9 de abril de 2017

O SILÊNCIO DE LAVISNCK O CONSTRANGE, MAS NÃO DIMINUI A GRAVIDADE DAS SUAS DENUNCIAS

Silêncio mútuo compromete Fernando Gomes e Vitor Lavinsck
O ex-secretário de Saúde da Prefeitura de Itabuna, Vitor Lavisnck, saio do cargo contrariado, com denuncias e insinuações muito sérias e comprometedoras. Ele deixou claro que era um técnico, sem nenhum envolvimento político, Mas, segundo ele, alguns problemas surgiram. “Comecei a encarar dificuldades inerentes ao próprio cargo, outras por falta de total visão do prefeito em relação ao que deveria ser uma gestão voltada para os compromissos técnicos”, denunciou o ex-secretário. Vitor afirmou na declaração que, durante os conflitos travados com o prefeito Fernando Gomes (DEM), ele percebeu a falta de humanização nas relações e no respeito ao próximo. Lavinsck saiu denunciando, que a forma imposta para lidar com questões que envolviam a pasta, “muitas vezes, fugia ao que mandam os preceitos da legalidade e disso sempre fugi e estarei distante, sempre”. E que estava “cansado das ‘mumunhas’ políticas, das jogadas sujas, dos dribles desconcertantes que a população tem encarado, todas dadas por gente que sempre busca o melhor para as suas vidas e sequer se importa com os caminhos sujos que seguem e com as práticas delituosas”. Quando Lavinsck denuncia "fuga de preceitos legais", deixa a suspeita de praticas ilícitas na condução da gestão e isto não pode ser falado e simplesmente desdenhado. Deve ser apurado, investigado e jamais "engavetado"! E para tanto, a imprensa e a Câmara de vereadores estão constantemente convidando o ex-secretário, para detalhar e explicar suas denuncias e críticas. mas ele sempre foge e até declara que não poderá atender convites da imprensa e do legislativo, já que está tocando sua vida na capital do estado e que o que tinha pra colocar, já tinha feito. “Itabuna pra mim já é uma página virada”. É óbvio que Lavinsck está equivocado e negligenciando com sua própria responsabilidade de índole, pois "quem cala, consente"! Quero encerrar aqui, ressaltando que trabalhei com Vitor Lavinsck, um tempo suficiente para testemunhar sua seriedade, ética, qualificação técnica e honestidade. Entretanto, repito "quem cala, consente"! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.