10 de abril de 2017

DOM CESLAU PODERIA TER SIDO MELHOR PASTOR

Agora nos resta torcer e ajudar, para que o novo Bispo de
Itabuna seja mais arrojado e engajado nas questões sociais
Inicialmente, quero ressaltar meu respeito ao clero católico e em especial, meus agradecimentos pelo tempo em que o agora aposentado Bispo Dom Ceslau Stanula, esteve no comando das "ovelhas" do Papa Francisco em nossa região sulbaiana. Todavia, os fatos revelam que a atuação de Dom Ceslau foi limitada à acomodação de quem não quis ousar ir além das suas obrigações e prerrogativas sacerdotais. O Bispo fez muito pouco diante do flagelo social e humanitário a que Itabuna sempre esteve submetida em seu período episcopado. Ele poderia ter liderado ações e programas focados no envolvimento das famílias, no cuidar que deveriam ter mais com seus próprios filhos, netos e irmãos. A violência ocorreu com milhares de jovens e crianças assassinados e Dom Ceslau não agiu, para oferecer a imprescindível intervenção propositiva da Igreja Católica e fazer mais intenso e forte o fomento da religiosidade e Cristianismo na comunidade itabunense. Nada do Bispo buscou acolher os enfermos de Aids, drogas, meio ambiente, educação, violência... e se não houvesse a existência de atuantes pastorais, outros importantes seguimentos sociais também seriam menosprezados. Faltou o Bispo ir além da evangelização. Ele podia ter influenciado políticas públicas e congregado entidades organizadas não governamentais, para resultar em melhoria da qualidade de vida dos itabunenses. Mas é o perfil de Dom Ceslau, que não deve ser igual ao Bispo que o sucede. Dom Carlos Alberto dos Santos, o novo bispo da Diocese de Itabuna é oriundo da Diocese Teixeira de Freitas-Caravelas, no extremo-sul baiano, onde ficou por quase 12 anos. Dom Carlos Alberto é natural de Tobias Barreto (SE), nasceu em 2 de outubro de 1955, sendo ordenado padre em 21 de maio de 1983. Esperamos que Dom Carlos consiga contribuir para fazer os itabunenses, recuperarem o tempo e os dividendos que perdeu com Dom Ceslau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.