1 de agosto de 2017

CUMA PARECE SOFRER DE URTICÁRIA EM EVENTO GOSPEL

Será que louvores e pregações evangélicas provocam coceira braba em Cuma?
Lembra daquela musiquinha do elefante que incomoda muita gente e que depois vem mais um elefante e vai aumentando a manada até que alguém perde a paciência e amordaça o maluco que está cantando? É! Já passei por esta situação algumas vezes e deu vontade de enforcar o cantor, mas hoje queremos falar exatamente deste mesmo efeito perturbador nas pessoas quando ouve referências ao evangelho de Jesus Cristo, porque lamentavelmente muitas pessoas não querem ser evangelizadas, não querem ouvir nada da Bíblia e se sentem muito incomodadas, dentro de uma igreja, ou num evento gospel! Algumas pessoas não suportarem a Verdade Bíblica. A verdade traz incomodação, coceira nos ouvidos. E elas acabam se arranhando inteiras por causa da urticária, que se manifesta como reação alérgica, para quem não suporta ouvir palavras sobre Deus. Louvores Cristãos para essas pessoas funcionam como agentes desencadeadores da coceira e há até quem tem as hemorróidas atacadas. É um pandemônio. Um martírio. Sabendo destes efeitos colaterais, muitas pessoas se quer comparecem aos ambientes de cultos religiosos e evitam qualquer tipo de hino, música, pregação, ou qualquer que seja a manifestação evangélica. Talvez isto explica a ausência do prefeito Fernando Gomes (DEM), na festa gospel, ocorrida no sábado/28, que a prefeitura patrocinou para comemorar o aniversário de Itabuna. Coincidência, ou pertinência? Haja penitência para pecadores incorrigíveis e cuja alma não há santo que possa arrebatar das labaredas do quinto dos infernos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.