11 de julho de 2017

GERALDO QUER POR PRIMOGÊNITO COMO "BOI DE PIRANHA"

"Cabeça de Pitu" quer ser verdugo do endiabrado Tiago Cifrões
Depois de sucessivas derrotas e está desmascarado como cínico, traidor e ladrão de dinheiro público, o dono do PT de Itabuna, Geraldo Simões (Cabeça de Pitu), tem declarado para os poucos lacaios que ainda o apoiam, sua decisão de desistir de se candidatar nas eleições de 2018. E esta é uma posição sábia dele, pois não há nenhuma perspectiva favorável, para ele obter êxito em candidatura para deputado federal, ou deputado estadual. Estas alternativas estão muito acima do tamanho a que ele se submeteu na política. Resta-lhe apenas, tentar ser eleito vereador em 2020. Mas ele permanecerá na política e para tanto, estará apresentando seu primogênito arredio e repulsivo, Thiago Feitosa, para disputar uma vaga para a Assembléia Legislativa da Bahia. Sua pretensão é usar um "testa de ferro", para barganhar sua cobiça de se locupletar dos cofres públicos. E isto demonstra que Geraldo é tacanho, traidor e medonho até contra seu próprio filho. Somente um pai degenerado, negligente e irresponsável, submeteria um filho ao sacrifício de uma empreitada fadada ao fracasso. Geraldo assim, protagoniza o ventríloquo, que usa o fantoche para se locupletar de uma ópera-bufa, pouco se importando da avacalhação e sarcasmo a que submete sua marionete. Mas pai e filho nesta estória, são xifópagos de uma mesma pilhéria desengonçada de trama contra o erário. E disto o povo é conhecedor. Por isso ambos não passam de paspalhos fúteis de uma quimera, cuja ambição se restringe a quererem voltar a por suas garras de ave de rapina nos cofres públicos. Não conseguirão, porque o povo não é bobo e o diabo tem força, mas não tem poder. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.