12 de agosto de 2017

MP FAZ CUMA DESISTIR DE EXPLORAR MOTORISTAS


MP chutou o fundilho da exploração da economia popular
Sabe aquele prefeito que se acha o “Rei da cocada preta” e o “último poço de água do deserto”? Esse é o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes Cifrões, popularmente conhecido por Cuma! O sujeito se considera a própria personalização da suprema divindade universal. Isto faz ele achar que manda e desmanda na Prefeitura, Câmara e pasmem, na própria Justiça. Mas o Ministério Público, acaba de o colocar em seu lugar de mero mortal, cujos limites não podem extrapolar o bom senso e nem negligenciar com as leis deste país. E determinou que o alcaide anulasse o destrambelhado decreto que autorizava a Zona Azul cobrar em dobro e multar quem não pagasse pelo estacionamento rotativo. Consciente sobre a encrenca em que estava se metendo, Cuma resolveu revogar o Decreto 12.626, publicado em 19 de julho, que alterou as regras de cobrança do sistema de estacionamento de veículos e motos na cidade. Entre as várias regras ilegais no decreto, estava o pagamento no momento em que o motorista estacionasse o veículo. Outra era dobrar o valor depois de 5 dias de atraso. A previsão é de que um novo decreto seja publicado, cancelando as regras até que novo texto, dentro da lei, possa ser publicado. Por enquanto, o motorista terá 30 dias para pagar a dívida e o município não aplicará auto de infração por motivos como tempo excedido, que levaria o motorista a perder até 5 pontos na carteira de habilitação. O Ministério Público atendeu clamou da Câmara de Vereadores, CDL e diversas outras entidades da sociedade organizada de Itabuna. Este episódio serviu para mostrar ao prefeito Cuma, que ele não pode querer tratar a cidade como uma mercadoria da sua propriedade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.