10 de agosto de 2017

NETO DIZ QUE PREFERIU ENFRENTAR OVADA A MANDAR GM IMPEDIR MANIFESTANTES

Em 2018 os petistas vão ver que "pimenta no acarajé dos outros
é vatapá", com as urnas desovando ACM Neto como governador
O prefeito ACM Neto (DEM) voltou a comentar o episódio envolvendo a ovada recebida pela comitiva do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), no início da semana. Manifestantes atiraram ovos no prefeito em repúdio ao título concedido pela Câmara Municipal, que proclamou Doria como cidadão soteropolitano. Segundo o prefeito, ele não irá se posicionar contra os manifestantes e que a única e "mais dura providência" será tomada no ano que vem, durante as eleições. "As pessoas vão saber julgar a atitude de cada um. Eu não vi ninguém ter coragem de ir na imprensa para defender ou elogiar o que aconteceu aqui na segunda-feira. Ninguém teve coragem, nem mesmo aqueles que estavam mobilizando militantes partidários, ligados ao Governador do Estado da Bahia. Ninguém quis defender o ato criminoso", destacou Neto. Ele declarou que poderia ter enviado a Guarda Municipal para "afastar" os manifestantes presentes em frente à Câmara, mas preferiu "enfrentar" o protesto. "Eu podia ter mandado a Guarda Municipal, que está sob o meu comando, afastar os manifestantes. Eu preferi enfrentar a situação, sabendo que havia ovos e sabendo do risco do que aconteceu, para deixar claro o procedimento de cada um. O meu é da defesa da democracia de forma intransigente e plena. O deles é da violência e de métodos que, ao meu ver, não agradam a ninguém, a não ser aquelas mesmas pessoas que beiram a criminosos", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.