9 de agosto de 2017

GERALDO SIMÕES E OUTROS 442 EX-DEPUTADOS SÃO DENUNCIADOS POR 'FARRA DAS PASSAGENS'

Não houve um só órgão público, onde Geraldo Cabeça de Pitu,
foi gestor, que não tivesse tido suas garras de ave de rapina e ladrão!
A Procuradoria da República na 1ª Região denunciou 443 ex-deputados por uso indevido de dinheiro público, no âmbito do caso que ficou conhecido como farra das passagens, em 2009. Entre os ex-parlamentares denunciados estão o ex-deputado federal Geraldo Simões (PT); o ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República e os ex-deputados Antonio Palocci (PT) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ambos presos pela força-tarefa da Operação Lava Jato. As acusações contra os ex-parlamentares estão distribuídas em 52 denúncias, assinadas pelo procurador Elton Ghersel. O relator, o desembargador Olindo Menezes, emitirá voto recebendo ou rejeitando o pedido do MP. O voto dele será levado para julgamento na 2ª Seção do TRF 1, e caso a denúncia seja aceita, Geraldo Simões e os demais ex-deputados viram réus e responderão a ações penais. Ainda constam na lista o prefeito reeleito de Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB); o ex-governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT-DF); o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e os ex-deputados Pedro Henry (PP-MT) e Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenados no mensalão. Investigações foram iniciadas paralelamente para apurar um esquema de comércio ilegal de créditos aéreos envolvendo assessores e parlamentares. CORRUPTO CONTUMAZ – Geraldo Simões é o político com maior quantidade de processos e condenações judiciais na Bahia. Por onde ele passou, comandando órgãos e mandatos públicos, deixou um rastro de roubo do dinheiro público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.