Câmara Itabuna


Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara Ilhéus Itinerante

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Câmara de Ilhéus - Acompanha sessões remotas

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

Prefeitura Ilhéus


29 de agosto de 2011

ITABUNA AVANÇA SEM PLANEJAMENTO

Muito pouco se tem discutido sobre o crescimento de Itabuna. Os órgãos específicos nos executivos municipal e estadual como também os legislativos se omitem a fazê-lo. De há muito antevimos em nossos espaços de comunicação, que a nossa cidade tendia se desenvolver na direção aos seus limites com os municípios de Itajuípe, Itapé e Buerarema e falamos da necessidade de duplicação da BR 415. Evidenciamos que a necessidade de se implantar a “Operação Manzuá”, que fiscalizaria veículos que entram e saem de Itabuna, com objetivo de diminuir as ações dos criminosos. Sabemos que a implantação de mais indústrias e empresas trazem consigo o crescimento e surgimento de povoações marginais e esta assertiva se comprova em todas as cidades do país e, em Itabuna, esta regra não poderia fugir. Também há preocupação com o abastecimento dágua, com o suprimento de energia, coleta de lixo, equipamentos como escolas, postos de saúde, comerciais e raros são aqueles que se indaga sobre a existência de rede coletora de esgotos. O problema de saneamento básico é cultural. Atraídos pelos lucros imobiliários e sem pensar no coletivo, muitos propalam os benefícios que teremos com a implantação de mais indústrias, empresas, condomínios e prédios. Não somos contrários. O que nos preocupa é com a falta de planejamento. O que se pretende fazer para recuperação do lixão? Será que uma simples operação de plantio de vegetação incluindo-se grama irá resguardar o metano e chorume há dezenas de anos gerados e que continuam o sendo pelo lixo lá depositado? Temos uma verdadeira “bomba relógio” instalada próxima a novos empreendimentos e prédios residenciais. Foi estendida a rede de esgotos? Qual a água a ser utilizada e sua suficiência? Como ficará o trânsito na região? São indagações e dúvidas que precisam ser dirimidas. Em tudo isso o que lamentamos é a ausência do Estado na sua reconhecida omissão, lentidão em adotar providências e que não participa no futuro da sua e nossa Itabuna. Também não é compreensível que a duplicação da BR-415, que há muito se arrasta como promessa que dificilmente será cumprida e o tempo não dá para o surgimento de outras promessas, pois todas as anteriores só ficaram nas palavras dos trapaceadores de plantão!

5 comentários:

  1. O que falta em Itabuna não é planejamento e sim prefeito, pois o que existe é marionete de uma secretário dondoquinha e intragável.
    Vá em Brasília ou BH (que foram planejadas) e veja que bagunça. Cidade planejeda na minha opinião é utopia.
    Daniel Lopes

    ResponderExcluir
  2. Val Cabral, falta planejamento e preparação para Itabuna ser uma cidade melhor mais agradável e com um povo mais feli. Gutemberg Matos

    ResponderExcluir
  3. ITABUNA NÃO TEM PREFEITO E CONSEQUENTEMENTE NÃO TEM PLANEJAMENTO E NEM PERSPECTIVA DE QUE SERÁ UMA CIDADE MENOS BAGUNÇADA.
    LUIZ ALBERTO CAMPOS

    ResponderExcluir
  4. Uma cidade planejada é normalmente um cidade que foi projetada, estruturada, feito todo um plano de urbanização para que a cidade possa atender à sua futura função... e esse nunca foi o caso de Itabuna... nem nunca será!!!!!
    Haroldo Gomes

    ResponderExcluir
  5. Juliana Coutinho29 agosto, 2011

    O maior problema de Itabuna, é que ela está cheia de favelas. Elas crescem a olhos vistos e não há como impedir que elas cresçam e façam aumentar o nível de violência; de carências sociais; de falta de água, de falta de enrgia...

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.