29 de março de 2018

SEGURANÇA DE LULA AGRIDE REPÓRTER

Violência é prática característica da quadrilha do gangster Lula
Um dos seguranças que acompanham o ex-presidente, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula em sua caravana/campanha pela região Sul deu um soco na orelha do jornalista Sérgio Roxo, do jornal O Globo, durante a cobertura de uma manifestação contra o petista em Francisco Beltrão, Paraná. De acordo com o jornal, Roxo estava fazendo a cobertura de um protesto quando começou a filmar seguranças do ex-presidente chutando os manifestantes. Um dos seguranças "ordenou que o repórter parasse de filmar" e o jornalista obedeceu. Mas outro segurança se aproximou e "ordenou que ele apagasse o vídeo". Assim que o repórter se negou a fazê-lo, levou um soco na orelha esquerda. Os seguranças estavam armados, como o agressor, na foto à esquerda. A assessoria do PT disse lamentar a agressão que "é contra qualquer violência e toda a segurança da caravana é instruída a respeitar o trabalho da imprensa e a tratar a todos de maneira cortês". Em nota, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT) repudiou a agressão e disse ser "extremamente preocupante os atos de violência que tentaram impedir a livre e necessária atuação da imprensa". Horas antes, Lula cobrou que a Polícia Militar desse um "corretivo" nos manifestantes que atiraram ovos contra a comitiva durante um protesto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.