27 de maio de 2017

JUTAHY JR. COMEMORA SAÍDA DA LISTA DE FACHIN


Jutahy consegue provar que não tem ligação com corrupção
O deputado federal Jutahy Magalhães Júnior (PSDB-BA) afirmou que um pedido de sua defesa levou o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), a pedir a redistribuição do inquérito em que ele é investigado por, supostamente, ter recebido recursos de caixa dois nas campanhas eleitorais de 2010 e 2014. Com a medida, o tucano sai do rol dos investigados pela Lava Jato – os processos da operação no STF são conduzidos por Fachin. Entretanto, o inquérito que apura se o tucano recebeu R$ 850 mil da Odebrecht, como apontam as delações premiadas dos executivos Benedicto Barbosa da Silva Júnior, o ‘BJ’, e José de Carvalho Filho, continua. O procedimento apenas será transferido para as mãos de outro ministro da Suprema Corte. Apesar disso, o deputado diz ter recebido com “alívio” ter saído das garras da Lava Jato. “Recebi com muita alegria e alívio a retirada do meu nome da lista de investigados da Lava Jato. Ele jamais deveria ter sido incluído. O ministro Fachin aceitou nosso pedido de retirar meu nome, mostrando o descabimento de eu estar citado no escândalo do petrolão, escândalo esse que denunciei e combati”, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. O parlamentar baiano disse ainda que não cometeu nenhuma irregularidade no recebimento de recursos da empreiteira. “Demonstrarei que fiz tudo de forma correta. Espero o arquivamento do processo. Recebi doações oficiais, registradas e provarei no âmbito do inquérito”, declarou.

RÉUS QUEREM BENEFÍCIO DE SOLTURA DADO A DIRCEU


Preto e pobre não são iguais a Dirceu perante a Lei
O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu levar a julgamento na Segunda Turma do STF os pedidos de extensão de habeas corpus feitos por três condenados da Lava Jato que querem obter o mesmo benefício concedido ao ex-ministro José Dirceu. Serão julgados na próxima terça-feira, 30, os pedidos de soltura do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e os empresários Flávio Henrique de Oliveira Macedo e Eduardo Aparecido de Meira, sócios da Credencial Construtora. Os três têm condenação e são réus junto com José Dirceu em ao menos um processo na Justiça Federal do Paraná e alegam que os mandados de prisão preventiva que lhe foram decretados foram em situações idênticas a do ex-ministro petista e que, por isso, a ordem de habeas corpus lhes poderia ser concedida. Apesar de o relator da Lava Jato ser o ministro Edson Fachin, Dias Toffoli está como relator para as questões decorrentes da decisão no habeas corpus de José Dirceu somente por ter sido o autor do voto vencedor no julgamento em que a Segunda Turma da Corte decidiu soltar o ex-ministro, no dia 2 de maio. Crítico ao uso de longas prisões preventivas na Lava Jato, o ministro até poderia tomar decisões monocráticas (sem levar a julgamento no colegiado) sobre os pedidos de liberdade dos três presos, mas optou por remeter ao julgamento do próprio colegiado que tomou a decisão utilizada como argumento para os novos pedidos de soltura.

JBS: MANTEGA ERA CONTATO DO PT PARA PROPINAS

Os comparsas de Lula estão presos, ou processados, mas ele
ainda permanece sendo beneficiado pela impunidade
No acordo de delação que firmou com a Procuradoria-Geral da República, o empresário Joesley Batista afirmou que o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega intermediava pagamentos de propina a parlamentares do PT. Segundo o jornal O Globo, executivos da JBS afirmaram em depoimento que o então ministro era uma espécie de operador do grupo no BNDES. Joesley disse aos procuradores que Luciano Coutinho, então presidente do banco público de fomento, era duro nas negociações, mas que, muitas vezes, Mantega participava das reuniões e os negócios fluiam de forma mais fácil. O dinheiro de propina que Mantega recebiada empresa, segundo o relato dos delatores, seria destinado ao partido, e não ficava para ele. Mantega foi alvo da 34.ª fase da Lava Jato, em setembro do ano passado, quando chegou a ser preso temporariamente, mas solto no mesmo dia por decisão do juiz Sérgio Moro. Na ocasião, ele foi detido por agentes da PF quando acompanhava a mulher em uma cirurgia no hospital. Palocci A delação da JBS cita ainda a participação do ex-ministro Antonio Palocci, que também negocia um acordo de colaboração com o Ministério Público Federal. O ex-ministro, segundo Joesley, foi contratado pelo grupo para prestar consultoria e ajudar a empresa como uma espécie de “professor de política” a executivos. Apesar de não ter interferido nos pleitos da empresa no BNDES, o ex-ministro da Casa Civil de Dilma Rousseff teria pedido doações via caixa 2 para a campanha da petista. EMPRESA - Em apenas dez anos, os negócios da família Batista cresceram de forma vertiginosa. O frigorífico JBS, que faturou R$ 4,4 bilhões em 2007, quando iniciou sua internacionalização, anunciou nesta semana um faturamento de R$ 170 bilhões. Quase 40 vezes mais do que há dez anos. Os negócios se diversificaram na mesma proporção. Avançou para o setor avícola e para o de alimentos processados. Com recursos do BNDESPar, comprou as principais empresas dos Estados Unidos do setor, como a Pilgrim's. Fez uma fusão com o então maior frigorífico do País, o grupo Bertin, além de partir para o ramo de celulose, a primeira empresa a ser investigada e da qual contou com financiamento de fundos de pensão. 

