Câmara Itabuna


Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Aniversário de Ilhéus, câmara

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


1 de março de 2014

CHICLETEIROS DIZEM QUE VÃO SEGUIR O ÍDOLO BELL MARQUES ONDE ELE ESTIVER

Era o começo do último Carnaval de Bell Marques à frente do Chiclete com Banana, mas o clima estava longe de ser triste. O vocalista sequer mencionou sua despedida e o único sinal de nostalgia foi no início do desfile do Nana Banana, quando Bell mandou uma sequência de sucessos do Chiclete, como 100% Você, Voa Voa e Meu Cabelo Duro é Assim. O mineiro Fábio Pimentel, 32 anos, curte seu sétimo Carnaval com a banda e ontem já estava pronto para uma maratona de seis dias atrás do grupo. “A saída de Bell do Chiclete talvez tenha me desmotivado um pouco nesse Carnaval, mas, pra falar a verdade, depois da saída dele quero é que o Chiclete se transforme num É o Tchan!. E tem mais: a partir do ano que vem, só saio onde Bell sair. Não sou mais chicleteiro. Sou ‘bellzeiro’”, reconheceu o turista, que está acompanhado de cinco amigos do Espírito Santo. É o mesmo sentimento da baiana Silmara Costa, 49, que estava curtindo o bloco com a filha, o filho e dois amigos. “Saio com o Chiclete há uns três anos só por causa de Bell e, depois que ele sair, provavelmente nem vou querer saber do Chiclete. Sou ‘bellzeira’ mesmo!”. E não era só quem estava dentro das cordas que era fã de Bell. O auxiliar de serviços gerais Norman Júnior, 34, seguiu na cola do trio e não fazia a menor questão de estar lá dentro do bloco. O chicleteiro, que havia começado a acompanhar o trio desde a sua saída, às 15h, disse que ia fazer do mesmo jeito que tem feito há 13 anos: “Vou seguir todos os dias até o fim, lá em Ondina. Na terça, vou estar colado lá no Campo Grande, afinal é o grande dia da despedida”. A preferência de Norman é mesmo seguir o trio do lado de fora das cordas e, nem se ganhasse um abadá, faria questão de estar lá dentro: “Mesmo se me dessem, eu ia preferir ficar aqui fora. Gosto da muvuca. Se ganhasse um abadá, ia vender e curtir o Carnaval com a grana. A adrenalina fora da corda é muito maior”. Como os outros fãs de Bell, Norman diz que vai seguir o cantor onde ele estiver: “Mesmo ele saindo do Chiclete, eu tô com ele. O cara tem voz, né? Se ele tiver uma boa banda, com um baterista massa e um baixista bom, vai ficar muito massa”.

Um comentário:

  1. Val Cabral.01 março, 2014

    NÃO MAIS POSTAREMOS OPINIÕES (ANÔNIMAS, OU NÃO) – Estávamos como um dos blogs com maior quantidade de postagens de opiniões dos leitores. Nunca censuramos, ou deixamos de inserir os comentários enviados sobre nossas matérias, artigos e notícias. Inclusive aqueles que nos ofendiam, caluniavam, difamavam, injuriavam... Entretanto, tivemos diversos dissabores com pessoas enfurecidas com comentários caluniosos, que os prejudicavam, constrangiam e cujos autores eram anônimos, ou se identificavam com o subterfúgio de nomes fictícios e irreais. Diante destes fatos e das sérias consequências decorrentes destas atitudes insanas e inaceitáveis, decidimos suspender a postagem de todos comentários e esperamos contar com a tolerância e compreensão de todos, pois não temos como identificar quem são os leitores que só querem bagunçar, ou nos criar situações embaraçosas. Pesquisaremos um sistema que possamos integrar aqui, para identificar, verdadeiramente, os autores dos comentários nos enviados e assim fazer cada qual responder por eventuais ilícitos. Eventualmente, postamos as matérias em nossa página de facebook e lá é impossível a postagem de comentários anônimos e de autoria inverídica. Portanto, sugerimos este espaço para os leitores educados, bem intencionados e conscientes das consequências de tudo o que é escrito para o conhecimento público. Agradecidamente, Val Cabral.

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.