Câmara Itabuna


Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


31 de janeiro de 2012

ITABUNA PRIORIZA PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

A realização de um grande mutirão do governo e sociedade civil para tornar Itabuna uma referência regional e na Bahia em matéria de desenvolvimento sustentável foi defendida pelo secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Antônio Marcelino Oliveira. Ele representou o prefeito Capitão Azevedo na abertura da 3ª Conferência Municipal do Meio Ambiente de Itabuna, realizada no auditório da FTC, tendo como tema a integração das políticas de meio ambiente e recursos hídricos. O secretário destacou a importância da conferência, que visa à discussão de propostas para o futuro de uma cidade que é um polo regional e tem um governo preocupado com a questão do desenvolvimento sustentável. “Fizemos o dever de casa e implantamos uma diretoria de Meio Ambiente, com uma unidade de fiscalização e outra de gestão ambiental e recursos hídricos, com uma equipe de jovens oriundos da área acadêmica”, argumentou. Oliveira lembrou que Itabuna foi destacado em recente seminário regional patrocinado pelo Ministério das Cidades, como o único município baiano contemplado com R$ 1 milhão para elaboração do Plano Municipal de Seneamento, que vai viabilizar nos próximos anos a captação de mais de R$ 250 milhões para investimento em infraestrutura e tratamento de esgotos. O secretário citou ainda o trabalho da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), que desenvolve um projeto ambiental coordenado pelo agrônomo Agamenon Farias visando à despoluição do Rio Cachoeira, com a retirada de baronesas e resíduos industriais para compostagem e produção de adubo orgânico. O rio também enfrenta problemas de poluição em função da drenagem de esgotamento sanitário condominial implantado de maneira equivocada em diversos bairros. O presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente, Antônio Fontes Farias Filho, destacou o congresso como uma oportunidade de discutir os problemas de Itabuna e propostas para uma agenda estadual e federal, lembrando que o CMMA vem atuando há mais de seis anos, sempre com o foco voltado para a preservação dos recursos naturais e ao desenvolvimento sustentado. Um dos coordenadores da comissão organizadora da conferência, Marco Antônio Gomes Franco, salientou a necessidade de participação de representantes do governo e da comunidade no evento, que deve apontar ideias e sugestões para mudanças a partir dos critérios da sustentabilidade. O economista Thadeu Domingues, que é especialista em planejamento ambiental e realiza uma consultoria para a Ceplac na proposta de elaborar um novo modelo de desenvolvimento regional de conservação produtiva, fez palestra sobre os preparativos da Conferência Rio+20, a ser realizada em junho, com um debate sobre os desafios do desenvolvimento sustentável, que tem como base aspectos sociais, econômicos e ambientais. A conferência termina nesta terça-feira, dia 31, com as conclusões dos debates sobre os eixos temáticos e a eleição dos delegados para as conferência estadual, a ser realizada ainda nos próximos meses. (Kleber Torres Foto: Valdyr Gomes).

2 comentários:

  1. Não confio em projetos desse desgoverno do Capetão Azedo. São todos somente para enganar o povo. Nivaldo Correa de Novais

    ResponderExcluir
  2. Antonio Marcelino só continua como secretário, porque Joelma é amiga dele... já deveria ter sido demitido por absoluta incompetência!
    Paulo Seboso

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.