangélica” na Câmara dos Deputados.

Essa bancada, se seguisse os princípios de Jesus, seria conhecida por promover a justiça, defender a vida e o direito dos cidadãos, por trazer projetos para coibir a corrupção em todos os níveis do governo e para a diminuição da desigualdade social no país. Porém, a “bancada evangélica” é conhecida por sua truculência, por sua perseguição ao inimigo número um dos Cristãos (os “malditos e monstruosos pecadores homossexuais”), por seus projetos pífios e inócuos (mudança de nomes de ruas para homenagear líderes gospel, invenção de datas comemorativas como o dia da mulher do pastor ou o dia do levita, defesa dos interesses das denominações que os elegeram, mesmo que em detrimento do resto da sociedade).

Um ou outro projeto dessa bancada se salva, mas não deveria ser o contrário? É muito triste ver a corrupção dentro das igrejas ditas cristãs. É muito triste ver líderes, que dizem seguir a Cristo, envolvidos em episódios de corrupção, escandalizando o Santo Nome de Jesus. É claro que um ou outro pode ser acusado injustamente. Mas infelizmente muitos têm se rendido ao suave chamado do satanás. Mas no mundo Cristão tudo se resolve.

Se o líder fulano ou beltrano for pego em grave escândalo, das duas uma: ou se joga tudo para debaixo do tapete, ou se busca desvencilhar a imagem da dele. No caso recente (um em meio a muitos outros!), um famoso pastor disse que nunca apoiou o deputado acusado de corrupção. Porém, basta dar uma rápida pesquisada na internet para se descobrir que isso não é verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.