9 de julho de 2017

EU ESTOU IGUAL MULHER QUE APANHA", DIZ CÁRMEN LÚCIA SOBRE TENSÃO PELO STF


Existem verdade impróprias para serem expressadas
A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, declarou que as críticas recebidas por causa do Judiciário fazem com que ela se sinta como "uma mulher que apanha". A afirmação foi dada durante o 3º Encontro Nacional de Ouvidores Judiciais, realizada na sexta-feira (7), em Belo Horizonte. De acordo com Cármen Lúcia, nas últimas décadas a população brasileira passou a acompanhar mais de perto as decisões do poder judiciário, tanto que a tensão por parte da ministra do STF é grande. Segundo ela, até em painéis que estão espalhados por lugares onde passa -- fora do trabalho -- a fazem lembrar de sua atuação no Supremo. Certo dia, relembrou a ministra, um taxista afirmou que ela estava "receosa". "Eu estou igual a mulher que apanha. Na hora que alguém pega o chicote pra bater no cachorro, ela já sai correndo", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.