oi

oi

Prefeitura Ilhéus

Saúde Ilhéus

Saúde Ilhéus

29 de junho de 2011

COM SAÍDA DE MARINA DO PV, DESTINO DE ALIADOS É INCERTO

De malas prontas para deixar o PV, a ex-senadora Marina Silva teria autorizado os aliados a buscar abrigo temporário em outras legendas como forma de garantir a disputa nas eleições municipais de 2012. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, os “marineiros” estariam livres para buscar partidos da base de apoio e da oposição ao governo Dilma Rousseff até que a ex-senadora funde uma nova sigla para concorrer ao Planalto em 2014. De acordo com a revista Exame, no entanto, um acordo para evitar danos imediatos a atual estrutura do PV teria sido firmado para que os parlamentares que apoiam a ex-senadora permaneçam ligados à sigla pelo menos até as eleições de 2012. Marina ficaria à margem das legendas até 2013, quando um novo partido seria articulado para dar sustentação a uma provável candidatura presidencial em 2014.

7 comentários:

  1. Que diferença faz a ordem dos fatores? Nenhuma!

    No caso, foi usada é exatamente igual a se deixar usar, uma questão semantica que varia apenas segundo o ponto de vista! Claro que Marina não é boba e muito menos idiota, ela tinha planos e ainda tem, então fecho com tua assertiva: "sabia deste o início aonde se metia....prestou um terrível desserviço, que poucos esquecerão". Marina Silva quase colocou serra na presidência, o que significaria o sepultamento de 8 anos de trabalho de Lula!

    ResponderExcluir
  2. Que diferença faz a ordem dos fatores? Nenhuma!

    No caso, foi usada é exatamente igual a se deixar usar, uma questão semantica que varia apenas segundo o ponto de vista! Claro que Marina não é boba e muito menos idiota, ela tinha planos e ainda tem, então fecho com tua assertiva: "sabia deste o início aonde se metia....prestou um terrível desserviço, que poucos esquecerão". Marina Silva quase colocou serra na presidência, o que significaria o sepultamento de 8 anos de trabalho de Lula!

    ResponderExcluir
  3. A saída de Marina do PT foi legítima pelas divergênciua sobre o tema ambientalismo. Legítimo. A sua ida para o PV também foi genuína, ressalve-se a triste papel de divisor de águas, uma possibilidade diante de tantos testemunhos. Não acredito em má fé. Na democracia, tem-se direito ao juízo e à opinião.

    Cada político deve agir de acordo com os seus preceitos e do partido ao qual se filiou. Se divergentes, articula-se mudanças ou pula-se fora.

    Fica a torcida para Marina Silva encontrar o melhor caminho para suas ideias, a sustentabilidade, ação imprescindível para todos. Bom seria somar forças em defesa de princípios mais do que legítimos em defesa da vida e da sua qualidade. De desenvolvimentalistas já estamos repletos, com as evidentes más consequências. Já passamos da hora.

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que a ex-senadora Marina Silva deveria deixar mesmo esse partido que tem gente com sobrenome tão repugnante (não vou nem citar, prá não embrulhar o estômago), procurar se unir à ex-senadora Heloísa Helena, procurando o apoio de TODOS OS OPOSITORES SINCEROS de Ali Babá e sua quadrilha de petralhas… de todos os democomunotucanos corruptos…. de todos os pmdebistas corruptos que apóiam a corrupção no país!!!
    Encarar de frente a corrupção, sem medo de pressões, buscando o apoio do povo e não de políticos corruptos, levará Marina Silva e/ou Heloisa Helena à Presidência da República do Brasil!
    O povo está cansado de mentira, corrupção, escândalos, impunidade!

    ResponderExcluir
  5. Demorou um pouco, mas, a Dona Marina já pois as unhas de fora, é a sede do Puder… Não adianta, todos querem chegar lá em cima, para depois nada realizar pelo bem desse nosso País e do nosso povo das classes mais sofridas.

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que a Marina vai desaparecer assim como desaparecu a Heloisa Helena, lembra dela?
    A Marina é muito fraquinha, só aparecu pelas circunstâncias do momento.

    ResponderExcluir
  7. Se a Marina sair, adeus PV.

    ResponderExcluir

Comente no blog do Val Cabral.