oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Camara


21 de novembro de 2018

PACHÁ: REMÉDIOS PARA IMPOTÊNCIA SEXUAL ESTÃO SEPARANDO CASAIS IDOSOS

Os avanços da medicina está deixando os idosos fogosos demais!
O Brasil, que sempre cultivou a autoimagem de país jovem, envelheceu. Atualmente, 14% dos brasileiros têm mais de 60 anos. Daqui a três décadas, esse número irá dobrar. Esses dados nos obrigam a rever o conceito de velhice. A juíza e escritora Andréa Pachá tem destacado em suas entrevistas e palestras, a silenciosa revolução da longevidade. Autora do livro "Velhos São Os Outros", Andréa afirmou que o lançamento de remédios para disfunção erétil causou um enorme impacto nas relações de pessoas com mais de 40 anos de casados. Ex-diretor de um programa global de envelhecimento da ONU e uma das maiores autoridades em envelhecimento do mundo, Kalache classificou como "tirania" as consequências desse tipo de medicamento na vida de mulheres idosas. As mulheres não acompanham em termo de libido o que os homens [que usam remédios para impotência sexual] querem exigir. Isso tudo revoluciona e pode ter um impacto muito difícil para uma mulher de 60 anos administrar. Quando o que ela mais quer é ter uma estabilidade, mas se vê diante de um divórcio que ela não pediu. A geração que "descobriu" a adolescência é a mesma que está criando outra transição. Desta vez da fase adulta para a velhice. Não há nada mais repentino que a velhice. Tem que se preparar para ela. A gente nunca se percebe velho. A velhice é uma condição da nossa humanidade. AMOR NA TERCEIRA IDADE - Aos 78 anos, Liça Bomfim cansou de viver sozinha e decidiu procurar um parceiro em um site de relacionamento para pessoas de sua faixa etária. Na sétima tentativa, encontrou Luiz Rocha, de 79 anos. Juntos há dois anos, o casal lembrou que marcaram um jantar para se conhecer pessoalmente. O encontro terminou com um convite para o motel.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.