1 de agosto de 2017

PMDB MUDA DE COMANDO EM ITABUNA

Nem mágica será capaz de fazer o PMDB
ser um partido dos peemedebistas autênticos
O advogado Pedro Arnaldo não é mais presidente do PMDB de Itabuna. Sua saída aconteceu em decorrência da sua discordância da posição da maioria do diretório do partido, do vice-prefeito Fernando Vita e do vereador, Antonio Cavalcante, não estarem exercendo o papel de protagonismo da defesa dos interesses do partido no governo do prefeito Fernando Gomes (DEM) e fazem "vistas grossas", para mazelas como contratações, com fortes indícios de superfaturamento e tráfico de influência, da empresa de limpeza pública e consultoria jurídica. Outro motivo para a saída de Pedro Arnaldo, foi seu desconforto em liderar um partido sob a tutela de políticos implicados em processos e condenações por práticas de corrupção e formação de quadrilha. Também há perspectiva da desfiliação do juiz aposentado, Marcos Bandeira, pelas mesmas razões que fizeram Pedro Arnaldo tirar seu nome de uma organização, cujo líder maior, Geddel Vieira Lima, está confinado á prisão domiciliar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.