Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


31 de agosto de 2013

FAZENDEIROS VÃO FAZER NOVO PROTESTO EM BUERAREMA

Sob o impacto de decisão judicial que mantém, provisoriamente, indígenas da etnia tupinambá em nove propriedades na região da Serra do Padeiro, pequenos produtores rurais voltam a protestar em Buerarema, no sul da Bahia. Eles querem a suspensão da demarcação de terras consideradas indígenas e exigem posicionamento dos governos estadual e federal. O protesto terá concentração na praça principal do município, a partir das 9h. Novamente, os produtores devem interditar a BR-101. O contingente policial em Buerarema foi reforçado nos últimos dias, após confrontos e depredações de lojas e bancos. Na cidade, chama a atenção outdoors que cobram o governador Jaques Wagner. DECISÃO FAVORÁVEL AOS ÍNDIOS - Na quinta-feira/29, os tupinambás comemoraram decisão judicial que autoriza a permanência de famílias índigenas num conjunto de propriedades da Fazenda Gavião. De acordo com a Fundação Nacional do Índio (Funai), cerca de 500 tupinambás vivem na área objeto de 9 mandados de reintegração. A decisão que derruba liminares de reintegração concedidas pela Vara da Justiça Federal em Ilhéus é do presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador federal Mário César Ribeiro. O magistrado alegou possibilidade de “desfecho grave” caso as reintegrações fossem cumpridas e amparou a decisão em relato da Funai. A fundação diz ter “estudo conclusivo de que se trata de terra tradicionalmente ocupada pelos índios”. No entendimento do desembargador, o cumprimento de medidas de reintegração colocaria em risco a segurança de indígenas e policiais. (www.tribunadabahia.com.br).

12 comentários:

  1. A SITUAÇÃO ESTÁ INSUSTENTÁVEL POR AQUI E A QUALQUER MOMENTO PODEREMOS TER UMA TRAGÉDIA NA REGIÃO.
    AS AUTORIDADES PARECEM FAZER POUCO CASO DO CLIMA DE GUERRA REINANTE NO SUL DA BAHIA ATUALMENTE.
    ISSO É MUITO PERIGOSO E INSANO.
    LUANA ANDRADE DE MELO

    ResponderExcluir
  2. José Alberto de Novais31 agosto, 2013

    Não é por ignorancia que o PT e esquerdopatas promovem a politica da TERRA ARRASADA, é coisa PREMEDITADA, é simples : prosperidade é conhecimento e liberdade que gera LIDERES influentes.
    O PT não somente sabota candidaturas, mas mina futuros oponentes.
    Eles não tem interesse em pequenos/micros empresários nem no agronegócio, nem em educacão de engenheiros, cientistas etc…
    O PT quer produzir ignorancia servil.
    Este governo não administra NADA, apenas usa tecnicas de lavagem cerebral em propagandas, nos fracasos sempre elegem o inimigo imaginário as “zelites” reacionárias.

    ResponderExcluir
  3. O sonho de todo antropólogo é índio de bunda de fora para eles produzirem suas teses de mestrado e garantir seus empregos em universidades e Funais da vida. O índio para eles não é um ser humano mas apenas objeto a ser estudado.
    Everaldo Teixeira

    ResponderExcluir
  4. A CULPA disso tudo é da Justiça que abriu as pernas para os VAGABUNDOS, DESORDEIROS “PROGRESSISTAS”-PT, disfarsados de índios.
    Quando se debate desenfreadamente o combate a desigualdade social, combate a corrupção e a desordem, crescimento econômico e social do país, o Governo se omite e a Justiça permite um crime gravíssimo desses.
    Valdir Batista de Lima

    ResponderExcluir
  5. OTÁVIO ROCHA DA SILVA31 agosto, 2013

    ESTÁ DECRETADO O FINAL DA LAVOURA CACAUEIRA. ENQUANTO OS TRILHIARDÁRIOS MULLA DA SILVA, ZÉ E RESPECTIVOS REBANHOS JÁ ITALIANIZADOS, NÓS AQUI ESTAMOS LITERALMENTE FODIDOS...
    UMA VERDADEIRA DESUMANIDADE PRATICADA COM CRUELDADE CONTRA FAMÍLIAS SIMPLES, POREM TRABALHADORAS, DECENTES, COM CRIANÇAS PARA ALIMENTAREM, EDUCAR PARA SE TRANSFORMAR EM ADULTOS DECENTES COMO SEUS PAIS... E AGORA JOSÉ???!!!!

