oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

31 de outubro de 2018

COM CUMA COMO ALCAIDE, A GRANA SOBE E O BARNABÉ CAI

34 mil eleitores que votaram em Cuma e 45 mil itabunenses
que não votaram em nenhum dos outros oito prefeituráveis em 2016,
são responsáveis direto pelo fracasso de Cuma como prefeito!
Somente nesta terça-feira (30), a Prefeitura de Itabuna, recebeu do governo federal (Michel Temer) repasses de R$ 5.280.141,43, segundo informações do Sistema de Informações Banco do Brasil (Sisbb). E não há um só dia em que não entre dinheiro nos cofres públicos sob controle do prefeito Fernando Gomes (Cuma). Mais de 400 milhões de reais foram arrecadados pela prefeitura de Itabuna, nestes 11 meses de 2018. Mas esta fortuna parece não ter sido suficiente para evitar que a cidade perdesse escolas, programas sociais, hospitais, postos policiais e mais de 600 servidores de diversos setores da prefeitura fossem demitidos e sem pagamento, sequer, dos últimos dois meses trabalhados e nem aviso prévio foi cumprido. Os desligamentos começaram na semana passada, mas a maioria foi feita nesta terça-feira. Cerca de 600 pais e mães de famílias foram dispensados. De acordo com Cuma, as exonerações atingiram cargos comissionados e concursados e mais trabalhadores podem ser demitidos até o equacionamento das contas. O prefeito reconhece que em todos os setores há problemas com falta de pagamento dos salários por, pelo menos, dois meses e não há previsão de pagamento dos vencimentos atrasados. O fato é que Cuma perdeu o controle das finanças e seu governo está à deriva, como um barco furado e condenado ao naufrágio. Culpa de quase 35 mil itabunenses, que "foram chamar ele de Conquista" e de quase 50 mil eleitores, que não votaram em ninguém nas eleições, que poderiam evitar que a cidade voltasse a está sob as garras da ave de rapina do Cuma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.