16 de abril de 2017

DELATOR DIZ QUE ODEBRECHT DEU R$ 3,6 MI EM PROPINA PARA GEDDEL


Cada vez mais o nó aperta sobre o pescoço de Geddel
O ex-ministro dos governos Lula e Michel Temer, Geddel Vieira Lima, foi apontado pelo delator João Pacífico, ex-executivo da Odebrecht, como beneficiário de R$ 3,6 milhões em propina entre 2007 e 2010. A declaração consta no pacote de delações acordado entre executivos da empreiteira e a força-tarefa da Operação Lava Jato, e serviu de base para a autorização do inquérito na Justiça Federal da Bahia e do Piauí contra o cacique do PMDB baiano. Em reportagem do Jornal Nacional desta sexta-feira (14), João Pacífico cita que o codinome de Geddel nas planilhas era "Babel". "Esses valores eram retirados em Salvador, através do Departamento de Operações Estruturadas", relatou Pacífico. Ao telejornal, Geddel disse que recorrerá à Justiça para mostrar que "a delação é obra de ficção científica".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.