oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

27 de junho de 2016

MAZELAS, INCOMPETÊNCIA E CORRUPÇÃO MINGAM O ERÁRIO

Chega de quadrilhas no comando do governo do Brasil
O governador em exercício do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, decretou estado de calamidade pública em consequência da crise financeira que o estado enfrenta. O governo fluminense está falido, por causa do descontrole das despesas nos últimos anos e da queda abrupta das receitas com a redução do preço do petróleo e a corrupção da Petrobras. A situação do Rio não é um caso isolado. Seja qual for o parâmetro que se use, a situação financeira geral dos estados e dos municípios brasileiros é grave. O cenário é de receitas em queda, por causa da redução da atividade econômica, e de orçamentos fortemente comprometidos com folhas de pessoal e pagamentos de encargos financeiros, entre eles, a dívida com a própria União. Os gestores dizem que, com o agravamento da crise no governo Dilma, a situação financeira da maioria dos estados e municípios aproximou-se do limite, o que tem resultado em atraso de salários e de pagamento de fornecedores. Eles alertam até para o risco de interrupção de diversos serviços essenciais. O governo estadual da Bahia está falido e a prefeitura de Itabuna, mal tem dinheiro para pagar seus servidores e fornecedores. A situação é de desespero para governantes e de perdas enormes da qualidade dos serviços públicos. E quem paga o pato, é quem paga imposto: o povo. A situação é gravíssima e merece atenção especial por parte da equipe econômica do governo. Atualmente há um grau de dependência muito grande entre os entes federados e a União, que concentra a maior arrecadação do País e as maiores decisões quanto a investimento. É preciso acabar com essa distorção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.