Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


22 de março de 2019

CUMA IMPLODE A RÁDIO DIFUSORA

A Rádio Difusora passará a bajular Cuma e omitir suas mazelas!
O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (Cuma), era pauta diária de críticas em quase todos os programas da Rádio Difusora, que ele havia vendido em 2012, para o empresário João Lourenço Botti e o político corrupto, Geraldo Simões (Cabeça de Pitu). Mas por não ter recebido do caloteiro Geraldo, o que lhe cabia na transação, Cuma não fez a transferência do nome do CNPJ da rádio, para João Botti, que acabou sendo o dono da emissora, sem seu registro de propriedade. E incomodado com as severas e sistemáticas criticas, que as mazelas em sua gestão, vinha sendo alvo cotidiano na emissora, Cuma cancelou o cadastro fiscal da rádio, que ficou impossibilitada de contrair contratos e receber pagamentos dos anúncios em seus programas. Estes fatos fizeram João Botti devolver a rádio para Cuma, que já revelou não ter interesse em ter a empresa de volta e isto tem causado o imbróglio, que resulta na incógnita do que será da Rádio Difusora, com João Botti e Cuma não a querendo e sem que apareça quem a queira e que possa ter poder de investimento, pois as dívidas da empresa superam as cifras dos 2 milhões de reais e a dissolvência está em litígio jurídico. Isto significa que a rádio está fictícia e ninguém sabe até quando permanecerá no ar. Mas é praticamente certo, que a rádio mudará de editorial e passará a defender o governo de Cuma. Tanto que perdeu hoje, seu programa de maior audiência: "SOS Difusora", que era apresentado pela radialista Jacqueline Mendes, que saiu dizendo: "é melhor ser radialista sem rádio, que apresentar programa de rádio para defender um prefeito que tantos problemas tem causado ao povo itabunense. Por saber que a Difusora está de volta ao controle de Fernando Gomes, prefiro sair para manter minha coerência e dignidade profissional". Eis aí uma demonstração de bom caráter, diante da truculência e do há de mais repugnante na política sulbaiana. E que merece de todos os itabunenses os aplausos e a convicção, de que Jacqueline Mendes é digna de permanecer como paradigma do que existe de melhor na ética, seriedade e honestidade entre os comunicadores, cidadãos e cidadãs de Itabuna. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.