17 de junho de 2017

ACUSADO DE OPERAR PROPINA A NEGROMONTE OCUPA CARGO NO GOVERNO DA BAHIA

A inversão de valores, faz Negromonte impune e super influente
Apontado pelo Ministério Público Federal como intermediário de propina para o ex-ministro das Cidades Mário Negromonte, Tiago José de Souza Cavalcanti ocupa cargo na gestão do governador da Bahia, Rui Costa (PT). Ele é diretor de finanças da Secretaria de Insfraestrutura Hídrica da Bahia, sendo responsável pelos pagamentos da pasta, que tem orçamento anual de R$ 670 milhões. Tiago Cavalcanti é sobrinho da mulher do ex-ministro, hoje conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, e foi seu assessor parlamentar na Câmara dos Deputados, em Brasília.Também atuou como diretor da Agerba, agência reguladora de transportes da Bahia, na gestão do então governador Jaques Wagner (PT). Segundo a Força Tarefa da Lava Jato, entre 2006 e 2015, ao menos R$ 336,9 mil das vantagens ilícitas recebidas em espécie por Negromonte passaram por contas bancárias pessoais de Tiago, por meio de 169 depósitos não identificados. A Polícia Federal também identificou repasses de R$ 60,4 mil das contas de Cavalcanti para uma conta conjunta compartilhada entre Negromonte e seu filho, o deputado federal Mário Negromonte Júnior (PP-BA). Cavalcanti também é apontado como intermediário de repasses em dinheiro vivo para Negromonte, segundo delação premiada de Rafael Angulo, que atuava na distribuição de dinheiro de Yousseff.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.