24 de julho de 2017

SENADORA BAIANA É ALVO DE AÇÕES CRIMINAIS

A Bahia se envergonha da senadora que mata atualmente,
sua esperança de ser representada com zelo no Senado
A Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a Procuradoria Geral da República (PGR) a investigar fatos relacionados à senadora baiana, Lídice da Mata (PSB) através do inquérito 4396, que apura a delação do ex-funcionário da Odebrecht, José de Carvalho Filho, que sustenta ter a senadora recebido R$ 200 mil da empreiteira para sua campanha em 2010, em dinheiro não declarado à Justiça eleitoral. Ele afirma terem sido repassados o dinheiro pelo chamado “Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht” – departamento cuja finalidade era pagamento de propina, de acordo com a investigação da Polícia Federal. Ainda conforme o relato, o beneficiário desse montante é “identificado no sistema ‘Drousys’”, do setor de propinas da construtora, com o apelido de “Feia”. LÍDICE NÃO ESTÁ SÓ NO LAMAÇAL DO SENADO FEDERAL - Segundo um levantamento exclusivo da Revista Congresso em Foco, pelo menos 6 em cada 10 senadores são alvos de inquéritos, ações penais ou recursos de condenação em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF). O número de senadores investigados pode ser ainda maior, uma vez que o STF mantém alguns inquéritos ocultos. Nesse caso, o procedimento sequer aparece no banco de dados disponível no portal do tribunal, que serve de base para a produção do levantamento. Outra curiosidade é que, das unidades da federação, somente o Distrito Federal e Mato Grosso do Sul não têm nenhum senador acusado ou suspeito de envolvimento em práticas criminosas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente no blog do Val Cabral.