Câmara Itabuna


Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Aniversário de Ilhéus, câmara

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


28 de outubro de 2015

ETERNAMENTE MARCELO BERBERT

Dói bastante a dor da perda de um amigo
Nessa minha jornada já vi muita gente ir embora, mas nunca me acostumo. Me peguei pensando em como você partiu, sem avisar, sem se despedir, sem ao menos comunicar que ia para não voltar mais. Lembrei do seu sorriso ingênuo e da maneira concisa como chamava a minha atenção. Lembrei de como você dizia que eu acabaria “pregando no deserto” com minhas dúvidas e convicções, e hoje, você não está mais aqui. Você mal se foi e me deu uma saudade, um aperto no peito e escorreu uma lágrima. Desejei que tudo tivesse sido um sonho, e que nada fosse verdade. Você foi mais que um amigo, foi um irmão, alguém em quem confiar e poder contar. Você me prometeu que me convidaria para sua festa de aniversário. Hoje dói saber que quando chegar o grande dia você não estará lá no Rei do Guaiamun, mas creio que você está num lugar muito bonito, e de lá, acompanha todo o trajeto de quem sabe da dor da sua falta. Conheci muitas coisas lindas desde que nasci, mas nada se compara a amizade. Amigos são presentes, e você foi um deles, foi preparado, enviado e recolhido com muito carinho. Todos nós temos um propósito ao vir ao mundo, e o seu foi me mostrar que amizades verdadeiras existem e que a vida é incerta. Depois dessa sua súbita partida, não vou querer deixar nada pro outro dia, um abraço, ou um pedido de perdão, pois a vida é só um detalhe, e quando tudo acabar o que levaremos são os nossos momentos, aliás, obrigado por dividir alguns dos seus comigo. Quando a gente perde uma pessoa a quem chamamos de amigo, com ela vão embora muitas outras coisas das quais somente nos damos conta muito tempo depois. E quando isso acontece, descobrimos que ele nunca mais voltará e então a tristeza se torna muito grande, a gente chora por qualquer coisa e todas as lembranças voltam o tempo todo porque a saudade é muito forte. Sabemos não ser mais possível ouvir a sua voz, rir ou chorar em seu ombro e apesar disso a gente fica feliz porque sabe que, de alguma forma, estávamos unidos pelo laço de uma amizade sincera e bela até para depois da vida; toda história se fortalece, como se tudo tivesse acontecido ontem mesmo, de tão próximo que a gente fica. Na última segunda-feira conversávamos e planejávamos a construção da estátua de Jesus Cristo e nesta terça-feira seu espírito retorna a Casa do Pai. Obrigado amigo, por ter sido um dos meus melhores amigos e que Deus o recompense por sua demonstração de dignidade, amizade, lealdade. Fernando Brant e Milton Nascimento conseguiram dizer tudo sobre um amigo num único verso: “AMIGO é coisa para se guardar, debaixo de sete chaves, dentro do coração, assim falava a canção que na America ouvi, mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.