1 de agosto de 2018

COM MENOS HOMENS, ITABUNA SÓ TERÁ DUAS MULHERES CANDIDATAS EM 2018

Apoiar e votar em Ellen e Maruse, é a resposta da mulherada
sulbaiana, para contrapor a supremacia masculina na política!
A última estimativa do IBGE para Itabuna (18/01/2018), indica uma população total de 221.046 habitantes. O número total de eleitores corresponde a 69 % da população itabunense. São 151.472 eleitores e entre eles, o gênero feminino possui 82.194 (54,26%) e o masculino 69.109 (45,62%). Mesmo com mais mulheres, Itabuna terá apenas duas mulheres se candidatando para as próximas eleições. Ellen Prince será candidata a deputada estadual pela Rede Sustentabilidade e Maruse Dantas (Maruse Xavier), lançou-se como candidata a deputada federal pelo MDB. Ellen Prince é estudante de Ciências Contábeis e coordenadora da executiva municipal da Rede em Itabuna. Já Maruse Dantas é presidente da AABB-Itabuna e campeã de natação, esporte que adotou já na aposentadoria, após os 50 anos. Ellen e Maruse são mulheres aguerridas e dignas de merecerem os votos do povo sulbaiano. Elas demonstram com suas respectivas candidaturas, que política não é atividade exclusiva dos homens. Nas últimas eleições municipais, em 2016, os brasileiros escolheram 50 mil vereadores homens e somente 7.811 vereadoras mulheres. Em Itabuna, apenas Charliane de Souza, foi mulher eleita entre os 21 membros da Câmra de Vereadores. A situação não é muito diferente se olharmos para as assembleias legislativas estaduais ou o Congresso Nacional. Nas eleições de 2014, dos 1.035 legisladores estaduais eleitos, somente 114 eram mulheres, ou apenas 11% do total. No Congresso Nacional, foram eleitas somente 61 mulheres para 513 cadeiras, ou 12% do total. Mas por que isso importa? Se uma vez eleitos políticos representassem seus eleitores de maneira equilibrada, o gênero deles não deveria ser motivo de preocupação. No entanto, a realidade é outra. Estudos feitos por economistas e cientistas políticos mostram que a identidade de quem governa tem um efeito enorme sobre o tipo de políticas públicas que são implementadas. Estudos concluíram que mulheres com mandatos eletivos, geram mudanças significativas nos investimentos em bens públicos, beneficiando mais as mulheres, idosos e crianças. A eleição de políticas mulheres não muda só o tipo de gasto público, mas também gera efeitos significativos sobre resultados de saúde e educação. Em cidades e estados que elegem mais mulheres, há uma redução significativa na taxa de mortalidade infantil neonatal. Além disso, localidades que elegem mais mulheres têm uma maior proporção de crianças que terminam o ensino fundamental. Diante destes fatos, precisamos urgentemente aumentar a representatividade feminina na política. Dessa forma veremos o surgimento de diversas Ellens e Maruses que, independentemente de suas ideologias, irão dar voz aos interesses que hoje não encontram representação nas diversas arenas políticas existentes. Portanto, parabenizemos,, apoiemos e votemos em Ellen Prince para deputada estadual e Maruse Dantas para deputada federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.