Câmara Itabuna


Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


19 de março de 2020

SEU NOME É ALZIRA MARKS

Alzira tem sido a fera que domina a luta contra a violência,
que causa dor e sofrimento a muitas mulheres em Itabuna!
A violência não tem lugar determinado para aparecer. Pode surgir entre inimigos, no meio de uma discussão, no trânsito, na escola, na rua e até mesmo no que deveria ser mais improvável: no lar. Infelizmente, notícias de violência doméstica chegam às delegacias diariamente. Bem próximo da onde a gente mora, uma mulher pode estar sendo vítima de alguma forma de violência. Neste exato momento alguém sofre e pode estar muito próximo de você. Talvez uma vizinha, uma colega de trabalho, uma amiga ou até mesmo alguém sob o mesmo teto. Quantas mulheres e crianças vivem um verdadeiro inferno dentro da própria casa? Quantas ainda precisam ser feridas ou mortas para o sistema conseguir por um fim a isso? No meio de inúmeras histórias de violência, uma
luz cintilante, um brilho de esperança. Esse farol iluminado tem nome: Alzira Marks. A Coordenadora do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), desenvolve diariamente uma série de programas e atividades que visam fortalecer os direitos das mulheres do município de Itabuna. Ela está sempre atuando em auxilio as vítimas de violações, pautando seu trabalho na garantia de direitos às mulheres. Alzira Marks, se notabiliza por sua abnegação nas ações que objetivam combater toda e qualquer violência contra a mulher. Seu trabalho é reconhecido por nós, como um dos mais importantes e imprescindíveis em todo estado da Bahia. É bom saber que existem pessoas lutando pelos mais vulneráveis, para que um dia eles possam ter segurança de fato. Parabéns à Alzira Marks, aos envolvidos nesse belo trabalho e a todos que enfiam a colher na briga de marido e mulher! Parabéns a todos que não se omitem diante da violência! E a você que sofre algo parecido, quero que saiba que não está sozinha. Denuncie

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.