    ResponderExcluir
  6. O PT está destruindo tudo que foi construído nesse país nos últimos 40 anos. Não vai sobrar país depois do PT.
    Depois dessa injustiça, será que ainda vai existir algum FDP que queira votar em candidato apoiado por Dilma e Wagner no sul da Bahia?
    Washington Reis

    ResponderExcluir
  7. Quando todas as armas forem propriedade do governo e dos índios sararás, loiros, rastafarys, amarelos..., estes decidirão de quem serão as outras propriedades.
    Júlio Novais de Lima
    Produtor Rural

    ResponderExcluir
  8. Jonathas Ribeiro31 agosto, 2013

    Quero ver quando não tivermos mais espaços para produzir alimentos.quem vai alimentar o povo brasileiro, o certo é que a FUNAI age como se fora a gestapo, é muito poder pra um orgão que não tem nada a acrescentar para nos brasileiros.

    ResponderExcluir
  9. Seguindo a tradição comunista, o PT vai destruindo tudo o que encontra pela frente. Não fica nada no lugar. Empobrece os cidadãos ao mesmo tempo em que enriquece o partido. Marcos Nunes de Carvalho

    ResponderExcluir
  10. Paulo do Pontalzinho31 agosto, 2013

    13% do território brasileiro é destinado para o índio, que equivale há 110630000 km2, se no Brasil a população indígena está estimada em 9000000 índios, então cada índio tem direito a 1,22 km2.
    Minha residencia tem em média 10 metros quadrados!!!
    NA minha opinião, existe mais interesse do governo na terra, não em pessoas!

    ResponderExcluir
  11. O que se percebe, é que os grandes políticos e empresários estão financiando toda essa violência, se queima carros, depredam patrimônios e a Força Nacional, Policia Federal e a justiça em seus âmbitos de atuação não tomam nenhum posicionamento no sentido manter e assegurar a todos os cidadãos o direito de IR e VIR, e nem muito menos a segurança das pessoas dessas regiões. Por um outro lado, um processo de regularização fundiária para territórios indígenas no Brasil é amparado por leis deste a Constituição de 1988 seguidos de decretos, que em sua magnitude permite que as partes envolvidas neste processo, tenham o mesmo direito de defesa. Cabendo as autoridades constituídas a homologação dos fatos que julgarem de consonância.

    A nós sociedade, cabe buscar um entendimento que seja baseado no que a legislação nos permite e determina, não cabendo dizer ou narrar os fatos sem prévio conhecimento do que é verdadeiramente legal e fato.

    Após o encontro entre Portugueses e Índios, temos que reconhecer que somos uma população miscigenada

    ResponderExcluir
  12. que se percebe, é que os grandes políticos e empresários estão financiando toda essa violência, se queima carros, depredam patrimônios e a Força Nacional, Policia Federal e a justiça em seus âmbitos de atuação não tomam nenhum posicionamento no sentido manter e assegurar a todos os cidadãos o direito de IR e VIR, e nem muito menos a segurança das pessoas dessas regiões. Por um outro lado, um processo de regularização fundiária para territórios indígenas no Brasil é amparado por leis deste a Constituição de 1988 seguidos de decretos, que em sua magnitude permite que as partes envolvidas neste processo, tenham o mesmo direito de defesa. Cabendo as autoridades constituídas a homologação dos fatos que julgarem de consonância.

    A nós sociedade, cabe buscar um entendimento que seja baseado no que a legislação nos permite e determina, não cabendo dizer ou narrar os fatos sem prévio conhecimento do que é verdadeiramente legal e fato.

    Após o encontro entre Portugueses e Índios, temos que reconhecer que somos uma população miscigenada

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.