25 de julho de 2018

QUASE METADE DOS JOVENS ESTÁ POUCO SE IMPORTANDO COM POLÍTICA

É lamentável que a maioria dos jovens brasileiros,
não estão conscientes da importância da política!
Há de se ter uma leitura muito abrangente do jovem atual com seus smartfones e a vida digital, frente a um mundo real, que não lhe diz muita coisa. O jovem é muito bem informado sobre generalidades do tipo "está havendo um movimento na Europa com a Inglaterra que quer sair do bloco europeu". Mais não sabe. Do mesmo modo ele sabe que o Brasil perdeu a Copa do Mundo, mas não vai além do que lhe informaram as redes sociais. Na sala de aula ele olha com certo desprezo o professor e os conteúdos ministrados. Temos uma juventude incapaz de reagir a novos estímulos com as energias adequadas e ela vai às urnas em 2018 trazendo uma carga pesada de frustrações. Viu seus pais despencarem do emprego, a renda familiar cair, os pais perderem carros, planos de saúde, idas a restaurantes, as viagens e uma série de mordomias que seus pais lhes davam em compensação por suas frustrações pessoais. A geração jovem não conheceu crises como inflação, falta de bens e o sufoco de um dia vivido e trabalhado não garantir o seguinte, como nos anos 1980 e 1990. Essa juventude é aquela que está no auge da frustração trazida pelas profundas transformações tecnológicas, políticas e econômicas que estão contaminando profundamente a sua percepção de futuro. O futuro é uma nuvem escura. Sem bússola eles entrarão nestas eleições falando um idioma que os papos de facebook e whatsapp tão bem retratam. De outro lado política e políticas em cima dos palanques gritando discursos pra quase metade do eleitorado que não quer ouvir nada disso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.