ACM NETO DIZ QUE SERÁ CANDIDATO SE FOR DA VONTADE DO POVO


Candidatura de ACM Neto tem causado insônia nos petistas
O prefeito ACM Neto (DEM) afirmou neste sábado (27) que atenderá o "chamado do povo baiano" pela sua candidatura nas eleições governamentais de 2018. "Se o povo da Bahia quiser, vamos estar na luta no ano que vem", disse em pronunciamento durante o Encontro Estadual da Juventude Democratas. "Há um clamor de mudança e renovação no coração dos baianos", completou. Neto ressaltou a existência de um desejo geral de se realizar em todo o estado o que tem sido feito na capital. "Quem vê Salvador hoje, depois dos últimos quatro anos, enxerga muitos avanços, consequência de trabalho e compromisso com a palavra. Não prometemos o que não podemos cumprir". O democrata aproveitou a ocasião para atacar o Governo do Estado, que estaria fazendo falsa propaganda de suas realizações. "Fico abismado com a irresponsabilidade dos gastos e mentiras contadas pelo governo nas peças publicitárias", criticou o prefeito. "A segurança pública em nossa terra faliu! Antes do PT havia enfrentamento correto, justo e honesto ao banditismo. Hoje somos reféns da violência que vitima milhares de baianos, principalmente, jovens, negros e pobres", acrescentou. ACM Neto anunciou ainda o lançamento, na próxima segunda-feira (27) do programa de investimentos Salvador 360. O plano contará com investimentos da ordem de R$ 3 bilhões para reativar a economia da capital, por meio de desburocratização, transformações urbanísticas, atração de novos negócios e geração de empregos. "Salvador sairá da crise antes do Brasil", garantiu.

SENADOR ACUSA PT DE USAR MANIFESTAÇÕES PARA VOLTAR AO PODER


Medeiro disse o que já percebe a maioria do povo
O senador José Medeiros (PSD-MT) acredita que a insistência de alguns políticos pela realização de eleições diretas no Brasil é, na verdade, para levar o ex-presidente Lula de volta ao poder. Ele afirmou que o Partido dos Trabalhadores está desesperado porque Lula pode não ter condições jurídicas de ser candidato no pleito de 2018. Em pronunciamento nesta quinta-feira (25), Medeiros explicou que a Constituição prevê eleições indiretas no caso de dupla vacância na Presidência da República nos dois últimos anos de mandato, e que não há tempo hábil para analisar uma Proposta de Emenda à Constituição modificando isso. Para ele, o PT usa inclusive as manifestações populares para tentar voltar ao governo. - [Os petistas] querem voltar para a Presidência e para isso eles fazem qualquer coisa. E ontem o dia deixou isso bem claro. Mas começaram a dizer que o governo não está fazendo nada, que o governo está acabado, que o governo aumentou juros, aumentou o desemprego. Estão pegando todos os 13 anos de malfeitos e querendo jogar agora - afirmou.

ITABUNA AVANÇA NA MELHORIA DO TRANSPORTE COLETIVO


26 novos ônibus consolida Itabuna como referência no setor
Com investimentos de aproximadamente R$ 10 milhões na renovação da frota do transporte coletivo de Itabuna, as empresas Sorriso da Bahia e São Miguel entregaram 26 novos ônibus ao povo itabunense e os novos veículos já foram integrados ao sistema de transporte público. A renovação da frota faz parte do processo de modernização, implantado a partir da licitação que definiu as duas empresas como operadoras do sistema no município. A licitação também incluiu outras ações que estarão sendo implementadas pela Associação das Empresas de Transportes Urbanos (AETU), que também irá contratar uma empresa que fará um estudo detalhado do setor, incluindo ações de reengenharia de tráfego. “Com os novos ônibus ficou bem melhor, a gente viaja com mais conforto”, disse o operário Anselmo Mendes, morador da Nova Califórnia. “É sempre bom ter um serviço de transporte de qualidade e acredito que vai melhorar ainda mais”, afirmou a dona de casa Marisa Almeida, moradora do São Caetano. A AETU também disponibilizou a Central de Atendimento Gratuita, pelo numero 0800 286 0085, um serviço implantado desde o dia 10 de maio, que funciona das 7;30 às 12:00 horas e das 14:00 às 17 horas, agilizando o esclarecimento dos serviços prestados e recebendo eventuais reclamações dos usuários para que elas sejam sanadas.