16 de abril de 2017

EMÍLIO CITA CAIXA 2 PARA OTTO, IMBASSAHY E MAIS SEIS BAIANOS


A Odebrecht era quem mais contribua para eleger corruptos neste país
No acordo de delação premiada, o empreiteiro Emílio Odebrecht citou oito políticos baianos que receberam doações ilegais de campanha, segundo informações do jornal O Globo desta sexta-feira (14). De acordo com a publicação, o delator baiano afirmou que o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB), os senadores Otto Alencar (PSD) e Lídice da Mata (PSB), o deputado federal Jutahy Júnior (PSDB), o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner (PT) receberam caixa 2. Além deles, o ex-prefeito de Salvador, Mário Kertész, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) e o ex-deputado João Almeida dos Santos (PSDB). No entanto, contra o Otto Alencar e o ministro Imbassahy não foram abertos processos e eles estão fora da lista do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin. “Tenho certeza que todos eles tiveram, não tenho dúvida, quanto de uma forma e quanto de outra eu não sei, mas tanto a parte oficial como a parte do caixa 2”, afirmou Emílio Odebrecht, ao ressaltar que esses políticos pediram pessoalmente doações de campanha a ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.