Prefeitura Itabuna

Banner provisório

Banner provisório

30 de dezembro de 2017

NÃO DEVEMOS PERDER A ESPERANÇA DE UM BRASIL MELHOR

2018 virá para que possamos superar. resistir e sermos melhores
Mais do que lamentarmos as incoerências de um ano marcado por injustiças, devemos aproveitar a chegada de 2018 para caminharmos juntos em direção à solidariedade e ao respeito mútuo. Parece simples, mas isso requer um princípio básico: tolerância, o que não ocorreu no período que finda. As relações humanas foram enfadadas pela discriminação, pela rudeza, pela perseguição pura e simples; o ódio prevaleceu em várias ocasiões, o que nos deixa entristecidos, mas também nos motiva a apostarmos na paz. Sou de uma geração que acompanhou uma revolução de costumes, com movimentos que pregaram paz e liberdade, que defenderam os direitos das mulheres, dos negros e das minorias. E hoje vejo com pesar o aumento de ideias extremistas, a ascensão de governos totalitários em vários países do mundo, o cerceamento das liberdades individuais: retrocedemos. O ano que chega oferece também a possibilidade de mudanças estruturais, com um parlamento novo e um Executivo que esteja comprometido com os desejos do povo. Esperamos que essas mudanças acabem chegando ao Judiciário, que em 2017 protagonizou cenas espantosas com idas e vindas processuais que confundiram a sociedade. Em muitos momentos, os juízes guiaram-se mais pela emoção do que pela razão e se deixaram levar pela onda midiática, o que acabou resultando na supressão do direito de ampla defesa em diversas ocasiões. E ainda não prendeu Lula. Como pai, avô, cidadão, não posso ceder ao pessimismo, acho que ninguém pode. O Brasil é ainda regido por uma Constituição, a ela devemos respeito. Precisamos aprimorá-la, é fato, mas ela nos une. Somos mais fortes se formos solidários, se obedecermos a Lei e valorizarmos os direitos humanos. Temos que continuar acreditando que o ser humano é naturalmente bom. Feliz 2018!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.

Publicidade: