5 de agosto de 2017

ESTUPRO FOI IMPEDIDO APÓS UMA MULHER OLHAR AS CONVERSAS NO CELULAR DO PASSAGEIRO

Homem planejava estupro de duas crianças, com consentimento da babá,
assim que o avião pousasse em San Jose, na Califórnia.
Em um voo de duas horas, uma professora olhou a conversa do passageiro que sentava ao seu la e descobriu que ele iria estuprar crianças assim que chegasse no destino. A mulher, que não foi nomeada, conseguiu evitar esse trauma denunciando à polícia, logo depois de ler o plano do estuprador, Michael Kellar, de 56 anos. "É inacreditável. Ela entra no avião, uma cidadã normal. Duas horas depois, ela interveio na mais traumática experiência que as crianças podem passar. Mudou a vida delas", frisou o delegado para crimes sexuais Nick Jourdenais ao "Mercury News". As crianças têm cinco e sete anos, segundo as autoridades. Michael Kellar e Gail Burnworth, a babá que compactuava com o crime, foram detidos. Michael Kellar pedia a Gail Burnworth para ter relações sexuais com as crianças na conversa. Quando avião pousou a Polícia de San José do FBI, a polícia federal americana, levou o homem para depor. O acusado argumentou dizendo ser apenas uma brincadeira, uma fantasia sexual e deu seu celular para os agentes olharem. Kellar responderá por tentativa de moléstia de crianças e solicitação de crime sexual, de acordo com as leis da Califórnia. Gail foi acusada de exploração sexual de menor e de negociação de conduta explícita sexual com menores envolvidos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.